Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Dê uma nova vida à sua roupa com as dicas de quem sabe
Notícias / Compras e estilo de vida

Dê uma nova vida à sua roupa com as dicas de quem sabe

Riera Alta
© Marco Duarte A Riera Alta recebe vários workshops mensalmente

Acreditamos que para muito boa gente o simples acto de coser um botão ou de fazer uma bainha possa significar um grande drama. Mas estamos aqui para ajudar. Se em casa tem t-shirts, camisas ou até calças de ganga do século passado, não se desfaça já delas. Leia os conselhos que Cláudia Andrade, dona da Riera Alta, uma academia de costura portuense, e Maria Nunes, proprietária da centenária Casa Botónia, têm para lhe dar. E não, não é preciso ter uma máquina de costura. Aliás, segundo Cláudia, “quase tudo pode ser feito à mão, podemos é demorar um bocadinho mais a acabar”. Precisa, acima de tudo, de ter paciência e criatividade. E, se procura inspiração extra, pode sempre consultar revistas especializadas, o Pinterest ou até o YouTube (a Riera Alta tem um canal).

A primeira tarefa é criar o seu kit de costura, que deve ser o mais simples possível. Tem de ter agulha, tesoura e linhas. A partir daí só precisa de ir comprando os extras, como fitas, botões ou tecidos, dependendo do que precisar. Se não quiser gastar muito dinheiro, aproveite tudo o que puder, por exemplo, retirando os botões a camisas estragadas e cortando as partes do tecido que ainda estiverem em boas condições. 

T-shirts e blusas

Tem blusas em casa que já não lhe servem? Tanto melhor. Cláudia e Maria explicam que é fácil recuperá-las. Comece por cortar as laterais da peça. A seguir corte duas faixas de um tecido à sua escolha, que pode ou não ser elástico. Depois, cosa-os a cada um dos lados da blusa. Para ficar com um acabamento mais bonito, faça bainhas. 

Transformar uma t-shirt num kimono é fácil. Só tem de abri-la a meio e cortar a gola. Se quiser adicionar um certo je ne sais quois, compre umas franjas e cosa-as nas mangas e no fundo. Esta é uma personalização que pode fazer mesmo sem cortar a t-shirt. É uma forma fácil de tornar uma peça básica em algo mais composto.

Casacos

Uma pequena mudança, como trocar os botões de um casaco, é algo que requer pouco esforço, mas que pode fazer uma grande diferença. “Hoje em dia, os jovens procuram botões antigos dos anos 70 e 80”, conta Maria Nunes. A dona da Casa Botónia recomenda botões de vidro ou de sirgaria. Estes são feitos à mão, exclusivamente para a loja, por uma senhora do Porto. Dependendo dos tamanhos, podem custar entre os 6€ e os 12€. Sucesso garantido.

Calças de ganga

Cláudia Andrade, da Riera Alta, é fã incondicional de ganga, já que a considera um tecido versátil e resistente. “Além disso, nunca passa de moda e toda a gente gosta”, explica.

A dica mais simples para aproveitar um par de calças é transformá-las em calções. Primeiro, deve cortar cuidadosamente as duas pernas das calças exactamente com a mesma medida. Ao fazê-lo, verifique que a parte de trás é mais comprida, “um dedo ou dois”, para não mostrar o que não quer.

Quando terminar, faça a bainha ou, se quiser algo mais fácil e divertido, cosa um aplique, como uma fita de renda.

Camisas 

Agora, o grau de dificuldade vai aumentar. O vestido de criança que vê na nossa pequena modelo à direita é da autoria de Cláudia e, em tempos, foi uma camisa de homem. Corte as mangas pelas cavas e o colarinho, mas sem modificar a zona onde ficam os botões. Depois, certifique-se do comprimento que melhor assenta na criança e corte. A seguir, faça uma bainha larga na parte de cima da camisa, para poder passar o fio que irá fazer de alças. Quando terminar, só tem de fazer uma bainha no fundo e o vestido está pronto. 

Comprar materiais

Pela cidade há várias retrosarias e lojas especializadas onde pode comprar os seus materiais. No que diz respeito a botões, uma das melhores é a Casa Botónia (Rua de Cedofeita, 23). Lá vai encontrar verdadeiras raridades e botões vindos de países como Itália, Holanda ou Alemanha. Se anda à procura de linhas e fitas, dirija-se à Casa dos Forros (Rua de Cedofeita, 189). E para comprar tecidos, a Armazém dos Linhos, especializada em materiais de origem portuguesa (Rua de Passos Manuel, 15), é uma boa opção.

+ As 16 melhores lojas no Porto

+ 10 lojas históricas no Porto que tem de conhecer

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a nossa newsletter e receba as notícias no email. 

Publicidade
Publicidade