Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Metro do Porto: linhas Rosa e Amarela aprovadas

Metro do Porto: linhas Rosa e Amarela aprovadas

Publicidade

É oficial. O Conselho de Ministros aprovou ontem a construção da Linha Rosa do Metro do Porto e a expansão da Amarela que, actualmente, faz a ligação entre o Hospital de São João e Santo Ovídeo, em Gaia. A nova linha, a Rosa, que tinha sido anunciada em 2017, vai permitir a deslocação através da Praça da Galiza, entre a Casa da Música e a estação de São Bento.

O diploma aprovado “indica que a Linha Rosa terá uma extensão de 2,8 quilómetros e contará com quatro novas estações subterrâneas: Casa da Música, Galiza, Hospital de Santo António e São Bento”, de acordo com o site da Câmara do Porto.

Um troço de 3,2 quilómetros e três novas estações - Manuel Leão, Hospital Santos Silva e Vila D'Este – é o planeado para a expansão da Linha Amarela, entre Santo Ovídio e Vila D’Este. Nesta última, será construído um Parque de Material e Oficina.

A notícia chega depois de, na última quinta-feira, 6, ter sido anunciado, no site da autarquia, que o Metro do Porto iria “investir 56,1 milhões de euros na compra de 18 novas composições e na manutenção do material, nos próximos cinco anos, de modo a garantir a expansão da rede”.

O projecto, que deverá começar a sair do papel no primeiro semestre de 2019 e estar concluído até 2023, conta com um investimento superior a 307 milhões de euros, sendo que 107 milhões são comparticipados por fundos comunitários.

+ Metro do Porto: linha Rosa deve retirar cerca de 9000 carros por dia das ruas em 2022

+ Obras do Metro do Porto podem prolongar-se até 30 meses

Share the story
Últimas notícias
    Publicidade