A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
O futuro Parque Temático dos Moinhos de Vento da Abelheira
© Câmara Municipal de EsposendeO futuro Parque Temático dos Moinhos de Vento da Abelheira

Esposende recupera moinhos para criar parque temático

Os antigos moinhos de vento vão ser transformados em espaços expositivos sobre o ciclo do pão, as energias renováveis e as questões ambientais.

Por Ana Patrícia Silva
Publicidade

Os Moinhos de Vento da Abelheira, situados no ponto mais alto da freguesia de Marinhas, em Esposende, são o testemunho de uma época áurea em que a força do vento impulsionava a indústria de produção de farinha. Agora, estão a ser recuperados para criar o Parque Temático dos Moinhos de Vento da Abelheira, ligado às energias renováveis e ao ciclo do pão.

Pretende-se recuperar e colocar ao serviço da comunidade este conjunto de azenhas e moinhos de vento, classificado como de Interesse Municipal. O projecto será executado faseadamente, sendo que nesta primeira fase serão recuperados três moinhos, que são propriedade do município. A intervenção corresponde a um investimento de 153.500€, anuncia o site da Câmara de Esposende. 

  Futuro parque temático de moinhos de vento
© Município de EsposendeO futuro Parque Temático dos Moinhos de Vento da Abelheira

O futuro parque temático abrange sete espaços expositivos, onde será apresentado todo o processo que envolve a sementeira e a recolha do grão, assim como os diversos processos necessários à sua preparação para a moagem. Aos moinhos estarão associados os temas da electricidade, do ciclo do pão e da etnografia, das questões ambientais do uso de energias, das respostas sensoriais que a cultura do cereal permite experimentar através do tacto, olfacto e visão, e as questões sobre os cereais híbridos ou geneticamente modificados. Um dos espaços, que se distinguirá pelo "aspecto arquitectónico vanguardista", será dedicado ao futuro da energia.

O estado actual dos moinhos
© Município de EsposendeO estado actual dos moinhos

Desta primeira fase, o moinho número 3 será alvo de uma "recuperação funcional", a partir dos vestígios remanescentes no local, numa reconstituição fidedigna. Os outros dois terão uma recuperação parcial, garantindo o emprego de "técnicas não invasivas" e a preservação da integridade dos elementos existentes.

Planta do projecto
© DRPlanta do projecto

+ Parque da Cidade de Esposende vai ter 30 hectares

+ Esposende recupera casas milenares do Castro de S. Lourenço

Descubra a edição desta semana, digital e gratuita, da Time Out Portugal

Participe no Time Out Index e conte-nos o que sente pela sua cidade

Últimas notícias

    Publicidade