Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Kit básico de vinhos para sobreviver à quarentena
Vinhos - Kit sobrevivencia
©DR

Kit básico de vinhos para sobreviver à quarentena

Uma quarentena é mais suportável quando feita em boa companhia. Estes seis magníficos vão tornar a sua garrafeira num pronto-socorro exemplar

Por Mariana Lopes
Publicidade

Na verdade, o isolamento social é apenas um bom pretexto para termos algo que já deveríamos ter há muito tempo: um kit de emergência de vinho, uma garrafeira com “serviços mínimos”, uma reserva do líquido mágico de Baco para que, em qualquer momento de necessidade, estejamos safos. Embora seleccionar os vinhos ideais para compor esta garrafeira de serviço possa parecer complicado é, na verdade, bem simples. Não é imperativo construí-la num mês, nem em dois, cada um segue o seu ritmo e o da sua carteira. Esta lista tem vinhos de óptima qualidade, a diferentes preços e para situações diversas. Um espumante, um branco, três tintos e um vinho do Porto, no stock certo (sugerido no final de cada texto), é tudo o que precisa.

Recomendado: Garrafeiras com entrega de vinho ao domicílio

Kit básico de sobrevivência

1
Vinho, Espumante, Quinta do Poço do Lobo Arinto e Chardonnay espumante branco
©DR

Quinta do Poço do Lobo Arinto e Chardonnay espumante branco

Caves São João – Bairrada

A Caves São João é uma empresa familiar bairradina antiga – fundada em 1920 pelos irmãos José Manuel e Albano Costa – e clássica da região. Com Arinto e Chardonnay em partes quase iguais, este espumante é pura sedução a um preço óptimo. Muito fino e elegante, tem aroma de biscoitos e toque de flores brancas. No corpo é todo ele crispy e equilibrado, fresco e macio. Muitos dizem que deveria custar bem mais para a qualidade que tem, mas shhhhh... que a Caves São João não nos ouça.

Preço: 8€
Sugestão: 3 ou 4 garrafas

2
Vinho, Vinho Verde Monção e Melgaço, Muros Antigos Alvarinho branco, Anselmo Mendes
©DR

Muros Antigos Alvarinho branco

Anselmo Mendes Vinhos – Vinho Verde Monção e Melgaço

Este 100% Alvarinho vem de vinhas localizadas junto ao rio, a baixa altitude, em solos repletos de pedra rolada. Delicado, a mostrar nariz cítrico elegante, expressa-se ainda mais no palato em que os citrinos se tornam maduros, num corpo generoso e com óptima acidez. Parece que nunca acaba na boca super-equilibrada. Quem o faz é Anselmo Mendes, produtor e um dos melhores enólogos que este país já viu. Qualquer vinho seu é uma aposta ganha.

Preço: 9€
Sugestão: 6 garrafas

Publicidade
3
Vinho, Vallado tinto, Quinta do Vallado, Douro
©DR

Vallado tinto

Quinta do Vallado – Douro

Em tintos deste segmento de preço, este não falha. De perfil bem duriense, com fruta negra, erva seca e especiarias, o tinto Vallado é muito sólido na boca, mas com textura bem polida, sempre bastante equilibrado e agradável. Com mais de 300 anos de história, construída em 1716 perto do Peso da Régua, a Quinta do Vallado é uma das mais emblemáticas do Douro. Até hoje, mantém-se na posse dos descendentes de Dona Antónia Adelaide Ferreira.

Preço: 7,50€
Sugestão: 6 garrafas

4
Vinho, Herdade Aldeia de Cima, Reserva tinto, Regional Alentejano
©DR

Herdade Aldeia de Cima Reserva tinto

Herdade Aldeia de Cima do Mendro – Regional Alentejano

Feito com as castas Trincadeira, Aragonez e Alfrocheiro, é um tinto muito complexo e profundo no nariz, com notas vegetais secas e de especiarias, e também flores do campo. Bem fresco, é leve e preciso na prova de boca, com personalidade a lembrar bem a região de onde é. Estagiou em tinas de barro e em balseiros de madeira. A Herdade Aldeia de Cima do Mendro é o projecto alentejano recente de Luísa Amorim, que fez algo bem original: plantou vinhas em patamares (como no Douro) no Alentejo.

Preço: 14,90€
Sugestão: 3 garrafas

Publicidade
5
Vinho, Pedra Cancela Amplitude tinto, Lusovivi – Dão
©DR

Pedra Cancela Amplitude tinto

Lusovivi – Dão

Este vinho é opcional (são todos, mas percebe-se a ideia), para uma ocasião especialíssima. A Lusovini é uma empresa sediada no Dão que põe tudo o que tem em tudo o que faz. Os seus enólogos sabem perfeitamente conjugar precisão com carácter, fazendo vinhos sempre muito bons, para todos os tipos de consumidor e de várias regiões. O Pedra Cancela Amplitude vale bem o que custa, com a frescura e complexidade de vinhas velhas que estiveram expostas a grandes amplitudes térmicas. O aroma tem bastante pimenta, notas mentoladas, eucalipto, erva seca e caruma. Na boca é supertenso e vibrante, mas muito elegante e delicado. Um tinto altamente sofisticado e longo no palato.

