Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Feira do Livro do Porto regressa ao Palácio de Cristal a 6 de Setembro
Notícias / Eventos e festivais

Feira do Livro do Porto regressa ao Palácio de Cristal a 6 de Setembro

Eduardo Lourenço
© DR Eduardo Lourenço

De 6 a 22 de Setembro, os Jardins do Palácio de Cristal voltam a encher-se de folhas, mesmo antes da chegada do Outono. Tudo por causa de mais uma edição da Feira do Livro que, este ano, tem Nuno Costa Santos como escritor residente e presta homenagem ao pensador e ensaísta Eduardo Lourenço, autor de meia centena de obras e vencedor, entre outros, do Prémio Camões (1996) e do Prémio Pessoa (2011). A programação da iniciativa, que este ano contou com 87 inscrições e terá 130 pavilhões, foi apresentada esta terça-feira, dia 27, por Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto.

Nuno Artur Silva, argumentista e cronista, é o responsável pelo programa de homenagem que, segundo explicou, será centrado no pensamento de Eduardo Lourenço e não na sua literatura. Aos livros - que chegam ao recinto através de dez livrarias, 46 editoras, 21 alfarrabistas e cinco distribuidoras, entre outras instituições com projectos de edição -, juntam-se actividades que incluem debates, exposições, cinema, sessões especiais, oficinas e música.

Os 30 anos da queda do Muro de Berlim, os 20 anos do euro, os 50 anos da chegada do Homem à Lua e os 500 anos da circum-navegação são exemplos das efemérides que vão ser debatidas no decorrer do evento.

Do programa desta edição vale ainda a pena destacar o espectáculo Válvula, que usa a história do graffiti como ponto de partida para tentar perceber questões como o que nos leva a desenhar nas paredes há milhares de anos e se esses desenhos são transgressão ou arte, comunicação ou ocupação (dia 7). A presença do escritor espanhol Manuel Vilas (dia 11), o encontro com o músico brasileiro Arnaldo Antunes (dia 15) e a apresentação da correspondência de Sophia de Mello Breyner Andersen e Jorge de Sena (dia 13) também são pontos altos.

O evento, que contou com um orçamento de 168 mil euros, fechará com uma “dissecação” sobre a importância de Eduardo Lourenço, a cargo de Maria Filomena Molder (dia 22).

+ Feira do Livro do Porto vai homenagear Eduardo Lourenço

+ Três projectos em que os livros são as obras de arte

+ As melhores livrarias no Porto

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a nossa newsletter e receba as notícias no email.

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments