A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Quintas de Melgaço
© DR Quintas de Melgaço

Vinho Verde: quintas com programas especiais de vindimas

Os vinhos verdes estão a crescer. Não só na qualidade das colheitas e das garrafas, mas também na forma como estão a ganhar terreno nas experiências de enoturismo.

Escrito por
Ana Patrícia Silva
e
Margarida Ribeiro
Publicidade

Ainda há muito para descobrir e explorar nesta região vínica, onde o verde é a cor dominante da paisagem. Os vinhos verdes são leves e frescos, perfeitos para equilibrar com a gastronomia típica do Minho e de todo o noroeste de Portugal. Para desvendar os segredos destes néctares, nada melhor do que ir à sua origem. Com medidas adaptadas à pandemia e algumas novidades, as quintas vão estar abertas a visitas, com programas especiais para as vindimas. Saiba onde pode participar na apanha da uva, conhecer o processo de vinificação nas adegas, fazer almoços de harmonização vínica, piqueniques nas vinhas, passeios e provas.

Recomendado: Quintas no Douro com programas especiais de vindimas

Vindimas na região dos Vinhos Verdes

Monverde Wine Experience Hotel
© DR

Monverde Wine Experience Hotel

Amarante foi o local escolhido como morada do Monverde Wine Experience Hotel, o hotel alicerçado nos vinhos da Quinta da Lixa e inserido na Quinta de Sanguinhedo, com 22 hectares de vinha. Organizam regularmente actividades relacionadas com vinho verde (o protagonista da zona) e nesta época de vindimas sugerem um programa muito completo (65€/por pessoa), que começa logo pela fresca, com a distribuição dos kits com todos os utensílios necessários para a apanha da uva. A meio da manhã, pode contar com uma pausa para um lanche com iguarias regionais e tradicionais. O trabalho continua até à hora da prova de vinho, que acontece paralelamente à apanha da uva. Está ainda planeado um almoço no exterior, uma visita à adega e uma explicação do início do processo de vinificação. Para as famílias com crianças, cuja participação tem um custo de 30€, foi pensada uma actividade que consiste na recolha de materiais da vinha, durante a apanha da uva, para mais tarde criarem um pequeno projecto. 

Castanheiro Redondo, Telões, Amarante. 255 143 100. monverde.pt

Soalheiro
© Paulo Abreu

Soalheiro

É em Melgaço que o Soalheiro se dedica, desde 1974, à produção de Alvarinho. Trata-se de um projecto familiar, liderado pelos irmãos Luís e Maria João Cerdeira, ao lado da mãe, Palmira, que se estende a mais de 150 famílias. Juntos integram o Clube de Produtores e, na altura das vindimas, cada família entrega as suas uvas para a produção do vinho da quinta. Esta é uma tradição que pretendem partilhar com o público através de actividades como visitas às vinhas – onde acontece a colheita manual das uvas –, a possibilidade de acompanhar o processo de produção na adega e as provas de vinhos e petiscos. Tudo isto está incluído nas seis opções de provas, que se realizam no terraço panorâmico: a Clássica (6€), a Origem (15€), a Nature (20€), a Fusion (35€), a Premium (65€) e a Infusões (15€). Agora, na época de vindimas, todas as provas incluem uma experiência exclusiva, a prova do mosto – o sumo que resulta da prensagem das uvas e não contém álcool – de Alvarinho.

Alvaredo. Melgaço. 251 416 769. soalheiro.com

Publicidade
Quintas de Melgaço
© DR

Quintas de Melgaço

Os mais de 500 pequenos produtores que integram a família das Quintas de Melgaço estão de portas abertas para receber visitantes nesta época de vindimas. O programa, Experiência Vindima (30€/por pessoa), inclui uma visita pelas vinhas, com prova dos vinhos de marca própria, que podem ser harmonizados com iguarias típicas da região. Já a Experiência Vindima & Piquenique (30€/por pessoa) está disponível para um mínimo de duas pessoas, mas a tudo o que foi referido anteriormente adiciona-se um piquenique na vinha, acompanhado pelo Alvarinho QM ou pelo Rosé QM, dois ex-líbris da Quintas de Melgaço, também acompanhados por produtos da região. 

Ferreiros de Cima, Alvaredo, Melgaço. 251 410 020. quintasdemelgaco.pt

  • Viagens
  • Grande Porto

Desde 1822 que esta quinta está ligada à vitivinicultura, mantendo-se na mesma família há várias gerações. Nos 40 hectares de vinha de solo granítico, cultivam-se castas como a Avesso e Trajadura. Durante o mês de Setembro, os visitantes são bem-vindos nas vindimas. Depois de colher as uvas, pode visitar a adega, percorrer as várias etapas do processo de vinificação e provar os vinhos da casa – ou sumo de uva, para as crianças. Aproveite para fazer um piquenique no meio da natureza e conhecer a gastronomia regional de Mondim de Basto. As visitas devem ser marcadas com um mínimo de três dias úteis.

Mais para fazer na natureza

  • Viagens

A moda de baloiços panorâmicos foi adoptada pelos portugueses no Verão de 2020 e o número continua a crescer. Têm vista para o rio, para a serra ou para o campo e têm uma resistência acima da média. Uma excelente notícia para adultos que assim já se podem sentar e baloiçar sem ter medo de rebentarem com toda a estrutura, enquanto se recordam de uma infância leve e solta. E estão espalhados um pouco por todo o país, à espera dos visitantes que aproveitam para alimentar de imagens as suas redes sociais. Conheça alguns dos melhores baloiços do país e comece a planear a sua visita.

Recomendado: Piscinas naturais em Portugal para mergulhar na natureza

  • Viagens

A praia e as piscinas de hotel não são a única opção se quiser dar uns mergulhos ou ir chapinhar com as crianças. As piscinas naturais, por exemplo, têm muitas vantagens e são mais abundantes do que se possa pensar. Normalmente no meio da natureza, permitem-no observar a beleza selvagem que o rodeia, enquanto nada em águas sem cloro. Já para não falar que são excelentes alternativas para fugir de enchentes. Fomos à procura das piscinas naturais em Portugal mais imperdíveis e partilhamos esta lista para o fazer sair de casa. Aproveite e junte a família. Mas com cuidados, não se esqueça.

Recomendado: Parques de campismo em Portugal para dormir à luz das estrelas

 

Publicidade
  • Atracções
  • Florestas

Em dias de sol abrasador, não há nada como fugir para o meio da natureza e ficar resguardado sob as copas frondosas das árvores. Muito mais num ano que se quer longe de enchentes e do bicharoco que se espraia tranquilamente entre elas. A menos de uma hora do Porto, abundam paraísos verdes onde se escuta pouco mais que a vida a trepar pelas árvores e a água de rios e lagoas que banham a paisagem e nos convidam a dar um mergulho. Com alguma sorte, ainda poder ver várias espécies de aves que chapinham na água ou que se passeiam entre a folhagem. Reunimos 14 passeios para fazer a pé, de bicicleta ou para praticar birdwatching.

Recomendado: Piscinas naturais em Portugal para mergulhar na natureza

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade