A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Casa de Chá da Boa Nova
© DRCasa de Chá da Boa Nova, em Leça da Palmeira

Portugal é dos países onde se paga menos por uma refeição Michelin

Jantar num restaurante com estrela Michelin está na bucket list de qualquer bom garfo que se preze. E Portugal é um dos países onde se gasta menos numa refeição de luxo.

Raquel Dias da Silva
Escrito por
Raquel Dias da Silva
Publicidade

Jantar num estabelecimento com estrela Michelin está na bucket list de qualquer bom garfo que se preze, mas é preciso abrir os cordões à bolsa – o que, bem sabemos, nem sempre é compatível com a carteira de um comum mortal. Ainda assim, Portugal é um dos países onde se gasta menos por uma refeição de luxo. Quem o diz é a Chef’s Pencil, uma revista internacional dedicada às tendências do sector gastronómico, que decidiu olhar para os cardápios de 450 restaurantes com duas ou três estrelas Michelin.

“O Guia Michelin define os restaurantes com duas estrelas como estabelecimentos com uma excelente cozinha, pela qual merecem um desvio, enquanto os restaurantes com três estrelas não só oferecem uma cozinha excepcional como são considerados, por si só, um destino”, lê-se no artigo da Chef’s Pencil, onde Portugal ocupa o 5.º lugar no top de países com os menus de degustação de luxo mais baratos.

Em média, um menu de degustação completo – que, geralmente, inclui oito a 12 pratos – custa 215€ em restaurantes com duas estrelas e uns intimidantes 304€ em restaurantes com três estrelas, sem incluir bebidas ou gorjetas. Na Tailândia, uma refeição Michelin custa, em média, 147€. Na Irlanda, o preço sobe para 180€, menos 1€ que na Coreia do Sul ou em Taiwan. Em Portugal, fica por 185€. Seguem-se Espanha (186€), Bélgica (191€), Áustria (196€), Holanda (201€) e Alemanha (210€).

Por outro lado, se estiver a planear fazer um jantar de luxo na Dinamarca, prepare-se para gastar, em média, cerca de 345€ num dos oito restaurantes com duas ou três estrelas – o menu de degustação mais caro custa 470€ (ou 3500 na moeda dinamarquesa). Parece caro? Segundo a Chef’s Pencil, apesar de a Dinamarca ter em média os restaurantes mais caros, há outros lugares no mundo com restaurantes que cobram substancialmente mais do que isso. É o caso, por exemplo, de Shanghai, onde uma refeição no Ultraviolet by Paul Pairet pode custar entre os 527€ e os 1318€.

+ Restaurantes com estrela Michelin no Porto

Leia aqui a edição digital e gratuita da Time Out Portugal

Últimas notícias

    Publicidade