Miúdos

Se as crianças andam aborrecidas, a culpa não é nossa

Três peças de teatro para levar os miúdos
Miúdos

Três peças de teatro para levar os miúdos

Há uma infinidade de coisas que pode fazer com os miúdos em Lisboa durante este mês, ainda para mais agora que eles estão de férias e ficam muitas vezes aborrecidos. Uma delas é ir ao teatro. Ensina-os a estar atentos para perceberem as histórias (de encantar ou não) e a tirar conclusões. Estas são grandes ideias para gente pequena e decorrem em vários cenários, ora no museu ora numa quinta.  Temos três sugestões feitas por medida para as crianças. Aproveite antes que saiam de cena.  Recomendado: Museus para crianças em Lisboa? São mais que as mães e bem divertidos

15 coisas para fazer com crianças este mês em Lisboa
Miúdos

15 coisas para fazer com crianças este mês em Lisboa

Não tratou das actividades para as férias de Verão dos miúdos? Ui, isso é capaz de não estar fácil... Mas não desespere: o que não falta na cidade são coisas para fazer com crianças, mesmo em Agosto. As temperaturas aumentam e a animação não arrefece, com workshops de cozinha, festivais, peças de teatro, ateliers e oficinas, passeios, espectáculos de magia, cinema ao ar livre e tudo o que precisa para não os deixar aborrecidos durante as férias grandes. Em Setembro, estamos de volta com dicas para toda a família, bem a tempo do regresso às aulas.   Recomendado: Os melhores passeios com crianças em Lisboa

101 coisas para fazer em Lisboa com crianças
Miúdos

101 coisas para fazer em Lisboa com crianças

Para todas as idades e para todos os gostos, o que não faltam são coisas para fazer com a canalha em Lisboa. Faça chuva ou faça sol, não há desculpas.

Seis novidades para levar as crianças em Lisboa
Miúdos

Seis novidades para levar as crianças em Lisboa

Há uma nova cidade para explorar. Lisboa está mais vibrante que nunca e transforma-se a cada mês que passa. E não é só pelas inaugurações e aberturas, pelos restaurantes com novos conceitos e pela agenda cada vez mais preenchida, mas também pelos novos projectos que vêem a luz do dia – muitos deles a pensar nos pequenos munícipes. Se os miúdos lá em casa são difíceis de satisfazer e gostam de estar em cima do acontecimento, eis uma lista de seis novidades que não podem perder. Recomendado: 101 coisas para fazer em Lisboa com crianças

Os melhores restaurantes para crianças em Lisboa
Miúdos

Os melhores restaurantes para crianças em Lisboa

Não se preocupe se o restaurante tem ou não menu infantil, embora a maioria tenha – mas isso é só um pormenor e os miúdos nem sequer vão aguentar muito tempo sentados. Se quer comer fora, sem confusões, faça como nós; procure outros pontos de interesse e tenha em conta a facilidade de manter as pestinhas debaixo de olho. Seja ali ao lado ou mesmo na mesa. Em Lisboa não faltam restaurantes amigos da família, seja com menus especiais ou apenas com um espaço dedicado aos mais pequenos. Estes são os melhores restaurantes para crianças em Lisboa. Recomendado: 101 coisas para fazer com crianças em Lisboa

Lisboa dos pequeninos

Livrarias para crianças em Lisboa que tem mesmo de visitar
Miúdos

Livrarias para crianças em Lisboa que tem mesmo de visitar

Um-dó-li-tá: o difícil é escolher onde comprar. Em Lisboa já existem algumas livrarias dedicadas aos mais pequenos, onde a literatura infanto-juvenil é o foco, os livros de editoras independentes têm lugar de destaque e o mundo da ilustração é a chave de ouro. Ora veja estas sugestões de livrarias para crianças em Lisboa, para não perder o fio à meada e deixar que elas tenham as prateleiras do quarto recheadas de letrinhas.  

Museus para crianças em Lisboa? São mais que as mães e bem divertidos
Miúdos

Museus para crianças em Lisboa? São mais que as mães e bem divertidos

É uma grande injustiça dizer que a palavra museu cheira a mofo. Mas se começou por arrastar os miúdos para uma exposição interminável que só interessou aos pais... é bem possível que o programa enfrente alguma resistência. Não desanime. Fomos à procura dos melhores museus para crianças em Lisboa. Para ir ao passado e ao futuro, sem sair do presente.

Os melhores restaurantes para crianças em Lisboa
Miúdos

Os melhores restaurantes para crianças em Lisboa

Não se preocupe se o restaurante tem ou não menu infantil – isso é só um pormenor e os miúdos nem sequer vão aguentar muito tempo sentados. Se quer comer fora, sem confusões, faça como nós; procure outros pontos de interesse e tenha em conta a facilidade de manter as pestinhas debaixo de olho. 

Leve-os ao campo sem sair da cidade
Miúdos

Leve-os ao campo sem sair da cidade

Entre os arranha-céus e a poucos quilómetros das avenidas cheias de trânsito, há espaços verdes com animais do campo, hortas biológicas e actividades rurais, como a lavoura ou fazer pão em forno de lenha. Se os seus filhos pensam que o leite nasce no pacote e que a fruta vem do supermercado, leve-os a estas quintas pedagógicas. No fim, difícil vai ser "regressar" à cidade. 

As melhores festas de aniversário para crianças em Lisboa
Miúdos

As melhores festas de aniversário para crianças em Lisboa

No recato do lar ou fora de portas? Com animação ou na onda DIY? Depende da disponibilidade, da paciência e do número de zeros na conta bancária dos pais – mas nesta lista encontra as melhores festas de aniversário para crianças em Lisboa à medida de todos. 

A brincar é que a gente se entende

Uma aldeia em Lisboa para miúdos e graúdos
Notícias

Uma aldeia em Lisboa para miúdos e graúdos

Há uma nova aldeia a nascer em Lisboa onde o truque é ser tudo em pack familiar. O espaço Aldeia Crescer em Família foi criado por duas mães, Paula Simplício e Sónia Aránguiz, e é dedicado aos miúdos e a quem acompanha o crescimento deles, um lugar onde os pais podem partilhar o tempo com os filhos e com outras famílias. “Havia falta de um espaço que acolhesse os pais com as crianças que ainda não vão à escola”, explica Paula, que diz que o objectivo do local é “criar laços e redes com outras mães e outras famílias”. As regras são simples: leve a criança e deixe que ela brinque e socialize com outros miúdos, enquanto isso pode aproveitar para brincar com o seu filho ou trocar dois dedos de conversa com outros pais e mães que por lá andem. Semanalmente, há aulas de ioga, capoeira ou workshops para todas as faixas etárias. “A alma do nosso projecto é ser um sítio intergeracional”, conta. Lá dentro, além do espaço de convívio, há uma cafetaria, onde qualquer um pode entrar e lanchar – não precisa de ter filhos – e uma livraria dedicada à literatura infantil e à puericultura. Aldeia Crescer em Família. Calçada dos Barbadinhos, 136 Loja E (Sapadores). 93 560 4001. Seg-Sáb 09.00-13.00/15.00-19.00. + Actividades para miúdos destemidos 

No Masters In Play aprende-se a brincar
Notícias

No Masters In Play aprende-se a brincar

Chegaram os mestres da brincadeira. A máxima “aprender a brincar” nunca foi levada tão a sério como no Masters in Play. O Masters In Play é uma empresa que acredita que as crianças desenvolvem a criatividade e as funções executivas a brincar, que o diga Luísa Andrade Dias, fundadora do projecto. Designer de formação, Luísa começou primeiro a dar workshops independentes quando percebeu que o currículo escolar português “tinha uma lacuna no incentivo à criatividade das crianças”. O Masters In Play só nasceu este ano e, sem espaço próprio ainda, a fundadora leva na bagagem o conceito e bate à porta de escolas, instituições, museus e até organiza festas de anos à séria. “Tenho dois parceiros: as pessoas experientes em áreas específicas e os miúdos, que são fundamentais para poder desenvolver o meu trabalho”, conta-nos. Brinca, faz, experimenta e aprende: é assim que Luísa quer combater aquilo a que chama de “cultura do falhar”. “Uma das coisas que nós queremos implementar é a mentalidade de não haver o problema em falhar, coisa que não acontece muito na escola”, diz, e acrescenta que “os miúdos não se sentem confortáveis em falhar”. DR E como é de pequenino que se começa, a Masters In Play oferece workshops a partir dos 3 anos, não há grandes desculpas para não deixar o seu filho aprender enquanto brinca. Escultura, finanças, têxteis, ciências, pintura, cerâmica, design, serigrafia, e podíamos continuar a dar-lhe mãos cheias de temáticas que pode encontrar no Masters In

Há visitas guiadas no Museu dos Coches que são uma viagem ao tempo da realeza
Notícias

Há visitas guiadas no Museu dos Coches que são uma viagem ao tempo da realeza

Levar os miúdos ao museu pode ser uma dor de cabeça. Eles correm de um lado para o outro, tocam em tudo e acabam por ficar aborrecidos. Mas a Coolture Tours promete visitas guiadas ao museu bem divertidas. Os pais agradecem e as crianças ainda saem de lá a saber quem foi o rei mais vaidoso de Portugal. A próxima visita ao Museu dos Coches é já no próximo domingo, 17.  Brincar aos reis e às rainhas é a especialidade de Felisa Perez. Felisa soube dar resposta ao caos que pode ser levar crianças a museus e ensinar-lhes coisas, por isso criou a Coolture Tours que proporciona visitas guiadas pelo Museu dos Coches vestida de rainha, uma brincadeira que é levada muito a sério pelas crianças. "Já trabalhei no serviço educativo do Castelo de São Jorge e no do Museu do Oriente, para o qual continuo a colaborar, por isso sei quais são as necessidades das crianças”, explica Felisa à Time Out. “Agora sou mãe, mas antes disso já tinha sobrinhos e a minha irmã pedia-me sempre para levar os miúdos ao museu porque comigo era completamente diferente”. Felisa diz que é preciso ter sensibilidade para levar as crianças a estes sítios para que se entusiasmem com o que estão a ver. Para isso, veste-se de rainha e faz a visita pelo museu contando uma história às crianças (que são sempre acompanhadas por um adulto). “Para captar a atenção de crianças é muito melhor vestir-me à época, eles acreditam mesmo que sou uma rainha e não querem ir embora do museu”, conta. “Não só há um personagem históri

HelloPark: o novo parque infantil (que é adultos-friendly)
Notícias

HelloPark: o novo parque infantil (que é adultos-friendly)

O cenário: "Deixo o meu filho entre insufláveis e dirijo-me para a esplanada, para ouvir música e beber um cocktail." O HelloPark, no Parque da Serafina, é o sonho de qualquer pai Quantos não foram os lisboetas que, ainda crianças, sujaram um sem-fim de camisolas no Parque da Serafina? Daquelas nódoas que nenhum detergente conseguiu apagar. Agora, se já não está para saltar em insufláveis mas lhes reconhece a proeza de entreter (e desgastar) os miúdos, está na hora de regressar. Onde existia o Viva a Brincadeira emerge o HelloPark. Em soft opening desde o dia 1 de Junho, é o novo espaço onde deve levar os seus filhos e todos os amigos. Uma estrutura de grande dimensão, em madeira, com um insuflável que mais parecem três. André Resende e Filipe Pinto obtiveram o espaço por concurso público municipal: “O Parque de Monsanto tem umas condições fantásticas e está pouco explorado na óptica do lazer. Quisemos apostar nessa zona. Achamos que o mercado infantil tem bastante procura, mas existe pouca oferta de espaços de diversão infantil com qualidade e que sejam dotados de equipamentos que também satisfaçam as necessidades dos pais”, explica André, antes de acrescentar que esse foi o momento Eureka: “Quando começámos a pensar ao contrário, ou seja, no que os pais procuram, fez-se luz. Quer a localização, quer a oferta dos equipamentos, a escolha dos materiais ou o funcionamento das festas, todas essas coisas têm valor acrescentado para os pais." Manuel Manso Quando dizemos qu

Playgroups: miúdos, brincadeira, acção
Notícias

Playgroups: miúdos, brincadeira, acção

Os playgroups foram feitos para entreter a criançada (e conseguem dar pano para mangas para conversas entre pais) Foram feitos a pensar nos miúdos que ainda não frequentam a escola e, por isso, não têm outros com quem brincar – ou a quem puxar cabelos. Teresa Fialho é fundadora de um desses grupos de brincadeira em Lisboa onde a ideia é que crianças se juntem a outras, dentro da mesma faixa etária, e brinquem, sempre acompanhadas pelos pais. “Tenho dois filhos e tinha muita dificuldade em ir para os parques na cidade para que eles pudessem brincar com outros miúdos”, explica Teresa, que queria ver desenvolvida a componente social dos filhos. “Foi uma necessidade criar este grupo, o Let’s Play, onde o objectivo é juntar crianças num parque para que se divirtam entre elas, e que para as mães e pais que acompanham os filhos acaba por ser também uma forma de partilhar ideias da maternidade e conviver”. No Let’s Play, pais e filhos reúnem-se no Parque Quinta da Alagoa, em Carcavelos, todas as terças e quintas às 10.30 e as actividades são planeadas através do grupo do Facebook com o mesmo nome. Qualquer um pode ir e levar os gaiatos atrás. É, aliás, através da rede social que a maioria destes grupos funciona, uma vez que quem os dinamiza são os próprios pais. “Há mães muito dinâmicas que têm promovido actividades noutros grupos, e o bom disto tudo é que são gratuitos. É dar aos nossos filhos a oportunidade de estar com outras crianças sem ter de pagar actividades extra”, di

Explore o país com os miúdos

Hotéis para toda a família, miúdos incluídos
Miúdos

Hotéis para toda a família, miúdos incluídos

Está a planear uma escapadinha em família ou as férias do Verão? Aqui encontra seis hotéis, de norte a sul do país, com espaço de sobra para miúdos barulhentos, irrequietos e brincalhões. 

Escapadinhas com crianças: atracções a menos de uma hora de Lisboa
Miúdos

Escapadinhas com crianças: atracções a menos de uma hora de Lisboa

"Mãe, Pai, falta muito para chegar?" Se a pergunta insistente lhe é familiar, temos cinco ideias para aproveitar os fins-de-semana, tirar as crianças de casa mas não ir para longe da cidade. A menos de uma hora de Lisboa, há atracções para toda a família, que incluem actividades radicais ou campestres. Enfie os miúdos no carro e boa (mini) viagem. 

Portugal dos pequeninos
Miúdos

Portugal dos pequeninos

Deixe-se de preguiças, pegue nos miúdos, e rume à aventura pelos caminhos de Portugal.

Programas para todo o tipo de crianças

Actividades para miúdos desportistas
Miúdos

Actividades para miúdos desportistas

Miúdos que não param sossegados um segundo. Eles saltam, rebolam, correm e até dançam. Se tem um desses em casa, chegou ao sítio certo.

Actividades para miúdos destemidos
Miúdos

Actividades para miúdos destemidos

Gostam mais de andar pelo ar do que com os pés assentes na terra e desafiam todos os dias as leis da gravidade.

Actividades para miúdos que gostam de animais
Miúdos

Actividades para miúdos que gostam de animais

Fazem mais festas ao rafeiro da rua do que àquela tia chata que passa a vida estrafegá-los com beijos.

Actividades para miúdos que querem ser pilotos
Miúdos

Actividades para miúdos que querem ser pilotos

Sonha ser um herói de quatro rodas e delira com capacetes. Soa-lhe familiar?

Actividades para miúdos engenhocas
Miúdos

Actividades para miúdos engenhocas

Os brinquedos, esses, têm muito mais piada depois de desmontados, certo?

Actividades para miúdas que querem ser princesas
Miúdos

Actividades para miúdas que querem ser princesas

São facilmente apontadas como as pirosas da turma e vestem-se de cor-de-rosa da cabeça aos pés.

Compras XXS

Lojas de brinquedos em Lisboa
Miúdos

Lojas de brinquedos em Lisboa

Se quer fugir das grandes superfícies e comprar um presente original, tem de conhecer estas lojas de brinquedos em Lisboa, autênticos mundos encantados para crianças – e não só. 

