A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

O melhor do primeiro dia do Portugal Fashion FW19/20

Por Margarida Ribeiro
Publicidade

Já arrancou a 44ª edição do Portugal Fashion. Durante quatro dias, a Alfândega do Porto vai servir de palco aos criadores portugueses que vão apresentar as suas propostas para o próximo Outono/Inverno. 

Tal como já é habitual, o primeiro dia do evento foi dedicado, em parte, aos jovens criadores da plataforma Bloom. Nove alunas da Modatex — Centro de Formação Profissional da Indústria Têxtil, Vestuário, Confecção e Lanifícios estrearam a passerelle que, pela primeira vez, foi montada numa sala do último andar da Alfândega.

Logo de seguida, foi a vez das vencedoras do Concurso Novos Criadores PFN (Portuguese Fashion News) mostrarem o seu trabalho. Sofia Silva foi a primeira a apresentar as suas propostas para a estação fria. A colecção Bonding, em cores pastel foi inspirada na sua relação com a irmã gémea. Já Ashma Karki, a outra vencedora, decidiu usar este momento para fazer uma chamada de atenção e lançar um manifesto contra o excesso de lixo. Aspecto que se reflectiu nos seus coordenados, cujas peças eram construídas através de retalhos de diferentes tecidos, com diferentes texturas e cores.

Os materiais usados por Ashma Karki são resíduos da Tintex (fábrica têxtil)
© Ugo Camera

Dando uso à expressão "em casa de ferreiro, espeto de pau", Rita Sá apresentou peças descontextualizadas das suas funções originais. Mantendo-se fiel ao que já é a sua imagem de marca, as peças da designer para o próximo Outono/Inverno são todas em tons de cinzento. Esta foi a segunda vez que marcou presença no evento.

Uma das novidades do dia foi o Bloom Upload, um espaço que permitiu a cinco jovens designers criarem uma colecção cápsula. Carolina Sobral assinou cinco coordenados, em tons de cinzento, branco e castanho, com silhuetas largas e fluidas. Arieiv optou por peças volumosas e pelo uso da cor; João Sousa quis enaltecer a diferença e a singularidade das pessoas com coordenados brancos e monocromáticos; e 09 Virus fez desfilar sobretudos e impermeáveis em tons verde néon. 

A marca Arieiv, de José Pinto, jogou com a conjugação de diferentes tecidos e texturas.

Uma das apresentações mais aguardadas do dia foi a de Júlio Torcato, já que no ano passado, ao celebrar 30 anos de carreira, o designer anunciou que não voltaria ao formato tradicional de desfiles. O resultado foi uma instalação, que recorreu a vídeo, com o objectivo de consciencializar o público para o aumento acelerado do número de espécies em perigo. A colecção resumiu-se a apenas dez coordenados em tons de preto, verde, azul eléctrico, verde musgo, bordeaux e cinza. Ecopele, poliéster reciclado, algodão, lã e malha foram os materiais escolhidos pelo criador para a construção das peças. 

Durante o primeiro dia do evento também apresentaram as suas colecções Mara Flora, Maria Meira, Daniela Pereira, Hugo Costa e Maria Gambina. Hoje vão marcar presença nomes como Sophia Kah (17.00), Katty Xiomara (18.00) e Diogo Miranda (21.30).

Portugal Fashion está de volta com novidades e uma manhã dedicada aos mais novos

+ Estas são as novas criadoras de moda do Porto

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a nossa newsletter e receba as notícias no email.

Últimas notícias

    Publicidade