A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Museu Amadeo de Souza-Cardoso
© DRExposição de Avelino Sá no Museu Amadeo de Souza-Cardoso

Museu Amadeo de Souza-Cardoso recebe sete novas exposições de arte contemporânea

Poderá ver estas exposições em Amarante, entre 21 de Maio e 29 de Agosto.

Por Margarida Ribeiro
Publicidade

Recentemente, foram anunciadas as mais recentes novidades que vão estar em destaque no Museu Amadeo de Souza-Cardoso, em Amarante. São sete novas exposições, assinadas por seis artistas diferentes, que "representam as novas gerações, meios, técnicas e contextos", através dos quais a arte contemporânea comunica com a obra do pintor que dá nome ao museu. 

Diálogos com Amadeo é o nome da mostra, disponível entre 21 de Maio e 29 de Agosto, que vai estar exposta em várias salas do museu. É o caso das obras de Cristina Massena, uma artista que "trabalha as questões antitéticas entre a matéria que constitui a sua obra escultórica e as formas que a mesma pode adquirir, sendo que a referência arquitectónica se aproxima de uma certa abstracção geométrica que lembra Amadeo", explica o museu em comunicado. 

Também vai poder ficar a conhecer o trabalho de Nikia Skapinakis, que recebeu, em 2005, o Grande Prémio Amadeo de Souza-Cardoso, que "possui uma vasta obra que ocupa um lugar indiscutível na história da arte nacional – aqui em exposição as últimas peças feitas antes de falecer –, pautada pela prática imaculada da pintura na sua técnica e no pensamento que pode levar à abstracção das formas". Os trabalhos de Avelino Sá, vencedor do mesmo prémio, em 2013, que reflectem "acerca da forma como a pintura pode ser lugar de silêncio e de impermanência quando aliada à palavra escrita", também vão estar em exposição. 

Museu Amadeo de Souza-Cardoso
© DRExposição de Nikias Skapinakis

Vão estar ainda em destaque nomes como José Loureiro, "conhecido pelo corpo artístico marcado pela ironia dos conceitos à volta dos quais constrói as suas séries, sendo que para esta exposição apresenta as figuras humanóides numa composição feita de partes distintas"; Sandra Baía, que "trabalha com um âmbito alargado de materiais industriais e de técnicas enquanto meios, como metáfora para uma indústria pós-moderna e fragmentada"; e Alicia Eggert, que se debruça "sobre a relação entre a linguagem, a imagem, o tempo e a forma como a luz viaja através do Espaço/Tempo, ou até a forma como as formas podem ser capazes de transcender completamente o Espaço e o Tempo".

Cada artista vai ter uma exposição individual, mas Cristina Massena, Nikias Skapinakis, Avelino Sá, José Loureiro, Sandra Baía, e Alicia Eggert vão "dialogar com o legado de Amadeo, indo ao seu encontro, por quererem ver nele um início diverso para a arte portuguesa".

Museu Amadeo de Souza-Cardoso
© DRCartaz da exposição

Além das exposições, também poderá assistir à conversa "Imagens para o museu: Pensar o contemporâneo", no próximo sábado, dia 22, pelas 16.00, nos claustros do museu, com a presença do crítico de arte, professor e curador Bernardo Pinto de Almeida; o coleccionador António Cachola; o arquitecto Camilo Rebelo; o crítico de arte e director da revista galega Dardo, David Barro; e o artista plástico Pedro Calapez. O acesso é livre, mas existe limite de lotação. 

Pode visitar todas estas exposições de terça-feira a domingo, entre as 09.30 e as 12.30, e as 14.00 e as 17.30. A entrada no museu custa 1€. 

+ Casa-Museu Teixeira Lopes recebe exposição de Amadeo de Souza-Cardoso

+ Os melhores museus no Porto

Descubra a edição desta semana, digital e gratuita, da Time Out Portugal

Participe no Time Out Index e conte-nos o que sente pela sua cidade

Últimas notícias

    Publicidade