A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
O futuro Parque Central da Asprela
© Câmara Municipal do PortoO futuro Parque Central da Asprela

O novo pulmão verde do Porto vai nascer em 2022

O futuro Parque Central da Asprela vai ter seis hectares e 645 novas árvores. As obras arrancaram em Julho e deverão ficar concluídas no primeiro trimestre de 2022.

Por Ana Patrícia Silva
Publicidade

O futuro Parque Central da Asprela vai ocupar terrenos baldios da Universidade do Porto, que serão transformados num "novo pulmão verde" para a cidade, tirando partido das características hidrográficas da ribeira da Asprela. As obras começaram no final de Julho e a expectativa é que estejam concluídas "durante o primeiro trimestre de 2022", anuncia o município.

O novo parque, com uma área superior a seis hectares, ficará localizado entre a UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da U.Porto e a Faculdade de Desporto (FADEUP). A empreitada representa um investimento aproximado de 1,9 milhões de euros. 

Futuro Parque da Asprela
© DRO futuro Parque Central da Asprela

O projecto assume como prioridade "o controlo activo das cheias da ribeira da Asprela, através da criação de uma bacia de retenção com uma capacidade de 10.000 metros cúbicos". Vai constituir-se uma zona de "boa drenagem hídrica", que reduzirá a ocorrência de cheias e de inundações através da estabilização dos leitos e das margens, e contribuirá para a permeabilidade do solo. Ao mesmo tempo, será garantida a regularização fluvial da ribeira, com uma extensão de 594 metros, e de outras mais pequenas, que vão ser desentubadas e reabilitadas.

O projecto vai ainda "consolidar a estrutura verde do local, com a plantação de 645 novas árvores", e apostar na criação de espelhos de água e de percursos pedonais e cicláveis, acessíveis também a pessoas com mobilidade reduzida.

Veja o novo vídeo de apresentação do projecto:

+ Parque da Asprela no Porto já começou a ser construído

Leia aqui a edição online e gratuita da Time Out Portugal

Últimas notícias

    Publicidade