Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Já abriu o Elemento, o primeiro restaurante de firedining do país
Notícias / Comida

Já abriu o Elemento, o primeiro restaurante de firedining do país

Elemento
© João Saramago Vazia maturada, bochecha e cebolinha

Não, não é engano nosso. O Elemento é mesmo o primeiro (e até agora único) restaurante de fine dining do país onde se cozinha exclusivamente com o fogo. À frente do projecto está o chef Ricardo Dias Ferreira que se instalou no Porto depois de um alguns anos na Austrália, onde passou por vários espaços de renome, como o Quay, de Peter Gilmore, em Sidney.

De regresso a Portugal, e já com esta ideia muito presente, escolheu a Invicta para abrir o Elemento, uma vez que Lisboa, a cidade de onde é natural, estava muito diferente do que era quando a deixou. "Quando vi o espaço aqui no Porto decidi logo. Foi tudo muito rápido", conta.

Abriu as portas no início do mês com um menu de degustação de sete momentos (55€), pelo qual pode optar, e com uma carta onde brilham pratos como a lula na brasa, tinta de choco, tutano e amêndoa; o robalo, nata fumada, raiz de aipo e couve; o lombo de veado, beterraba assada e cogumelos silvestres; e a vazia maturada, bochecha e cebolinha.

"Cozinhar com o fogo é rever o que aprendeste, é um desafio. Se é a nossa cultura, porque é que estamos a esconder isso? Toda a vida os cozinheiros trabalharam com tecnologia e isso faz com que te tornes preguiçoso", remata.

 

Ricardo Dias Ferreira, chef e dono do Elemento
© João Saramago

 

+ Os melhores restaurantes na Baixa

+ Os melhores sítios para comer e beber na Rua do Almada

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a nossa newsletter e receba as notícias no email.

Publicidade
Publicidade