Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Há peças de teatro para ver a partir de casa
Chiquinho
© DR 'Chqiuinho' da Companhia de Teatro de Sintra

Há peças de teatro para ver a partir de casa

Publicidade

Por estes dias, a cultura mostra que é uma mais-valia para todos os que se encontram em casa. Já assistimos a concertos através do telemóvel, fizemos sessões de cinema no sofá e até a leitura foi estimulada. Agora, é a vez das companhias de teatro prestarem o seu contributo, através da apresentação de peças em streaming.

Por exemplo, o Teatro Aberto tem agendados seis espectáculos de arquivo, que serão transmitidos na sua página oficial todos os dias às 21.00. A primeira peça estreia hoje (A Mentira, de Florian Zeller) e estará disponível até ao dia 25 de Março. Constam também da lista as peças A Verdade, Vermelho, Noite Viva, O Preço e Amor e Informação.

O Teatro do Noroeste, do Centro Dramático de Viana, vai partilhar também diariamente peças para todas as idades até ao dia 9 de Abril. A iniciativa começou no início da semana com espectáculos como O Gato das Botas e Pinóquio. Para hoje está marcado O Autómato e no dia 25 de Março pode contar com João e o Pé de Feijão, encenado por Fernando Gomes. No Dia Mundial do Teatro, a 27 de Março, esperam-no três peças no mesmo dia. A agenda está disponível no Facebook.

O Periferias – Festival de Artes Performativas, da Casa de Teatro de Sintra, vai partilhar online os espectáculos agendados para o fim-de-semana: Chiquinho e a actuação do grupo de dança UNO-Sonic. "Decidimos continuar a realizar os espectáculos sem público em sala, disponibilizando-os online, para que todos tenham acesso à cultura", explica Nuno Correia Pinto, presidente da associação Chão de Oliva, que organiza o festival.

Na última semana têm sido várias as entidades que se mobilizaram para levar a cultura a casa das pessoas. O Quarentena é um festival de artes online que acontece esta sexta-feira (20 de Março) entre as 09.40 e as 00.00. Surgiu de várias propostas voluntárias nos campos do teatro, música, vídeo, fotografia, dança, poesia e improviso. Entre a extensa lista de programação, com 41 artistas entre Portugal e o Brasil, salta à vista uma conversa com os astros de SaraMaga (09.45), a peça de teatro Que mal fiz eu a Deus do Colectivo Estupendo Inuendo (17.00) e um vídeo-arte intitulado Time-Lapse Quarantine (17.25), com ilustrações digitais desenhadas durante a quarentena por André Campos. Há também apresentações que sensibilizam para a necessidade de conservação da natureza, performances que relacionam a memória afectiva e o espaço urbano, e até culinária. O melhor é ficar desse lado a acompanhar. 

Por fim, o projecto ECO-Reverberações no Vale do Minho, ainda com data por revelar, é um trabalho conjunto da Comédias do Minho com o Teatro do Frio. Estava previsto ser apresentado em dez aldeias minhotas, mas agora vai ser adaptado para uma peça em vídeo. A estreia da adaptação está prevista para a próxima semana. Fique atento.

 

+ Escola das Artes da Católica lança debates de arte e cultura online, todos os dias

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a nossa newsletter e receba as notícias no email.

Share the story
Últimas notícias
    Publicidade