Picolé Limão: a marca de roupa de bebé que não olha a género
Notícias

Picolé Limão: a marca de roupa de bebé que não olha a género

É caso para dizer: é para o menino e para a menina. A Picolé Limão chegou pelas mãos das bloggers Ana Gomes (A Melhor Amiga da Barbie) e Sílvia Pereira (Mahrla Girl) e quer marcar pela diferença com peças unissexo com cores que habitualmente não vemos em bebés.   Sílvia Pereira (à esq.) e Ana Gomes (à dta.)   A ideia nasceu na maternidade – tanto Ana como Sílvia foram mães em 2016. Foi aí que começaram a perceber que havia ainda espaço no mercado para uma marca que tivesse as roupas que as duas tanto idealizavam, mas que não encontravam em lado nenhum. “Eu também adoro roupa fofinha, com folhos e laços! Mas o meu estilo pessoal é super ecléctico”, escreve Ana Gomes no seu blogue. Já à Time Out, a blogger explicou que, como Sílvia já tinha uma marca de roupa, a MAHRLA, aliou-se o “know-how e conhecimento na indústria ao gosto pessoal de ambas e a experiência enquanto mães para fazer isto acontecer”. São cerca de 20 as peças que compõem esta colecção, que vai dos 0 aos 12 meses, a que deram o nome de ZERO. “É aí que tudo começa”, dizem-nos, explicando que o objectivo é apresentar duas colecções por ano (Outono/Inverno e Primavera/Verão). É para a Primavera/Verão que estão já a trabalhar, estando em aberto a possibilidade de aumentarem os tamanhos. “Para já quisemos apostar nesse segmento. Mas temos recebido tantas mensagens a pedir tamanhos maiores que teremos de repensar a próxima colecção.” Os preços médios rondam os 25€ e é tudo feito em Portugal. Mas não é aqui

Roupa feita de bambu? Check
Notícias

Roupa feita de bambu? Check

Bambu e Amor são as palavras-chave da marca portuguesa Bamboo&Love, que produz roupa para bebés de forma sustentável e amiga de peles sensíveis Criada pelas irmãs Carolina e Mariana Palmeiro, a Bamboo&Love é uma marca de roupa para bebés que utiliza o bambu como matéria-prima. Leu bem: bambu. Conhecido pelo seu baixo impacto ambiental, uma vez que cresce rápido e não precisa de rega ou pesticidas, o bambu proporciona também uma grande suavidade aos tecidos, o que o torna perfeito para o fabrico de produtos destinados aos mais novos. Tudo começou quando uma das fundadoras recebeu uma manta feita de bambu. "Não era muito quente nem muito fria e era mais macia do que o algodão". Melhor: era uma matéria-prima amiga do ambiente. Seis anos mais tarde, nasceu a Bamboo&Love. O nome sublinha quer a importância do material, quer o factor maternal. "Somos mães", contou-nos Catarina Palmeiro, e o carinho e cuidado fazem-se sentir ao longo de todo o processo de criação das peças para bebés. São suaves e podem ser vestidas por crianças com peles sensíveis e atópicas. As costuras recorrem ao sistema flat-lock ("colagem" entre tecidos) para minimizar o desconforto. Há também uma colecção pensada exclusivamente para recém-nascidos.  Para além da loja online, que envia produtos para todo o mundo, a Bamboo&Love está presente na Organii, na Lx Factory.     + Conheça outras marcas sustentáveis

As melhores lojas para comprar coisas para os miúdos
Miúdos

As melhores lojas para comprar coisas para os miúdos

Não se faça de difícil: visitar lojas de crianças não é um pesadelo assim tão horrível – a maioria dos pais até gosta. Afinal, qual é o coração empedernido que resiste a um vestido cheio de laços e folhos, ao triciclo de madeira ou àquele papel de parede com estrelinhas a fazer pendant com as cortinas? A Time Out foi à procura das melhores lojas de brinquedos, roupa e decoração. Chegou a casa com a conta depenada e o coração cheio.

