Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right A ilustração portuense desenhou o novo vírus
Lara Luís
© Lara Luís

A ilustração portuense desenhou o novo vírus

Descubra como é que a ilustração portuense está a usar o novo coronavírus como combustível criativo para a sua arte.

Por Ana Patrícia Silva
Publicidade

A ilustração do Porto pegou nas suas canetas, lápis e ferramentas digitais para partilhar mensagens de apoio, de amor e de humor para ajudar a lidar com o novo coronavírus. Através das redes sociais, os artistas estão a incentivar as pessoas a fazer as mudanças necessárias e a partilhar as dores, angústias e ansiedades comuns a esta vida em isolamento. Conheça as suas obras.

Recomendado: Quatro ilustradores independentes do Porto que tem de conhecer

O novo vírus pelo olhar da ilustração portuense

Joana Estrela

Joana Estrela inspirou-se em Ana Malhoa e no hino "Tá Turbinada" para superar a monotonia destes dias. Numa altura em que estamos todos confinados às nossas casas, desenha-a entretida entre os tachos, a máquina de lavar, o portátil e um livro. Estes e outros desenhos estão a ser partilhados no Facebook.

Mariana a Miserável

A precariedade e o sentimento de incerteza e insegurança associados à vida de um trabalhador freelancer são válidos em qualquer altura. Neste momento, a situação é particularmente grave para muitos freelancers que ficam sem saber o que os espera no futuro ou que vivem na ameaça do despedimento. Mariana a Miserável partilhou no Instagram esta ilustração onde mostra alguém, que até poderá ser ela, a trabalhar de lágrimas nos olhos.

Publicidade

Lara Luís

Lara Luís usou o Instagram para se lembrar de todas as maratonas de Netflix, dos fins-de-semana a preguiçar na cama, das festas a que não foi, dos encontros que cancelou e de todas as outras vezes que escolheu ficar sozinha. Foi um treino para a coisa mais importante que tem de fazer agora: ficar em casa.

Laro Lagosta

"Não queres saber porque não vais morrer, enquanto outros morrem porque tu não queres saber", diz a figura que Laro Lagosta ilustrou para denunciar a falta de responsabilidade das pessoas que não estão a cumprir as recomendações para ficar em casa. No mundo macabro do ilustrador, criaturas estranhas e corpos em decomposição convivem com críticas ao consumismo e uma obsessão por sapatilhas.

Publicidade

Wasted Rita

No dia do seu aniversário, Wasted Rita teve uma crise existencial. Acordou e percebeu que não ia conseguir celebrar uma data tão importante onde queria e com quem queria. E fez uma ilustração sobre isso. Através do Instagram, a ilustradora portuense partilha fracções de um universo criativo muito próprio, embebido em sexo e sarcasmo, em reacção aos podres deste mundo, como a misoginia ou o racismo.

Clara Não

Vamos todos ter que fazer as pazes com as nossas casas. Clara Não apela a que nos foquemos nos nossos dramas diários, que nesta altura passam a ser coisas como "nunca ter feito bacalhau escondido", "ter magoado o joelho no banho" ou "ainda não saber a nova coreografia da Lady Gaga". E deixa um incentivo: "Transformem este tempo de liberdade mínima na maior liberdade que possam ter, dentro de casa".

Publicidade

Adriana Fontelas

Podemos contar com Adriana Fontelas para um raio de luz ao fundo do túnel. A artista portuense tem estado a publicar ilustrações com mensagens de esperança, "para pensarmos que um dia vamos voltar à rua e que nos vamos abraçar de novo", que "tudo isto será uma lembrança, mas que a normalidade vai parecer um presente bonito e inesperado", pois "cada segundo será valioso, como nadar no mar e aproveitar o sol".

Mais sobre ilustração:

Shut Up Cláudia
©Shut Up Cláudia

O admirável mundo novo da ilustração no Minho

Arte Desenho e ilustração

Com traços mais ou menos finos, com mais ou menos cor, com ambientes majestosos e mundos irreais, influenciados pela fantasia e pela ficção científica, ou com mulheres de pernas peludas e de mamas ao léu, de sovacos suados
 e nariz ranhoso, estes são os temas e as técnicas de algumas ilustrações que por aqui vai encontrar. Nesta lista reunimos-lhe cinco ilustradoras no Minho que estão a dar cartas. Joana de Rosa, Shut Up Cláudia, Joana Rosa Caçador, Zita Pinto e Ângela Vieira são os nomes que deve decorar (na sua cabeça) e com os quais deve decorar a sua casa. Recomendado: Galerias de arte no Minho que tem de conhecer

Arte, Galeria, Ó Galeria
© Cláudia Paiva

Três lojas para comprar ilustrações no Porto

Compras Arte, artesanato e passatempos

Comprar uma obra de arte não precisa de ser tão difícil quanto parece, até porque no nosso país há muitos artistas talentosos. As ilustrações, por exemplo, são uma óptima ideia para preencher aquela parede vazia lá de casa. Não só encontra várias temáticas, que podem ir de desenhos da sua banda ou artista favorito, até paisagens da Invicta, como também lhes ficam mais em conta do que investir num Rembrandt ou num Van Gogh. Entre jovens artistas, autores portugueses e internacionais, há arte para todos os gostos e carteiras. Se não sabe por onde começar, aqui tem três lojas para comprar ilustrações no Porto.  Recomendado: As 14 melhores lojas no Porto

Publicidade
Adriana Fontelas
© Valéria Martins

Quatro ilustradores independentes do Porto que tem de conhecer

Arte

Este quatro jovens portuenses criam, divulgam e vendem as suas obras de forma independente, trabalhando em lojas ou galerias para sustentar a sua produção artística. São, no fundo, artistas self-made que sabem como (sobre)viver da arte. Passam o tempo entre os materiais de desenho que lhes servem de ponto de partida para as criações, mas também entre contactos para dar resposta às encomendas ou para definir sítios onde podem expôr e vender. São criadores, assessores e vendedores das próprias criações. Fique a conhecê-los.  Recomendado: Galerias de arte que deve conhecer no Porto

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade