A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Feira do Livro do Porto
© Filipa Brito / Câmara Municipal do PortoFeira do Livro do Porto

Feira do Livro do Porto vai homenagear Júlio Dinis com programação que invoca "o universo vegetal e o ideário romântico"

O evento acontece, como sempre, nos Jardins do Palácio de Cristal, entre 27 de Agosto e 12 de Setembro.

Escrito por
Margarida Ribeiro
Publicidade

A Feira do Livro do Porto é um clássico da cidade e regressa aos Jardins do Palácio de Cristal, entre 27 de Agosto e 12 de Setembro. Com 78 entidades participantes, esta edição do evento vai homenagear Júlio Dinis - no ano em que se comemora 150 anos da sua morte - através de uma programação artística que invoca "o universo vegetal e o ideário romântico", explica o município, na plataforma Porto. 

"Herborizar" foi o verbo que serviu como ponto de partida para a criação da programação da feira. Caso não saiba, fazer herbários era uma prática comum, no período romântico (no qual se insere Júlio Dinis), "um ímpeto de conservar o universo vegetal que é tão efémero quanto eterno". 

A importância do autor e o impacto do romantismo na cidade são alguns dos assuntos que vão estar em destaque nas sessões Júlio Dinis - Passeios em Terras Românticas, pensadas pela curadora convidada, Helena Carvalhão Buescu, que acontecem nas tardes de sábado, dia 28 de Agosto, e domingo, dia 29. Isabel Pires de Lima e Simão Valente debruçam-se sobre a tomada de uma consciência ecológica; e João Barrento e Ana Luísa Amaral sobre as questões de tradução.

Já Gonçalo M. Tavares, outro curador convidado, está responsável por Romantismo para além do Romantismo. Entre Arder e Durar, uma série de conversas onde se vai questionar o romantismo contemporâneo na dança, na arte, no teatro e na ciência. Acontecem ao fim-de-semana, nos dias 4 e 5, 11 e 12 de Setembro, e caminham "entre a linguagem e a imagem, em diálogo com um conjunto de convidados como António Olaio, Vítor Hugo Pontes, André Moitinho, entre outros".

Fazer uma análise da sensibilidade romântica na contemporaneidade é também o objectivo de Nuno Faria, coordenador da programação artística, e director do Museu da Cidade, que propõe um ciclo de lições e, com Guilherme Blanc, director do futuro Batalha Centro de Cinema, um ciclo de filmes. A primeira lição é dada por Helena Carvalhão Buescu sobre Júlio Dinis, mas também vão ser abordadas figuras como Maria Gabriela Llansol, por Etelvina Santos; Beuys, por José Miranda Justo; Empédocles, por Sousa Dias, e até Kurt Cobain, por Paula Guerra, nas manhãs de sábado e domingo. 

Além de tudo isto, diariamente, pode contar com duetos de poetas, juntando vários artistas de diferentes gerações entre os quais Daniel Jonas, Gisela Casimiro, Elisabete Marques, Jorge Sousa Braga e Rita Taborda Duarte. Também estão marcadas conversas com escritores e cronistas, como Dulce Maria Cardoso, Álvaro Laborinho Lúcio, Germano Silva e João Habitualmente, com moderação de Júlio Magalhães. 

Está também programada uma sessão especial das Quintas de Leitura que será dedicada a Daniel Faria e a outros poetas. Há ainda espaço para actividades de animação, com performances, oficinas e tours literárias para toda a família, ao qual se junta um reforço nas actividades infanto-juvenis da Biblioteca Municipal Almeida Garrett. 

Este ano fica ainda marcado pelo regresso da Porta-Jazz ao Relento e dos Concertos de Bolso, organizado pelos Maus Hábitos, que garantem a presença de artistas como José Valente, Grutera, Little Friente, Montes, André Júlio Turquesa, Rita Braga, The Solar Corona Elektrishe Maschine, O Manipulador, 10.000 Russos, Summer of Hate, $tag One, Kali, Evols, Meta, Palmiers, PZ, Stereoboy, Ana Deus, Ece Canli, Julius Gabriel, Dom Pie Pie, e O Bom O Mau e O Azevedo. 

Assim que estiver completa a programação vai estar disponível online

Feira do Livro do Porto regressa em Agosto com 124 pavilhões

+ As melhores livrarias do Porto

Descubra a edição desta semana, digital e gratuita, da Time Out Portugal

Últimas notícias

    Publicidade