Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right A Pulcinella não mudou só de nome. Conheça a nova Antonio Mezzero
Notícias / Comida

A Pulcinella não mudou só de nome. Conheça a nova Antonio Mezzero

Antonio Mezzero
© Cláudia Paiva Antonio Mezzero

Vamos já acalmar os corações alarmados: a Pulcinella não fechou. Na verdade, a pizzaria de Matosinhos mudou a imagem, o nome (passa agora a chamar-se Antonio Mezzero, tal como o proprietário) e deu alguns toques na carta. Da lista antiga, mantêm-se intactas cinco pizzas (a Margherita D.O.P, a Al Tartufo, a Padrino, a Crudo e Rucola e a Pizza Bambini, para os mais novos). Mas há novidades. E das boas...

1. Pizza + Vinho do Porto = muitos coraçõezinhos

© Cláudia Paiva

 

 

Em Setembro, o pizzaiolo napolitano e o Instituto dos Vinhos do Porto juntaram-se para criar três pizzas harmonizadas, depois de quatro meses de testes e provas. Ora, a partir de agora, quem pedir a Passione (com mozzarella, alheira de caça, queijo de cabra curado, agrião e vinho do Porto reduzido) é surpreendido com um Reserva Tawny a acompanhar. Por sua vez, quem optar pela Arte (com mozzarella, cogumelos Buletos, rúcula, parmesão, mortadela e pistachio) terá um copo de Porto Branco em frente, e quem escolher a Qualità (com molho de tomate, mozzarella de búfala, burrata, ouro alimentar e manjericão) um LBV (Late Bottled Vintage).

Além disso, a carta passou a incluir cinco referências de vinho do Porto que pode pedir a copo para acompanhar a refeição.

2. Produtos com selo Antonio Mezzero

A partir de 2018, o pizzaiolo dará o seu selo de qualidade a alguns produtos vindos directamente de Nápoles. De Janeiro em diante, quando andar à procura de matéria-prima para fazer uma boa pizza, lembre-se de passar pela Antonio Mezzero, cada vez mais o local ideal para qualquer amante de comida italiana. Apesar de ainda não haver muitas informações, já sabemos que pelo menos tomates e mozzarellas vão estar incluídos nesta lista de ingredientes de alta qualidade.

3. Generale 2.0

A pizza Generale era uma das mais emblemáticas da casa, com mozzarella de búfala. Como deixou de existir a pizza com o nome da casa, a Pulcinella, o pizzaiolo decidiu misturar estas duas clássicas e criar uma Generale 2.0, composta por molho de tomate, mozzarella, salame picante, manjericão, rúcula, tomate semi-seco e burrata. Se normalmente ficava hesitante entre estas duas, agora a decisão ficou mais fácil.

4. Para começar e para acabar

© Cláudia Paiva

Também há novidades nas entradas e nas sobremesas. Os antipasti são agora servidos em doses individuais, para evitar as constantes dúvidas sobre o número de almas esfomeadas que cada antipasti conseguia saciar. Quanto à variedade, ficamos na mesma (e ainda bem): há bruschettas, uma focaccia, burrata e uma tábua de charcutaria italiana.

5. Antonio Mezzero já não é só sinónimo de pizzas

Até agora, as pizzas napolitanas eram o ex-líbris da casa. A probabilidade de continuarem a ser é grande, mas agora também há uma lasagna Bolognese tradicional. É só escolher, caro leitor.

6. Cara lavada

© Cláudia Paiva

Todas estas novidades na Antonio Mezzero vêm acompanhadas por uma mudança de imagem. Por isso, não estranhe se passar na Avenida Menéres e não vir o nome "Pulcinella" nos vidros da porta 390. As mudanças começaram na carta e acabaram esbarradas nos vidros, onde já se pode ver a nova imagem do pizzaiolo, que agora assina com nome próprio.

+ As melhores pizzas no Porto

+ Três sítios para comer focaccia no Porto

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments