As melhores confeitarias no Porto

Doces nunca são demais e há, pela cidade, quem os faça com muita mestria. Se faz parte do grupo dos gulosos, descubra as melhores confeitarias no Porto

© DR

Há poucas coisas melhores do que uma montra recheada de especialidades feitas a pensar nos mais gulosos. Recheados ou cobertos, com chocolate ou com creme de ovo, não faltam bolos e pastéis nas melhores confeitarias do Porto.

As melhores confeitarias no Porto

1

Confeitaria do Bolhão

É uma das confeitarias mais emblemáticas da cidade (e uma das mais antigas). Nas montras, para onde os turistas olham todos os dias, não falta nada: jesuítas, glorinhas, pão-de-ló, tarteletes de fruta, macarons e alguns doces originais, como o golfeado, um pão recheado com queijo e com um toque de canela e anis, muito típico da Venezuela.

Santa Catarina
2

Confeitaria Doce Alto

Os bolos para datas festivas, como aniversários, comunhões, casamentos e despedidas de solteiro, são um dos fortes da Doce Alto, uma confeitaria com vários espaços espalhados pela cidade. Mas não só: os doces conventuais, o pão-de-ló, as bolas de Berlim de chocolate e os cupcakes são outras das especialidades.

Constituição
Publicidade
3

Confeitaria Aliança

Costuma passar na Rua de Cedofeita e nunca entrou nesta confeitaria? Então redima-se da próxima vez que por lá andar. Os húngaros da Aliança, feitos consoante uma receita artesanal, são viciantes e, depois de comer o primeiro, vai ter vontade de levar uns quantos consigo. Se gosta de acompanhar o café com um doce, as natas também são boa uma alternativa.

Cedofeita
4

Confeitaria Petúlia

O famoso bolo-rei (que fazem durante todo o ano) é o culpado das filas que crescem à porta desta mítica confeitaria na altura do Natal. De resto, todos os dias é procurada por quem gosta de croissants, húngaros, duchesses e coquinhos. Os bombons são outra das especialidades da casa e existem com vários sabores. Se nunca provou, trate disso.

Porto
Publicidade
5

Confeitaria Moura - Porto

A receita dos jesuítas da Confeitaria Moura foi criada por um pasteleiro de Bilbau há 125 anos. E mantém-se inalterada até aos dias de hoje: a massa é estendida, recheada com creme caseiro e, no final, leva uma cobertura de açúcar. Os limonetes, feitos com a mesma massa, são outra das especialidades desta casa nascida em Santo Tirso mas que já chegou ao Porto.

Aliados
6

MixPão

Para muitos, são os melhores croissants do Porto e arredores. Mal cozidos e com um ligeiro travo a canela, são feitos todos os dias e em diferentes versões. Podem ser recheados com Nutella, chocolate, ovo, frutos vermelhos, doce de leite ou chocolate branco (os três últimos só há ao fim-de-semana). De resto, os jesuítas também estão no topo das preferências.

Matosinhos
Publicidade
7

Rainha da Foz

O pequeno-almoço é a refeição mais importante do dia e na Rainha da Foz, uma das confeitarias mais conceituadas da cidade, pode fazê-lo com grande qualidade. Basta pedir um croissant e um sumo de laranja natural. Para acompanhar com o café ou para devorar num lanche mais calórico, atire-se aos brigadeiros, aos húngaros e às bolas de Berlim.

Foz
8

Paparoca da Foz

A Paparoca (como é carinhosamente chamada) é o melhor sítio para ir matar a fome depois de uma noite de copos. Como abre muito cedo, são muitos os noctívagos que por lá passam antes de ir para casa. Os lanches são uma especialidade, assim como os croissants, as glórias, os bolos de arroz e, em alturas festivas, o pão-de-ló e o bolo-rei.

Foz
Publicidade
9

Oporto Confeitaria

Mesmo ao lado do metro dos Combatentes, esta confeitaria é um entra e sai todo o dia. Há quem vá comprar pão e há quem vá comprar bolos de aniversário e bombons artesanais. Mas a maioria vai para devorar as bolas de Berlim e as natas, as especialidades desta casa. Os fãs de miniaturas podem entreter-se com línguas de veado, suspiros e seminaristas.

Constituição
10

Confeitaria Nova Real

Na altura da Páscoa e do Natal, a Nova Real é uma das mais concorridas confeitarias da cidade. Isto porque o pão-de-ló e o bolo-rei têm muito boa fama por estes lados. Ao longo do ano, os clientes não dispensam os bolos de aniversário, a tarte de maçã, os queques de pêra e noz, as fatias de Resende, as broinhas de milho e os húngaros.

Baixa
Publicidade
Mostrar mais

Mais doces para provar no Porto

Três sítios para comer banoffee no Porto

Esta tarte tipicamente inglesa, que junta bolacha, banana e leite condensado na sua confecção, é um atentado a qualquer dieta. Se faz parte do clube dos gulosos, tome nota de três sítios para comer banoffee no Porto.

Por Teresa Castro Viana

Três sítios para comer brigadeiros no Porto

O leite condensado está na base deste doce brasileiro, mas as receitas podem ser muito originais. Nestes três sítios para comer brigadeiros no Porto há versões para todos os gostos, como churro, Oreo, mousse de maracujá, capirinha ou capuccino.

Por Teresa Castro Viana
Publicidade

Três sítios para comer fondant de caramelo no Porto

A sobremesa é, para muitos, a parte mais importante da refeição. E este bolo com o interior líquido está entre os preferidos dos portuenses. Conheça três sítios para comer fondant de caramelo no Porto. Vá lá, não precisa de agradecer.

Por Teresa Castro Viana

Os melhores doces tradicionais do Porto

Não há quem resista à nossa doçaria, isso é certo. Por isso, passámos uma rasteira à diabetes e qualquer tipo de dieta, e percorremos o distrito em busca dos melhores doces tradicionais do Porto.

Por Teresa Castro Viana
Publicidade

Os melhores bolos de chocolate no Porto

De chocolate muitos gostam. De bolo de chocolate, nem todos. E porquê? Porque a cidade está cheia de opções mas nem todas merecem uma colherada bem dada. Nesta lista estão os melhores bolos de chocolate no Porto, seja para um lanche calórico ou para terminar um jantar da melhor maneira.

Por Teresa Castro Viana

Nós é mais bolos: os bolos que provámos em 2017

Nos últimos meses assumimos orgulhosamente a nossa dependência de açúcar e corremos a cidade, minuciosamente, à procura de bolos que nos fizessem levitar. Não fomos esquisitos: passámos do bolo de chocolate para tartes de lima e de fatias generosas para versões miniatura. Eis os resultados.

Por Inês Bastos
Publicidade

Comentários

0 comments