A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Coliseu do Porto
© DR / Coliseu Porto Ageas

Obras de reabilitação do Coliseu do Porto arrancam em 2022

A Câmara do Porto e o Ministério da Cultura vão assumir o custo das obras de restauro. O Coliseu já começou a revelar a programação deste ano.

Por Ana Patrícia Silva
Publicidade

As obras de reabilitação do Coliseu do Porto já não vão ser concessionadas a privados, nem vão custar 8,5 milhões de euros, como estava inicialmente previsto. A Câmara do Porto e o Governo, através do Ministério da Cultura, vão assumir, em partes iguais, o custo das obras, avaliadas em cerca de 3,5 milhões de euros, valor que já inclui as despesas com pessoal durante o período em que a sala de espectáculos encerrar.

“No cenário anterior, aquilo que nos era apresentado como montante para fazer as obras era excessivo e injustificado”, afirmou o presidente da Câmara do Porto na conferência de imprensa realizada esta segunda-feira no Coliseu Porto Ageas, para assinalar a sua reabertura. A empreitada garante “conforto e segurança”, mas prescinde do “luxo”, afirmou Rui Moreira, citado pelo portal municipal.

As obras, informou a presidente da direcção do Coliseu, Mónica Guerreiro, deverão demorar cerca de oito meses, período durante o qual o espaço estará fechado. As intervenções vão incidir, essencialmente, na fachada, cobertura e torre. As obras deverão arrancar no próximo ano, uma vez que ainda são necessários estudos técnicos e projectos de execução. Na conferência de imprensa, o grupo Ageas Portugal anunciou ainda a renovação da parceria com o Coliseu por mais três anos, até 2023.

Em 2021, a emblemática sala portuense está a celebrar 80 anos. Um dos destaques da programação já anunciada é o regresso dos icónicos Concertos Promenade, com direcção artística do maestro Cesário Costa. A aposta na produção própria mais do que triplica face a 2020, com maior oferta de espectáculos para todos os públicos, incluindo duas novas produções de ópera – a primeira, Cavalleria Rusticana, de Pietro Mascagni, tem estreia marcada para 9 de Junho. Mais tarde, o Circo vai antecipar-se ao Natal e apresenta-se de Julho a Setembro em nove cidades da região Norte. A festa do 80.º aniversário está marcada para Dezembro.

Nesta temporada, o Coliseu aposta em novos diálogos com grandes festivais do Porto: o DDD - Festival Dias Da Dança, o Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica (FITEI), o Festival Internacional de Marionetas do Porto, o Family Film Project e o Porto/Post/Doc. Este mês, pode ver o projecto Deixem o Pimba em Paz (29 de Abril) e os espectáculos Orelha de Deus (26 de Abril) e A Dança (27 de Abril), do Balleteatro, estrutura artística em residência no Coliseu. Até 25 de Abril, há apresentações diárias de Próspero, um espectáculo do Ensemble, interpretado por Jorge Pinto e com tradução, dramaturgia e encenação de Pedro Galiza. Consulte toda a programação no site do Coliseu.

Descubra a edição desta semana, digital e gratuita, da Time Out Portugal

Participe no Time Out Index e conte-nos o que sente pela sua cidade

Últimas notícias

    Publicidade