Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Teatro Municipal do Porto: mais de 60 espectáculos na próxima temporada
Notícias / Teatro e artes performativas

Teatro Municipal do Porto: mais de 60 espectáculos na próxima temporada

Teatro Municipal do Porto
© DR Seis meses, 11 estreias nacionais, 63 espectáculos no total

A programação do Teatro Municipal do Porto (TMP) para a temporada de 2018/2919 foi apresentada esta semana e conta com 11 estreias nacionais. Ao todo são 63 espectáculos que começam já em Setembro e se prolongam até Fevereiro de 2019.

Mas vamos aos números. A programação, que se estende ao longo de seis meses, representa um investimento de cerca de 575 mil euros. Quanto às produções, 32 espectáculos são internacionais e 20 ficam a cargo de companhias e estruturas portuenses. O Teatro Municipal é ainda co-produtor em 13. Conte com parcerias com outros eventos, como o Fantasporto, o Queer Porto ou o Porto/Post/Doc, e com bilhetes que vão dos 5€ aos 10€.

A programação completa desta nova temporada ainda não é conhecida, mas deve ser apresentada numa festa de lançamento marcada para 6 de Setembro. Ainda assim, organizámos as datas e os espectáculos já conhecidos para que os vá apontando na agenda. Não tem de quê.

Setembro

Setembro marca o arranque da nova temporada. A Companhia Nacional de Bailado apresenta três propostas - entre os dias 21 e 23 - da autoria de Tânia Carvalho: Olhos Caídos, A Tecedura do Caos e a nova produção S. Depois de ter estado na Invicta, a propósito do festival Dias da Dança, o coreógrafo francês Noé Soulier regressa com The Waves, a primeira estreia da programação. A peça vai estar em cena nos dias 28 e 29, no Teatro do Campo Alegre, e conta com a presença de seis bailarinos e dois percussionistas. 

Estava em casa e esperava que a chuva viesse é outra das estreias nacionais, a cargo da companhia Público Reservado. A peça é do dramaturgo Jean-Luc Lagarce e ganha nova vida com a encenação de Renata Portas. Acontece no Teatro do Campo Alegre nos dias 22 e 23.

Outubro

A pensar nas famílias é apresentado, de 3 a 5 de Outubro, Do Bosque Para o Mundo, também no Campo Alegre. O espectáculo, de Miguel Fragata e Inês Barahona, tem como objectivo perceber se é possível explicar a crise dos refugiados às crianças. No conjunto das estreias nacionais entram também os gregos Blitz Theatre Group. Trazem ao Porto a peça Late Night, no dia 4, uma valsa que se debruça sobre a Europa. 

A 28ª edição do Festival de Marionetas do Porto também integra a programação do Teatro Municipal. O Rivoli e o Teatro do Campo Alegre abrem as suas portas de 13 e a 20 de Outubro.

O Palácio da Bolsa é outro dos espaços que acolhe a programação de 2018/2019. Desta vez, para Romances Inciertos - Un Autre Orlando, uma peça (dias 26 e 27) que junta Espanha e França ao ser produzida por Nino Laisné e François Chaignaud.

Novembro

O mês de Novembro começa com A Love Supreme, uma coreografia de Salva Sanchis e Anne Teresa de Keersmaeker, inspirada no álbum com o mesmo nome do saxofonista John Coltrane. O espectáculo estará em cena nos dias 1 e 2 no Campo Alegre. No mesmo lugar, e também no dia 2, é a vez de Martim Pedroso estrear Boudoir, uma peça teatral que "procura celebrar a liberdade do pensamento", explica a organização. Este espectáculo mantém-se até dia 4.

A assinalar os 50 anos do Maio de 1968 surge Revoluções, uma peça de Né Barros que entra na lista das estreias da nova agenda, marcada para dias os 16 e 17, no Rivoli. No final do mês (a 23 e 24), os franceses Tsirihaka Harrivel e Vimala Pons apresentam outra estreia em solo nacional. Trata-se de um espectáculo circense com o nome Grande

Dezembro

O dramaturgo francês Mohamed El-Khatib contribui para a nova agenda com duas produções. Sobre os últimos anos de vida da mãe, produziu Finir en Beauté, e a pensar nas sensações dos que perderam um filho, criou C'est La Vie (dias 6 e 7 no Teatro do Campo Alegre).

Para os mais novos, entre os dias 13 e 16 do último mês do ano, há programação especial integrada no Foco Famílias, a secção do Teatro Municipal dedicada a este público. A peça chama-se Invited, por isso, "o público desempenha um papel fundamental e terá a oportunidade de assumir o controlo", explicam. 

Janeiro

O ponto alto do mês de Janeiro é o 87º aniversário do Rivoli, assinalado com uma festa de entrada livre a 19 e 20, com programação específica. Quanto aos espectáculos previstos para o primeiro mês do ano, destaque para o bailarino Marco da Silva Ferreira, que volta a aliar-se ao TMP. Desta vez com Bisonte, que chega ao Campo Alegre a 11 e 12.

Fevereiro

As estreias nacionais trazem ainda Unwanted, uma peça de Dorothée Munyaneza, nascida no Ruanda. Entre música, teatro e dança, o tema deste espectáculo, que acontece no dia 1, é a história do país e da guerra. Em meados do mês (a 15 e 16), a dança pós-moderna francesa chega à Invicta com duas peças seminais da companhia Ballet da Ópera de Lyon: Dance and Set e Reset/Reset.

+ Dezasseis espectáculos de circo para ver no regresso do Festival Trengo

+ Sessenta e oito espectáculos gratuitos no Porto este ano

 

Publicidade
Publicidade

Latest news