A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Super Bock Arena - Pavilhão Rosa Mota
© DRSuper Bock Arena - Pavilhão Rosa Mota

Como vai ficar por dentro o Pavilhão Rosa Mota?

Por Bárbara Baltarejo
Publicidade

Oito milhões de euros. Foi este o valor investido pelo consórcio Círculo de Cristal, formado pela Lucios e pela PEV Entertainment, na reabilitação do rebaptizado Super Bock Arena – Pavilhão Rosa Mota. A concessão do espaço vai permitir à Câmara Municipal do Porto receber 20 mil euros por mês durante os próximos 20 anos, ou seja, em 2039 os cofres da autarquia terão mais quatro milhões e 800 mil euros.

O edifício, onde cabem oito mil pessoas, fechou portas nos últimos meses de 2017. Quase dois anos depois, o exterior mantém-se igual, mas, lá dentro, as obras estão praticamente concluídas. Espera-se, aliás, que a inauguração aconteça em Outubro e já há eventos agendados.

O novo Centro de Congressos foi “o principal desafio”, segundo Jorge Manuel Lopes, administrador-geral da Círculo de Cristal, em entrevista à Time Out. A transformação do piso -1 contou com a criação de um auditório para 500 pessoas, de um espaço para exposições e ainda de quatro salas com espaço para 100 pessoas cada.

Graças à implementação de bancadas móveis, a arena pode também ser usada para eventos empresariais, aumentando não só a versatilidade, como a capacidade dos eventos para 5500 lugares sentados. 

Mas há mais novidades, como o novo restaurante de 700 m2, com vista para o lago e para os Jardins do Palácio de Cristal, a praça de alimentação para apoio a eventos, a redistribuição dos 23 camarotes e das tribunas, e a criação de 450 lugares de estacionamento. Destaque também para a instalação de wi-fi de alta intensidade em todo o pavilhão e para o melhoramento do sistema de acústica, com a aplicação de uma camada de lã rocha, e da redução dos consumos energéticos em 40%.

“Queremos ajudar a impulsionar a cidade do Porto”, explicou o responsável, acrescentando que esta obra “vai permitir que os portuenses beneficiem de espectáculos e eventos de grande escala que, até ao momento, eram bastante limitados”. Graças a esta intervenção, o Pavilhão Rosa Mota passa a ser a maior sala de espectáculos da Invicta.

+ Super Bock Arena - Pavilhão Rosa Mota abre em Outubro e já tem programação

+ Reabilitação do Rio Leça vai custar 19,7 milhões de euros

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a nossa newsletter e receba as notícias no email.

Últimas notícias

    Publicidade