A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Galiza
© Cláudia PaivaFrancesinha da Galiza

No lugar da Cervejaria Galiza vai nascer a Nova Galiza, um novo restaurante com outra equipa e outras receitas

A abertura está prevista para Abril e traz mudanças, dos funcionários ao menu.

Escrito por
Mariana Morais Pinheiro
Publicidade

No ano em que celebraria meio século de vida, a histórica Cervejaria Galiza dá lugar à Nova Galiza, que abrirá as portas em Abril. Mas, como o nome indica, vem com algumas mudanças. Haverá novos funcionários, do cozinheiro aos empregados de mesa, e um novo espaço ao ar livre, nas traseiras do edifício, com capacidade para cerca de 80 pessoas. 

Lá dentro, onde cabem 120 pessoas, continua-se a aposta no snack-bar e faz-se uma tentativa de manter a mesma carta de antes. "Vamos manter alguns fornecedores, mas não garantimos que seja exactamente a mesma francesinha ou o mesmo cachorro", explicou à Lusa Rita Mendes, consultora do projecto, acrescentando que no processo de transição não ficaram com as receitas, nem o nome Cervejaria Galiza está na posse do novo proprietário, “daí o novo nome do espaço”.

A Cervejaria Galiza foi fundada a 29 de Julho de 1972. Em Novembro de 2019, os 30 trabalhadores da cervejaria depararam-se com uma tentativa de encerramento por parte da gestora da empresa. Numa acção concertada, os mesmos organizaram-se e assumiram a gestão do espaço, continuando em funcionamento, até Julho do ano seguinte, altura em que foi dado o direito de preferência ao senhorio.

No dia 18 de Agosto de 2021, em tribunal, os trabalhadores que restavam aceitaram “a proposta do senhorio de ficar com o estabelecimento perante a ameaça de despejo por falta de liquidez da massa insolvente”. A empresa havia acumulado dívidas de cerca de dois milhões de euros ao Fisco e à Segurança Social.

+ Cervejaria Galiza encerra após processo de insolvência

+ Funcionários da Cervejaria Galiza em protesto contra o encerramento do espaço

Últimas notícias

    Publicidade