Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Cinco ideias para começar o mês com muita arte

Cinco ideias para começar o mês com muita arte

O horário de Outono chegou, mas não é desculpa para ficar no sofá. Damos-lhe cinco ideias para sair de casa e começar o mês com muita arte.

Por Maria Monteiro |
Publicidade
© DR

Os dias curtos e cinzentos do Outono chegaram para ficar, mas a arte continua a pulsar, bem quentinha, nos quatro cantos da cidade, pronta a dar cor e animação a quem der folga ao sofá e às mantas para se ir aculturar. Como habitual, não faltam bons programas na agenda artística e cultural do mês. De feiras de arte onde pode encontrar obras de artistas nacionais e internacionais, mais ou menos consagrados, a visitas guiadas, passando por exposições e cinema não faltam opções. Para que não se perca, damos-lhe cinco ideias para arrancar o mês com muita arte.

Recomendado: 16 obras de arte para ver no Porto

Cinco ideias para começar o mês com muita arte

1
© DR
Compras, Arte, artesanato e passatempos

Ver e comprar arte no Abelha VIII - Mercado de Arte

Baixa

Em 2018,  André Rocha, artista e fundador do Hive Art Studio, criou o Abelha para “dar oportunidade a todos os artistas para expor, divulgar e vender o seu trabalho”. A oitava edição do mercado de arte - que recebe, a cada edição, “cerca de 45 pessoas dos 16 aos 60 anos” - vai invadir, como de costume, o Centro Comercial Cedofeita. No sábado, 9 de Novembro, das 14.00 às 20.00, pode encontrar por lá ilustração, fotografia, desenho, pintura e cerâmica, com trabalhos a começar nos 0,50€.

2
Galerias abrem novas exposições na Rua Miguel Bombarda
© DR
Coisas para fazer

Admirar as novas exposições das galerias em Miguel Bombarda

Cedofeita

Pela última vez este ano, o quarteirão das artes do Porto vai ganhar vida com as inaugurações simultâneas no sábado 9. A partir das 16.00, as galerias e as lojas da Rua Miguel Bombarda e das ruas adjacentes mostram-se de cara lavada com novas exposições e artistas. Além da abertura de espaços como a Galeria Fernando Santos, a Ó! Galeria, a Ap’arte Galeria ou a Quadrado Azul, há performances, concertos, sessões de DJing e visitas guiadas. A entrada é livre.

Publicidade
3
Mural da Trindade por Mr. Dheo
© DR
Arte, Arte urbana

Descobrir a arte urbana do Porto numa visita guiada

Baixa

Frederico Draw, Hazul, ±MAISMENOS±, Mr. Dheo ou Bordalo II são apenas alguns dos nomes que gravaram o seu traço no espaço público da cidade, tornando-a num museu a céu aberto (que, na correria do dia-a-dia, não tem a atenção merecida). No sábado 9, há uma visita guiada pela arte urbana do Porto que começa às 10.00 no Largo Dr. Tito Fontes (junto ao viaduto da Rua de Gonçalo Cristóvão) e termina às 13.00 no Cais de Gaia. A visita custa 15€ por pessoa e está sujeita a inscrição prévia.

4
"Menina a chorar na fronteira" é a fotografia vencedora de 2019
© John Moore
Coisas para fazer, Espaços para eventos

Ver a exposição do World Press Photo na Maia

Grande Porto

A exposição que reúne as fotografias premiadas pelo World Press Photo - prestigiada competição de fotojornalismo e fotografia documental -, está de volta ao Fórum Maia entre 1 e 22 de Novembro. “Menina a chorar na fronteira”, de John Moore, foi a fotografia vencedora deste ano, e mostra uma criança hondurenha a chorar no momento em que ela e a mãe são levadas por oficiais na fronteira dos EUA. O português Mário Cruz está, pela segunda vez, entre os galardoados. Pode visitar a exposição de terça a domingo, das 9.00 às 22.00.

Publicidade
5
DESIGNAgorà, ciclo de cinema e design
© DR
Coisas para fazer

Assistir ao encontro entre design e cinema no DESIGNAgorà

Clérigos

Dez sessões de cinema documental compõem o DESIGNAgorà, projecto satélite da Porto Design Biennale que cruza design e cinema que vai ocupar a Casa Comum da Reitoria do Porto entre 7 e 9 de Novembro e o Teatro Municipal Constantino Nery, em Matosinhos, no dia 10. The Human Scale, de Andreas Dalsgaard, que questiona a relação entre o espaço urbano e os seus habitantes ou Rams, de Gary Hustwit, que incide sobre a vida e obra do designer alemão Dieter Rams e trata conceitos como consumismo, materialismo e sustentabilidade. A entrada é gratuita, mas está sujeita à lotação da sala, por isso a reserva é aconselhada.

As galerias de arte que tem de descobrir

Show Me - Design & Art Gallery
©DR
Arte, Design

Show Me – Design & Art Gallery

Grande Porto

No meio do nada brotam algumas das mais singulares peças de design contemporâneo. A Show Me nasceu em 2009 no centro urbano de Braga e mudou-se para o verde rural de Barcelos em 2012. Numa adega onde antes se guardavam pipas de vinho verde estão hoje peças que mostram novas formas de entender a arte e
 o design. A Show Me é uma das raras galerias nacionais dedicadas ao design contemporâneo. Com peças e instalações únicas, edições limitadas e protótipos, as exposições cruzam a funcionalidade do design industrial com a liberdade criativa da arte, apostando em sangue novo e franjas mais experimentais.

Visitas através de marcação: 916 216 121

Galeria Mario Sequeira
©DR
Arte, Galerias

Galeria Mário Sequeira

Grande Porto

A própria galeria é uma obra de arte 
– arquitectónica e paisagística. A seis quilómetros do centro de Braga, foi fundada pelo médico Mário Sequeira em 1994 e cedo se tornou um espaço de referência da arte contemporânea em território nacional. No ano 2000 foi o palco da primeira exposição em Portugal dedicada a Andy Warhol e tem acolhido artistas como Richard Long, Gerhard Richter, Julian Opie e Rachel Whiteread. É uma galeria viva, rodeada de tapetes de verde onde pode visitar um parque de esculturas. E continua em expansão – este ano foi erguido um novo edifício para acervo e showroom.

Publicidade
Ala da Frente
©DR
Arte, Galerias

Ala da Frente

Grande Porto

Na ala da frente do edifício do Museu Bernardino Machado abriu em 2015 
a galeria municipal de Famalicão.
 Um passo de gigante para incentivar
a descentralização cultural, que tem levado ao interior do Minho um balão de oxigénio de arte contemporânea. Por aqui já se mostraram exposições de Alberto Carneiro, Pedro Cabrita Reis, José Pedro Croft, João Queiroz, Rui Chafes e Jorge Molder, cada uma delas acompanhada da edição de um livro. Com curadoria de António Gonçalves, a galeria Ala da Frente continua a mostrar valores de referência da criação artística nacional.

Centro Internacional das Artes José de Guimarães, Guimarães
©DR
Arte, Centros de artes

Centro Internacional das Artes José de Guimarães

Grande Porto

Está integrado na premiada Plataforma das Artes, a maior e mais dispendiosa obra (17 milhões de euros) da Capital Europeia da Cultura 2012, desdobrada em laboratórios criativos, salas de espectáculos e um centro de arte baptizado com o nome do artista José de Guimarães, que aqui depositou as suas colecções e acervo. As 13 salas de exposição do CIAJG acolhem mostras dedicadas à arte contemporânea em diálogo com artes e culturas de outras épocas, com a curadoria de Nuno Faria.


Publicidade
Shairart
©Wapa
Arte, Galerias

Galeria Shairart

Grande Porto

É o melhor sítio para descobrir os talentos emergentes da arte contemporânea. Desde 2014 que a Shairart anda a democratizar o acesso à arte através da articulação entre uma plataforma online e uma galeria em Braga. Logo 
à entrada, um café-bar convida a entrar. Lá dentro,
 o espaço convida 
a ficar, por entre salas de exposições e actividades como workshops e aulas de pintura e desenho gratuitos. Com a curadoria de Helena Mendes Pereira, mostra-se o que de novo se produz em pintura, ilustração, desenho, escultura e fotografia. Todas as obras estão disponíveis para aquisição no site.

You may also like

    Publicidade