Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right 'Museu como Performance' está de regresso a Serralves no próximo fim-de-semana

'Museu como Performance' está de regresso a Serralves no próximo fim-de-semana

Publicidade

No próximo fim-de-semana, a Fundação de Serralves vai receber, pela quarta vez, o Museu como Performance, uma plataforma que se dedica às novas práticas das artes performativas. Posto isto, este sábado 8 e domingo 9, as galerias do museu, a casa, a biblioteca e o auditório de Serralves vão servir de palco a 19 performances. A programação deste ano reúne 12 trabalhos de artistas nacionais e internacionais, que cruzam várias áreas, como a dança, a música, a narrativa falada, e as performances visuais e sonoras.

Fatima Al Qadiri, DJ/produtora e compositora, é um dos destaques do programa. A artista visual é uma das vozes mais distintas e politicamente pertinentes da música electrónica actual. Shaneera, o seu último EP, explora a performatividade de género no Golfo Pérsico. Pode assistir a esta apresentação no domingo às 22.30, no auditório de Serralves.

Atenções redobradas também para Foxy Moron, alias de Hannah Catherine Jones, artista, pesquisadora e fundadora da Peckham Chamber Orchestra. Em Serralves apresenta duas performances em que justapõe modalidades musicais arcaicas e timbres de ficção científica para reflectir sobre os legados da escravatura e do colonialismo, na senda do Afrofuturismo. Vai poder ver Owed to Suspension no sábado, às 20.30, e Owed to White Noise no domingo, às 16.30, no auditório de Serralves.

Pode consultar a programação completa aqui. Os bilhetes custam 10€.

+ Ciclo de cinema francês chega este sábado ao Teatro Campo Alegre

+ Exposições, regatas e visitas gratuitas no 'Dia do Porto de Leixões'

Mais de 30 fotografias de Eduardo Teixeira Pinto para ver no Palacete dos Viscondes de Balsemão

Share the story
Últimas notícias
    Publicidade