A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Há mais de 70 propostas artísticas para ver na quinta edição do MEXE

Por Patrícia Santos
Publicidade

A quinta edição do MEXE – Encontro Internacional de Arte e Comunidade, evento que cruza as dimensões artística, social, política e ética, começa apenas a 16 de Setembro, mas a programação já está fechada. Conferências, espectáculos, paradas, oficinas, criações originais, apresentações de livros e instalações compõem o cartaz da iniciativa, que conta com uma estrutura composta por mais de 400 pessoas, de 27 grupos provenientes de seis países, para um total de propostas artísticas que supera as 70, em 22 espaços do Porto, segundo comunicado de imprensa.

A estreia nacional de Isto é um Negro?, que se debruça sobre “o que é ser negro e negra no Brasil”, ao mesmo tempo “que tenta construir estratégias de questionamento sobre a perpetuação do racismo estrutural”, é um dos destaques do encontro. A representação da peça, que chega a Portugal pelas mãos da companhia brasileira EQuem ÉGosta?, realiza-se no Teatro Carlos Alberto (dia 21/09, às 21.00). O espectáculo Quando Quebra Queima, da Coletiva Ocupação, também deve ser considerado na hora de escolher o que ver. A obra, que chama a atenção para "tudo o que foram os movimentos de ocupação das escolas desde 2015", no Brasil, estreia em solo nacional na Escola Alexandre Herculano (dia 22/09, às 17.00).

O Mexe Praça, “um ponto de encontro e discussão aberta que servirá como espaço de contacto com a cidade e o público do encontro”, é a grande novidade da edição. Situado no Jardim de São Lázaro, será palco de uma programação musical diversa, da produção de uma fanzine diária, de conversas e aparições improváveis, adianta a organização. É também aqui que terá lugar o ilha-jardim, espectáculo de abertura (dia 16/09, às 19.00), da autoria da estrutura artística PELE. Trata-se de “um ensaio sobre povoar lugares inexistentes e transformar os lugares de sempre, numa projecção do jardim como uma ilha suspensa do mundo, para o mundo ser mais como devia”. Consulte a programação completa do evento aqui.

+ Porto/Post/Doc regressa em Novembro com um olho no cinema lituano

+ A nova exposição de Maria Trabulo foca-se na acção do artista no panorama político-social

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a nossa newsletter e receba as notícias no email.

Últimas notícias

    Publicidade