A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Jardim Soares dos Reis
© Câmara Municipal de GaiaJardim Soares dos Reis

Jardim Soares dos Reis reabre após obras de renovação

Em Mafamude, em Vila Nova de Gaia, o Jardim Soares dos Reis foi requalificado e já reabriu para actividades de lazer, sociais ou culturais.

Por Ana Patrícia Silva
Publicidade

No Largo de Soares dos Reis, em Mafamude, o jardim foi construído no início do século XX em homenagem ao escultor António Soares dos Reis, nascido nesta freguesia, que aqui tem uma estátua. Ao longo dos tempos, o jardim foi alvo de diversas obras de requalificação e melhoramento. No ano passado, apresentava várias zonas degradadas, nomeadamente junto ao parque infantil, na envolvente à estátua e em diversos caminhos.

A pensar nisso, a Câmara Municipal de Gaia levou a cabo uma intervenção de requalificação paisagística, ao longo de cerca de nove meses. O objectivo era valorizar este espaço e torná-lo mais aprazível para a realização de actividades de lazer, sociais ou culturais, mas mantendo a sua identidade histórica.

Jardim Soares dos Reis
© Câmara Municipal de Gaia

As zonas degradadas foram agora arranjadas e melhoradas. Na intervenção paisagística, procedeu-se ao "transplante de diversos exemplares de vegetação arbórea e arbustiva, tendo sido instalados 32 novos exemplares de árvores e mais de 17 mil exemplares de várias espécies de vegetação arbustiva e herbácea", explica o comunicado da autarquia. O parque infantil foi relocalizado para uma zona mais segura e será ainda aqui instalado um dos primeiros parques temáticos do concelho, dedicado ao Pinóquio.

Jardim Soares dos Reis
© Câmara Municipal de Gaia

Foi colocado um sanitário público automático, implementado um sistema de rega automática e foi garantida a separação do abastecimento de água da fonte do abastecimento de água do sistema automático de rega, de modo a evitar as constantes perdas de água e os danos no relvado. Alguns pavimentos e estruturas construídas, como florestais, lancis, muretes e lajetas, foram demolidos, enquanto parte do mobiliário existente foi restaurado. A obra teve um custo aproximado de 450 mil euros.

O presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, sublinhou que este é um espaço para ser usado. "A relva é para pisar, os parques são para fruir. Não temos uma visão museológica da cidade. Gostaríamos era que todos respeitassem os espaços. Que haja cuidado na preservação dos espaços, porque são de todos", conclui, citado em comunicado.

Gaia tem um novo parque junto ao estuário do Douro

+ Parque da Lavandeira em Gaia foi aumentado e renovado

Descubra a edição desta semana, digital e gratuita, da Time Out Portugal

Participe no Time Out Index e conte-nos o que sente pela sua cidade

Últimas notícias

    Publicidade