Bienal de Cerveira: a Bienal sonha, a obra nasce

Do sonho de liberdade do surrealismo ao sonho do futuro das artes digitais, a Bienal de Cerveira atravessa épocas, estéticas e artistas. Mostramos-lhe o que vai acontecer
Cruzeiro Seixas
Publicidade

É uma edição especial para a bienal de arte mais antiga do país, que assinala 40 anos de vida ao serviço da arte contemporânea. Nela orbitam artistas convidados e curadorias nacionais e internacionais, performances, residências artísticas, workshops e uma homenagem ao surrealista Cruzeiro Seixas. 

Em 1978, o país vivia uma
 era de transição para a democracia, em busca do direito à liberdade. Na arte emergiam manifestações artísticas até então retraídas ou clandestinas. A introdução de uma bienal de arte não só revolucionou Cerveira como fez dela um ponto de encontro internacional entre artistas. Quarenta anos depois, a Bienal transformou Cerveira, deu-lhe o título de “vila das artes” e afirmou-se como um dos acontecimentos mais marcantes das artes em Portugal.

Recomendado: Galerias de arte no Minho que tem de conhecer

Bienal de Cerveira: a Bienal sonha, a obra nasce

Isaque Pinheiro

Artes Plásticas e digitais

“Artes Plásticas Tradicionais e Artes Digitais – O Discurso da (Des)Ordem” é o tema desta edição. Numa altura em que as tecnologias virtuais estão cada vez mais presentes na criação artística, a Bienal olha para o futuro. As artes digitais estão a criar novas possibilidades e formas de apresentação da realidade, da fantasia e da transformação do mundo. A partir das gerações anteriores, a Bienal quer ser um marco de transição para o futuro.

Cruzeiro Seixas

Uma retrospectiva da obra plástica e poética de Cruzeiro Seixas será apresentada através de mais de 100 peças em exposição. O pintor e poeta foi um dos precursores e é actualmente um dos máximos expoentes do surrealismo português. Com este movimento descobriu uma filosofia insubstituível. Arte era vida e a vida era revolução. No tempo da ditadura, os artistas da
 sua geração implementaram novas ideias e ousaram ser livres – na arte, no pensamento e na sexualidade. Os seus desenhos de traço fino nunca se afastaram do prazer plástico do surrealismo.

De uma simplicidade de técnicas e materiais conjurou uma poética onírica sobressaltada no seu erotismo e numa dimensão animal. Mergulhou no sonho, sorveu o inconsciente e
 abriu janelas para a condição humana. Poderá ver aqui desenhos, pinturas e objectos com datas compreendidas entre 1943 e 2018, onde se incluem colaborações com Mário Cesariny e Valter Hugo Mãe, e cadernos e cartas de amor escritas por Cruzeiro Seixas a Manuel Patinha.

Do Mundo para o Minho

Pela Bienal vão passar mais de 600 obras de 400 artistas de mais de 30 países. Consagrados e emergentes, por aqui vão ver-se peças de nomes como Isaque Pinheiro (na foto), Amadeo de Souza-Cardoso, Ana Pais Oliveira, Graça Morais, Shin Yong Gu ou Rosa Garcia. Até Setembro, dez artistas nacionais e estrangeiros vão estar a trabalhar em residências artísticas.

Actividades Paralelas

No interior do Fórum Cultural e no espaço público da vila decorrerão acções espontâneas de artistas. Estão programados workshops em áreas como o desenho, pintura, cerâmica, gravura ou arte digital. Nos ateliês infantis serão abordados temas como a manipulação de objectos, para desenvolver nas mentes esponjosas dos mais pequenos a capacidade de observação e o contacto com a arte contemporânea. Aproveite as visitas guiadas por artistas e curadores – sábados às 11.00 (exposições do centro da vila) e domingos às 17.00 (Fórum Cultural).

Vários locais de Vila Nova de Cerveira. Sex 10 a 23 Setembro. 3€.

Mais arte para admirar

Viola
©Casa Museu Teixeira Lopes
Arte, Obra-prima

16 obras de arte para ver no Porto

Provavelmente nunca reparou, mas há muitas obras de arte espalhadas pela cidade e, algumas delas, estão mesmo debaixo do seu nariz. A pensar na sua cultura geral e artística, reunimos 16 obras de arte para ver no Porto, de visita obrigatória. Da pintura à escultura, passando pela arte urbana, onde aparecem murais grafitados, até colecções únicas de soldadinhos de chumbo em museus, aqui tem um pouco de tudo. Para admirar sozinho ou acompanhado, com amigos ou em família, pegue nesta lista, dê um passeio pela cidade e aplauda os artistas da Invicta.  Recomendado: As melhores galerias de arte no Porto

Fundação de Serralves
© Fundação Serralves
Coisas para fazer, Exposições

Os melhores museus no Porto

Nem todas as cidades podem orgulhar-se da quantidade e da qualidade dos seus museus. Aqui existem em abundância para todos os gostos e épocas, da escultura à imprensa, do futebol à pintura... Por isso, visitar os melhores museus no Porto devia ser instituído como uma disciplina obrigatória nas escolas do país ou como programa não-facultativo aos fins-de-semana.

Publicidade
Mural da Trindade criado por Mr. Dheo
© DR
Arte, Arte urbana

Roteiro da arte urbana no Porto

Com nomes de artistas reconhecidos além-fronteiras, como Mr. Dheo, Hazul, Vhils ou Daniel Eime, aqui tem um guia com a melhor arte urbana no Porto. Da Rua da Madeira, passando pela Rua Miguel Bombarda e acabando em Miragaia, nenhum ponto foi esquecido. Carregue a bateria do telemóvel e seja um turista na sua própria cidade.

Publicidade