Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Três coisas que tem de saber sobre a Balleteatro que faz 30 anos
Notícias / Arte

Três coisas que tem de saber sobre a Balleteatro que faz 30 anos

Balleteatro Escola Profissional
© Lara Jacinto A instituição portuense celebra o 30ª aniversário

Se vibra com a programação cultural da cidade e não perde um espectáculo ou evento dedicado às artes da dança e da representação, o nome Balleteatro não lhe passa despercebido. Em ano de aniversário, a Time Out Porto falou com a co-directora da instituição e reuniu três coisas que tem de saber sobre os 30 anos de vida da escola portuense.

1. Criada em 1983 e reestruturada em 1989, nasceu para “ser um centro para o desenvolvimento das artes performativas”, diz Isabel Barros, co-directora. É, desde 2015, estrutura artística residente do Coliseu do Porto e, em breve, vai mudar-se para a Rua Nova da Alfândega (Miragaia), continuando a ter uma forte ligação com a cidade. A mudança explica-se com a previsão de obras no Coliseu: "foi necessário encontrar uma solução definitiva para a escola", explica. 

2. Através da vertente formativa, com os cursos de Dança e Teatro, lançou artistas como Dalila Carmo, Martinho Silva, Victor Hugo Pontes, Joana Castro, Joclécio Azevedo, Flávio Rodrigues, Elisabete Magalhães ou Sara Castanheira.

3. A instituição apaga este ano 30 velas com uma programação especial. Vai poder ver a performance Cross and Dance nas passadeiras da Avenida dos Aliados todas as quintas-feiras até ao final do ano. Destaque também para a presença da escola no Serralves em Festa e no Festival Internacional de Marionetas do Porto.   

+ Cultura em Expansão: há 64 espectáculos gratuitos para ver até Dezembro

+ Três produções próprias e uma "companhia quase residente": eis os 100 anos do Teatro Nacional São João

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a nossa newsletter e receba as notícias no email. 

Publicidade
Publicidade