Preço: 45€
Sugestão: 1 garrafa

6
Vinho, Vinho do Porto, Graham’s Tawny 10 Anos, Symington Family Estates
©DR

Graham’s Tawny 10 Anos

Symington Family Estates – Vinho do Porto

A Graham’s é uma das casas mestras em vinho do Porto, pertencente à empresa Syminton Family Estates, com uma história que já vem desde 1820. A visita às suas Caves, em Vila Nova de Gaia, é obrigatória para quem se quer dizer minimamente conhecedor. Um vinho que saia daqui é de qualidade certa, e é por isso que faz todo o sentido ter um Tawny 10 Anos da Graham’s, um vinho do Porto que agradará a qualquer um. Além disso, este tipo de Porto pode durar até quatro semanas depois de aberto. Nada mau para ir bebericando algo de bom durante a quarentena.

Preço: 24€
Sugestão: 1 Garrafa

#TimeIn

Restaurante, Casa D'Oro, Pizza
©DR

56 restaurantes do Porto com entregas ou take-away

Restaurantes

Depois do fecho das portas dos teatros e museus municipais e do cancelamento de eventos que estavam marcados para os próximos tempos no Porto, os restaurantes começaram também a encerrar temporariamente ao público, de forma a combater a propagação do surto de Covid-19. Mas isso não significa que não possa devorar os pratos dos seus restaurantes favoritos em casa. Nesta lista encontra espaços que fecharam temporariamente mas funcionam com take-away ou entregas ao domicílio, para que possa continuar a conhecer o que de melhor se faz na cidade no conforto da sua casa. Recomendado: Os melhores take-aways no Porto  

livros
©Unsplash: Florencia Viadana

O que ler durante a quarentena?

Coisas para fazer

A frase está um bocado batida, mas cá vai: quando se tem um bom livro por perto nunca se está verdadeiramente só. Um livro, desde que bem escrito e com um bom enredo, daqueles que nos prende em poucas páginas, pode ser, por vezes, melhor companhia do que muita gente. Para que o seu isolamento forçado, a sua quarentena auto-imposta, o seu recolhimento espiritual obrigatório não se torne uma pena difícil de cumprir, há ainda quem dê o corpo à bala para que possa continuar a sonhar: livrarias que lhe entregam os livros em casa ou lhe enviam as novidades mais frescas do mundo livreiro pelo correio, por isso, aproveite a sua boa vontade. No Porto, a Flâneur, que também distribui livros em Vila Nova de Gaia e Matosinhos, leva-lhe livros de arte, História, ficção, contos, viagens, em português, espanhol, francês ou inglês, até à soleira da sua porta, gratuitamente e sem contacto. Se estiver interessado e pelas redondezas, pode fazer a sua encomenda através de flaneur.pt. A Poetria, especializada em poesia e teatro, também fechou as portas mas continua a enviar, para estas três cidades, os seus livros pelo correio. Uma vez por semana, para minimizar as saídas à rua, levam as encomendas aos CTT para serem expedidas gratuitamente. Mas há mais: há descontos de 10% em livros até 18 meses e outros, de 20% e 30%, em publicações de idade superior. Dê um salto a livrariapoetria.com e escolha o que vai querer ler. Umas ruas ao lado, o Café Candelabro não só despacha livros, como também lhe e

Publicidade
puzzle a guerra dos tronos
©PUZZ

Puzzles para desafiar a quarentena

Coisas para fazer

Sabia que há um Dia Mundial do Puzzle, celebrado a 29 de Janeiro? Sim, também há o Dia Internacional de Falar como um Pirata ou o Dia Internacional dos Biscoitos de Cão, mas nada disso tira legitimidade a estes quebra-cabeças criados no século XVIII por um cartógrafo inglês chamado John Spilsbury. Muitas peças, poucas peças, para adultos ou para crianças, a arte de encaixar peças adapta-se a todas as idades, consoante o grau de dificuldade. Nesta lista reunimos de tudo um pouco, mas vai encontrar alguns puzzles saídos do universo do cinema e da televisão. Recomendado: O que ler durante a quarentena?

The Witcher
©Netflix

As melhores séries para ver na Netflix

Filmes

Começou timidamente em Portugal, com uma mão cheia de bons conteúdos e algumas apostas menos conseguidas. Com o passar dos anos, ganhou terreno, fez muitos de nós trocar as noitadas na rua pelas noites no sofá e na cama, e é difícil imaginar a vida sem saber que a temos ali. Filmes, séries, documentários, docusséries, há muito material para ver e fazer verdadeiras maratonas visuais sem sair de casa (e mesmo se o quiser fazer, é só levá-la no telefone). Junte-se à febre do streaming e conheça as melhores séries para ver na Netflix. Recomendado: As 25 melhores séries de comédia

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade