A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Parque Arqueológico do Vale do Côa
© Côa ParqueParque Arqueológico do Vale do Côa

Passadiços do Côa começam a ser construídos este mês

Os passadiços vão permitir visitar gravuras rupestres que não estão acessíveis neste momento, na encosta sobranceira ao Côa e ao Douro.

Escrito por
Ana Patrícia Silva
Publicidade

O município de Foz Côa vai construir um passadiço para ligar o Museu do Côa à desactivada linha férrea entre o Pocinho (Vila Nova de Foz Côa) e Barca d’Alva (Figueira de Castelo Rodrigo), com cerca de um quilómetro de extensão. A obra já está adjudicada e deverá começar este mês, com um investimento de cerca de 500 mil euros.

Em declarações ao jornal O Interior, o presidente da Câmara de Vila Nova de Foz Côa, Gustavo Duarte, revelou que o objectivo é, por um lado, "potenciar o turismo" e permitir que os visitantes do Museu usufruam da paisagem, mas também permitir visitar um dos núcleos de gravuras rupestres na encosta sobranceira ao Côa e ao Douro, que não estão acessíveis neste momento.

Museu do Côa
© DR / Museu do Côa

O projecto é da responsabilidade do município, em colaboração com a Fundação Côa Parque, com apoios dos programas Valorizar e do PROVER do Vale do Côa. Numa segunda fase, está prevista a construção de um cais de embarque junto ao rio Douro, fazendo a ligação através dos passadiços.

+ Vale do Côa vai ter rota literária inspirada em Saramago

+ O Douro vai ter uma rota de 275 km para conhecer a região de bicicleta

Descubra a edição desta semana, digital e gratuita, da Time Out Portugal

Últimas notícias

    Publicidade