A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Parque da Ciência
© Câmara Municipal de Matosinhos

Matosinhos vai plantar 2100 árvores

Já começou a plantação de 2100 árvores e arbustos autóctones no Parque da Ciência, o antigo aterro sanitário de Matosinhos, junto ao Monte de São Brás.

Por Ana Patrícia Silva
Publicidade

O antigo aterro sanitário de Matosinhos foi oficialmente encerrado e selado em 2009, sendo devolvido à população sob a forma de Parque da Ciência. Esta área com oito hectares, junto ao Monte de São Brás, está a ser transformada num pulmão verde com floresta nativa. O projecto incluiu a renaturalização e valorização das margens do rio Leça, recuperando a galeria ripícola e criando zonas de lazer.

Este ano, o município vai continuar a apostar na valorização ambiental do vale do Leça, procurando atrair mais biodiversidade para enriquecer a paisagem da região. Nesse sentido, a Câmara de Matosinhos iniciou esta semana o processo de plantação de 2100 árvores e arbustos autóctones no Parque da Ciência. Medronheiros, pilriteiros, loureiros, murtas, azereiros, gilbardeiras e sabugueiros foram as espécies seleccionadas para o local e que são provenientes do Centro de Recuperação Paisagístico do Vale do Leça

Parque da Ciência
© Câmara Municipal de Matosinhos

A escolha das espécies a plantar teve em consideração "uma experiência de seis anos de avaliação do desenvolvimento das plantas e a taxa de sobrevivência naquela área", refere o comunicado da autarquia. Esta iniciativa contribui para os objectivos do FUTURO - projecto das 100.000 árvores na Área Metropolitana do Porto e vai ao encontro da Agenda 2030 da ONU, adoptada pelo Município de Matosinhos.

+ Faça uma visita virtual a Matosinhos sem sair de casa

+ Matosinhos mantém serviço de entregas para apoiar os restaurantes

+ Câmara de Matosinhos cria plataforma online para negócios locais

Últimas notícias

    Publicidade