A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Livraria Térmita
Fotografia de Alexander BogorodskiyLivraria Térmita

Térmita: a nova livraria do Porto

Há uma nova livraria no Porto para quem tem o bichinho da leitura. A Térmita ocupa o espaço de um antigo armazém de madeiras, na porta contígua ao Café Candelabro.

Por Ana Patrícia Silva
Publicidade

Abrir uma livraria no meio de uma pandemia é um acto de resistência. A Térmita abriu as portas em Novembro, no número 5 do Largo de Mompilher. Era agora ou nunca. "Chegámos a um ponto em que a livraria abria ou nunca tinha existido. Mesmo estando tudo a fechar à volta, decidimos que existisse", diz-nos Hugo Brito, um dos responsáveis pelo espaço, juntamente com Miguel Seabra.

A Térmita está instalada numa área anteriormente ocupada por um armazém de madeiras, contígua ao Café Candelabro. O Candelabro original era um alfarrabista, mas desde 2009 foi um dos precursores do copo ao fim do dia no Porto, funcionando como café, garrafeira e livraria.

Por detrás do café, têm agora um espaço dedicado aos livros. O projecto já existia há dois anos, mas o último foi dedicado a obras. Foi "um processo demorado", interrompido "amiúde por factores diversos", em que contaram com o "precioso auxílio da Still Urban Design", conta Hugo Brito.

Livraria Térmita
Fotografia de Alexander BogorodskiyLivraria Térmita

A Térmita é uma "livraria generalista" onde os livros novos e usados convivem uns com os outros. "Eles habitam a mesma estante, não diferenciamos", diz Hugo Brito. Neste momento, privilegiam "editoras pouco representadas, caseiras", como a Amateur, Lovers & Lollypops, Dois Dias Edições e Coração o Ditador. "Todas estas entidades se dedicam a publicações únicas, muitas delas irrepetíveis. Temos também alguma música em vários formatos, uns mais peculiares que outros, sempre interessantes e merecedores de atenção, especialmente neste momento esmagador."

Livraria Térmita
Fotografia de Alexander BogorodskiyO armazém dos fundos é usado para exposições e outra programação cultural

O espaço está também a ser utilizado para "uma programação cultural variada que abrange as artes plásticas, a música, a literatura e outras formas de expressão fora das taxonomias habituais". Até ao final do mês, pode ver uma exposição de Henrikas Riškus e no dia 11 de Dezembro haverá um recital de guitarra de João Lima. O espaço integra a programação Playlist do Candelabro, que mensalmente mostra novos artistas e projecções de vídeo, com a direcção do Nuno Ramalho.

Durante o estado de emergência, a livraria abre de segunda a sexta-feira, das 15.00 às 20.00. Depois, "logo se verá". Quem preferir, pode consultar o catálogo de livros da Térmita e a garrafeira do Candelabro para encomendar online.

Largo de Mompilher, 5 (Porto). Horário: Seg-Sex 15.00-20.00. Links: Site, Facebook, Instagram

+ O Porto tem uma nova editora de livros infantis

Leia aqui a edição online e gratuita da Time Out Portugal desta semana

Últimas notícias

    Publicidade