A Time Out na sua caixa de entrada

Cannadouro: chegou à Alfândega uma feira dedicada à cultura canábica

Por Sérgio Gomes da Costa
Publicidade

Sabia que o cultivo de cânhamo para vestuário é significativamente menos nocivo, em termos de consumo de água e pesticidas, do que o algodão? Pois bem, este e outros usos da planta podem ser conhecidos na Cannadouro, uma feira totalmente dedicada à cultura canábica. Acontece este sábado 17 e domingo 18 na Alfândega (5€ por dia ou 8€ o passe geral).

Não é, então, só de vestuário que trata este evento, embora numa indústria com tanta emissão de gases de estufa não fosse mau haver uma iniciativa sobre as alternativas. Na Cannadouro mostra-se também que o cânhamo serve para produzir cerveja e café, por exemplo, assim como produtos cosméticos e uma série de outras opções industriais, medicinais e recreativas.

Este é também o sítio certo para saber como fazer o cultivo desta planta, isto porque há variedades de produção legal, com um nível baixo da substância psicoactiva, para usos industriais. Entra-se, assim, num mundo de sementes, nutrientes, substratos, lâmpadas, sistemas de rega, estruturas hidropónicas e muitas outras opções.

A feira conta com bancas de diversas marcas e uma praça da alimentação, assim como uma sala de conferências, por onde vão passar diversos convidados para discutir o tema de forma alargada.

+ Coisas para fazer no Porto em Novembro

+ 31 coisas incríveis para fazer no Porto

Últimas notícias

    Publicidade