A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Tricky vuelve a la CDMX
Fotografia de Frank JohannesTricky actua no Hard Club a 30 de Novembro

Os melhores concertos no Porto

O novo ano promete ser um pouco melhor do que o anterior no que toca a concertos. Saiba o que já está marcado para 2021 no Porto.

Escrito por
Ana Patrícia Silva
Publicidade

Ainda navegamos num mar de incertezas em relação a festivais de Verão e a concertos internacionais, mas estamos prontos para nos vingar de 2020. Uma luz ao fundo do túnel já permite sonhar com um ano melhor que o anterior, mas ainda com todas as cautelas. Em 2021, queremos e devemos continuar a apoiar a música portuguesa, mas faz sempre falta abrir os horizontes e as fronteiras. Estes são alguns dos concertos que já estão marcados para este ano. Saiba o que não pode perder.

Recomendado: Os melhores discos nacionais de 2020

Os melhores concertos no Porto este ano:

  • Música
  • Portuguesa
  • Boavista

No ano em que os GNR assinalam 40 anos de carreira (2020 adiou as celebrações), Rui Reininho prepara-se para dar ao mundo o seu segundo álbum a solo. Neste concerto especial, junta-se à Orquestra Jazz de Matosinhos para reinventar essas novas composições com o teclista Paulo Borges e um reencontro com um ex-GNR, o guitarrista Alexandre Soares.


Casa da Música. 27 Novembro, 22.00. 14€.

  • Música
  • Rap, hip hop e R&B
  • Flores

Na génese dos Massive Attack ou nos discos que lançou a solo ao longo desse tempo, Tricky é uma estrela claustrofóbica do trip-hop. Quando está em boa forma, é perigosamente paranóico, sufocante e brilhante. Após todos estes anos, não perdeu o espírito irrequieto – continua críptico, mas cativante.


Hard Club, Porto. 30 Novembro, 21.00. Bilhetes: 25€

Mais música:

  • Compras
  • Música e entretenimento

Foi o formato mais usado e lucrativo para ouvir música durante décadas, quase morreu durante a década de 1990 às mãos do CD, mas ganhou uma segunda vida como objecto de culto em pleno século XXI. Agora, entre resistentes, recém-convertidos e curiosos, já se compõe uma multidão jeitosa a dar uso ao gira-discos. Numa época em que a música circula livremente no meio digital, os vinis são cada vez mais uma certeza no mercado musical. Do pop/rock à electrónica, do metal ao jazz, nestas lojas encontra todo o tipo de discos, novos ou usados.

Recomendado: Um disco de música portuguesa por dia

  • Compras
  • Música e entretenimento

Com a agenda cultural vazia e os espaços fechados, os músicos, as editoras e as lojas independentes estão a ser severamente afectados. Neste momento, comprar música é a melhor forma de continuar a apoiar os artistas e os negócios locais. Estas lojas fecharam as portas temporariamente, mas continuam em actividade através dos seus sites, redes sociais e outras plataformas. Enquanto as coisas não regressam à normalidade, seja lá o que isso for, fique em casa a ouvir discos. Vai ver que o tempo até passa mais depressa.

Recomendado: 13 músicas sobre o Porto para cantar à janela

Publicidade
  • Música
  • Portuguesa

A música foi um dos maiores consolos no absurdo ano de 2020, que vai ficar gravado para a história pelos piores motivos. Um ano de desafios para os músicos que perderam o sustento com o cancelamento dos concertos, mas marcado por muitas provas de talento. Apesar de todas as condicionantes e dificuldades que os músicos atravessaram, 2020 deu-nos grandes discos. Com o regresso de artistas veteranos como os Três Tristes Tigres, Pop Dell’Arte ou Clã, mas também com a confirmação de novos valores como Selma Uamusse, Nídia e Tristany.

Recomendado: Um disco de música portuguesa por dia

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade