Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Este sábado andam à solta cães de loiça vestidos com arte
Notícias / Arte

Este sábado andam à solta cães de loiça vestidos com arte

A primeira edição da exposição aconteceu em 2016
© Circus Network A primeira edição da exposição aconteceu em 2016

É um objecto carregado de memória e de história, normalmente associado à geração dos nossos avós. Antigamente, os cães de loiça eram um must-have na decoração das casas. Hoje poucos os compram - embora continuem a vender-se, sobretudo, em lojas de antiguidades -, mas todos se lembram deles. Em 2016, André Carvalho e Ana Muska convidaram artistas como Joana Estrela e ±MAISMENOS± a modernizar o clássico elemento kitsch da cultura portuguesa.

A exposição foi tão bem recebida que os responsáveis pela galeria Circus Network decidiram fazer uma segunda edição. Who Let The Dogs Out Again? reúne um novo conjunto de dez obras de artistas ligados à arte urbana e ilustração. A exposição colectiva pode ser visitada entre sábado 30 e 1 de Maio. “Convidámos pessoas com backgrounds e estilos muito diferentes para conseguirmos uma exposição ampla”, conta Ana Muska.

Bruno Lisboa, Chei Krew, Clara Não, DTLS, Gonçalo Mar, Júlio Dolbeth, Lara Luís, Mariana Malhão, mynameisnotSEM e Tamara Alves foram desafiados a criar uma obra a partir de uma base comum - cães de loiça brancos produzidos em Barcelos. “Houve quem pintasse sobre o cão e fizesse nele o que faz no papel ou parede”, revela a também designer. Por outro lado, houve quem “optasse por abordagens mais minimalistas” ou “adicionasse coisas ao cão”.

Entre os trabalhos expostos estarão o cão de Clara Não, “que conta a história do dálmata” e privilegia, como habitual, a palavra; o cão de Tamara Alves, “que é quase uma escultura que conta uma história só de olhar para ela”; ou a proposta “ousada de Mariana Malhão, que decidiu partir o cão”. Os cães de loiça serão acompanhados de desenhos de 30x40cm que podem ser obras originais ou prints digitais.

Dar uma nova roupagem aos cães de loiça é uma forma de atrair outros públicos, nomeadamente as gerações para quem não são uma memória tão distante. “As pessoas gostam imenso dos dois cães trabalhados que temos na montra e que fogem ao tradicional dálmata pintado”, explica Ana Muska. Há quatro raças de várias formas e feitios para ver na Circus Network. E o melhor de tudo é que a entrada é gratuita.

+ Galerias de arte que deve conhecer no Porto

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a nossa newsletter e receba as notícias no email.

Publicidade
Publicidade