Pé d’Orelha

Arte
Pé d'Orelha
1/3
Manuel Manso
Pé d'Orelha
2/3
Manuel Manso
Pé d'Orelha
3/3
Manuel Manso

A Time Out diz

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme se os eventos continuam agendados.

A exposição ‘Pé d’Orelha’, do Museu Bordalo Pinheiro, reúne cerca de 170 peças que aludem a um diálogo artístico entre os portugueses Bordalo Pinheiro e Querubim Lapa.  Já não podemos falar com nenhum dos dois (infelizmente). Mas Querubim Lapa (1925-2016) tentou falar com Rafael Bordalo Pinheiro (1846-1905) através da sua arte. É isso que se percebe na exposição “Pé d’Orelha. Conversas entre Bordalo e Querubim”, vai estar patente no Museu Bordalo Pinheiro e atravessa décadas, unindo os dois artistas através do olhar do mais novo sobre a influência da obra do mais velho. Com perto de 170 peças de ambos os artistas, vindas do acervo do museu e de colecções privadas – muitas delas nunca viram a luz do dia –, esta é uma exposição de comparações constantes, cada uma na sua época. Dividida em seis núcleos, a mostra arranca cronologicamente, em 1956, dois anos após Querubim ter inaugurado o seu percurso na cerâmica e é palpável a inspiração que tirava de Bordalo logo aí.

Detalhes

Também poderá gostar
    Últimas notícias