Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Fotogaleria - Fomos experimentar o primeiro parque canino do Porto

Fotogaleria - Fomos experimentar o primeiro parque canino do Porto

O primeiro parque canino do Porto fica no Jardim Paulo Vallada, também conhecido como Jardim das Pedras, no Bonfim

Parque canino
1/5
© João SaramagoO parque é composto por dois recintos. O maior tem 25 metros de comprimento
Parque canino
2/5
© João SaramagoOs recintos contam com obstáculos para saltar, rampas para percorrer e mecos para contornar
Parque canino
3/5
© João SaramagoOs animais podem estar soltos, mas uma das regras é que os donos tenham sempre uma trela por perto
Parque canino
4/5
© João SaramagoParque canino do Porto
Parque Canino
5/5
© João SaramagoA construção do parque canino representou um investimento de 40 mil euros
Por Bárbara Baltarejo |
Publicidade

Ver cães a correr pela extensa área verde do Jardim Paulo Vallada não é uma surpresa. No entanto, desde o início do mês que os animais correm com mais segurança, graças à construção do primeiro parque canino do Porto. 

O espaço está dividido em duas partes. Da Avenida Fernão de Magalhães são visíveis dois rectângulos delimitados por cercas de madeira. O maior tem 25 metros de comprimento e dez de largura e destina-se a animais de grande porte. O segundo, com 14 metros de comprimento e outros sete de largura, foi pensado para cães mais pequenos. Mas a Khali, de porte médio e enérgica por natureza, estrela desta fotogaleria, pedia mais espaço até no parque maior. 

Ambos os espaços partilham a mesma morfologia, ou seja, têm uma câmara de entrada onde os donos retiram a trela aos animais; um jardim com obstáculos de agility, do qual fazem parte rampas para percorrer, barras para saltar e mecos para contornar; e ainda uma caixa de areia para escavar. Para os humanos há um bebedouro com uma saída de água (e outra para os amigos de quatro patas), dois bancos de betão e um dispensador de sacos para a recolha de dejectos. 

Mas para entrar neste parque há que cumprir algumas regras, expostas à entrada. Cadelas com o cio e animais perigosos ou potencialmente perigosos ficam à porta e são bem-vindos os que estiverem devidamente vacinados e desparasitados.

O investimento e os projectos para 2019

Para a instalação do parque canino foram investidos cerca de 40 mil euros. Segundo o vereador do Ambiente, Filipe Araújo, este projecto poderá vir a ser replicado em outras zonas da cidade. Por enquanto, apelou ao "bom uso destas instalações pela população". 

Bebiana Cunha, deputada municipal pelo partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN), refere na sua página de Facebook, que "há aspectos que ainda têm de ser resolvidos neste parque para que não haja incidentes". Exemplos? Barreiras visuais do interior para o exterior do parque, que evitariam que os cães se distraíssem com outros animais, e locais de esconderijos para evitar conflitos. Por cá, nós concordamos. 

Ainda no que diz respeito à política municipal de bem-estar animal, 2019 será também o ano de inauguração do Centro de Recolha Oficial de Animais. Segundo as declarações da Câmara do Porto, o novo canil, que está a ser construído em Campanhã, deve estar pronto em Maio.

Se não tem um jardim em casa, leve o seu melhor amigo de quatro patas até ao parque canino do Porto. Pode não ser perfeito, mas as habituais preocupações, como o perigo dos carros ou a necessidade de levar uma garrafa de água, desaparecem. O seu animal pode fazer novos amigos e ainda tem tempo para pôr a leitura em dia.  

Mais para animais no Porto

animais
© Marco Duarte
Coisas para fazer

Os melhores sítios pet-friendly no Porto

Sair de casa com o seu animal de estimação não tem de ser uma dor de cabeça. Espaços abertos como parques e jardins ou esplanadas são uma boa opção, mas desde que entrou em vigor a lei que permite a entrada dos nossos melhores amigos em restaurantes, os sítios pet-friendly têm vindo a aumentar. Passar a noite num hotel, abastecer a despensa ou o armário, almoçar e jantar num restaurante, passear no centro comercial ou estender a toalha na praia. Não sabe o que fazer quando estiver com o seu animal de estimação? Espreite esta lista com os melhores sítios pet-friendly no Porto. Recomendado: Os melhores parques e jardins no Porto

Monte do Zambujeiro
DR
Hotéis

Hotéis pet friendly: Bobi, faz a mala

Seja bem-vindo, senhor cão – ou gato ou tartaruga. Já que há cada vez mais donos que se recusam a deixar os amigos de quatro patas em casa quando vão de férias ou passar fins-de-semana fora, é importante conhecer bons hotéis pet friendly. Estas quatro sugestões ficam a sul.

Publicidade
Walking Dog
© Marco Duarte
Notícias, Compras e estilo de vida

A Walking Dog é uma loja para cães que vende pupcakes

Esta loja não é para si, é para o seu amigo de quatro patas. Além de bem-vindos, na Walking Dog os cães são também convidados a sentar-se, comer um doce e a experimentar os artigos da marca. Esta surgiu há cerca de um ano pelas mãos dos donos da Dogga, uma academia de treino e modificação comportamental para cães. Em Outubro decidiram abrir um espaço próprio, no Bonfim, com os produtos que deram origem à marca e que inicialmente só eram vendidos online. Há arneses e outros acessórios, como trelas, coleiras e camas. Os artigos estão divididos em duas linhas: a Premium e a Daily. A primeira é feita de malha antibacteriana e pensada para uma utilização a longo prazo. A segunda foi desenvolvida para ser utilizada durante curtos períodos de tempo. É tudo fabricado em Portugal, com design e padrões exclusivos da marca, alguns alusivos ao universo Star Wars e Batman.    A Walking Dog tem uma zona de lounge © Marco Duarte   A loja também tem um espaço lounge, onde pessoas e cães se podem sentar a relaxar. À venda há ainda doces pensados para os animais. Entre as opções há biscoitos (0,50€), donuts (1€) e pupcakes (1,50€) "feitos com ingredientes naturais, por uma padaria com as nossas receitas", explica Manuela Vilas-Boas, uma das sócias.    Pupcake de cenoura, alfarroba e queijo Philadelphia © Marco Duarte   + ExpoZoo recebe a primeira edição do concurso 'O Meu Animal Tem Talento' + Os melhores sítios pet-friendly no Porto + Guia para mimar animais: A vida (não

Publicidade