Grandes projectos para os mais pequenos

Os melhores fotógrafos de miúdos
Miúdos

Os melhores fotógrafos de miúdos

Sim, tira milhares de fotografias aos seus filhos com o telemóvel (e insiste em mostrá-las aos colegas de trabalho todos os dias à hora do almoço, mesmo que eles não estejam minimamente interessados), mas quando quer actualizar as molduras da sala ou folhear nostalgicamente um álbum, não tem nem uma imagem de jeito. A moda das sessões fotográficas com bebés e crianças surgiu para resolver este problema e há cada vez mais profissionais especializados em modelos de palmo e meio com tendência para birras, aversão a flashes ou demasiado sono para manter os olhos abertos. Estes são os nossos preferidos.  

Arca Kids: estes móveis podem ser riscados
Notícias

Arca Kids: estes móveis podem ser riscados

A marca portuguesa propõe brincadeiras à antiga: nestes móveis desenha-se, e sem culpa Quem nunca desenhou numa mesa que atire a primeira pedra. Ser pai fez Tomás Crespo perceber que para além de preservar os móveis lá de casa também era necessário resgatar as brincadeiras de uma era que já lá vai: para as filhas, o arquitecto queria brinquedos de madeira como os da sua infância, e não televisões ou tablets. Foi neste contexto de nasceu a Arca Kids, marca portuguesa de mobiliário infantil que alia 3 factores: estética, funcionalidade (as peças são desmontáveis para facilitar a arrumação) e estímulo da criatividade (são feitas para que os miúdos se divirtam, sem peso na consciência nem risco de ficarem de castigo).  Neste castelo, por exemplo, não há janelas, para que as crianças possam "pô-las onde quiserem", contou-nos Tomás. O mesmo se passa com a mesa, onde o desenho a giz é mais do que bem-vindo. O troféu do sucesso vai, no entanto, para o baloiço-elefante. As peças são feitas mediante encomenda e pintadas à mão na Fábrica Moderna. A marca ainda está a dar os primeiros passos, mas Tomás garante que ter uma componente social é um objectivo a médio-prazo: a par com a participação em projectos de acção social, a Arca Kids pretende baixar os preços assim que possível, para que um maior número de crianças possa dar largas à imaginação.  

Livro infantil: A Lisboa de Alexandra Marguerita, ilustradora de 'Eu Li Ali!'
Miúdos

Livro infantil: A Lisboa de Alexandra Marguerita, ilustradora de 'Eu Li Ali!'

Os riscos e rabiscos de Alexandra Marguerita mostram uma Lisboa que as crianças desconhecem: são sete colinas coloridas, acompanhadas de poemas de Luís de Camões, Miguel Torga, Fernando Pessoa ou Eugénio de Andrade. Fizemos três perguntas à ilustradora de 'Eu Li Ali', um livro infantil obrigatório para alfacinhas de gema. Clique nas imagens para descobrir o que ela nos respondeu. 

PACOTE: Quando os livros infantis batem à porta
Miúdos

PACOTE: Quando os livros infantis batem à porta

Para um faz-tudo há sempre mais um capítulo para ler no livro, a história nunca está terminada, as ideias trazem mais ideias, a criatividade é tão epidémica como os surtos de gripe. Sara Amado é arquitecta, dá aulas de desenho, trabalha em cenografia, figurinos e ilustração e não tem tempo para ficar de molho. Vive em Lisboa com o marido e os três filhos, de 12, 10 e 6 anos. “E vou tentando fazer as minhas roupas, os convites e os bolos das festas dos miúdos”. Há sete anos que mantém em dia Prateleira de Baixo, o blogue sobre álbuns ilustrados que cultiva o gosto pela leitura, em particular entre o público mais jovem. Também se habitou a responder às dúvidas de muito boa gente: “Acontece-me perguntarem-me que livro devo dar a este ou o que há de engraçado para aquela idade. Os livros são objectos caros, não há grande margem para comprar ‘ao lado’ e achei que poderia dar uma ajuda na selecção. Por outro lado cada pessoa é um mundo e não é só a idade aconselhada que pode definir o livro mais certeiro para aquela pessoa.” Desde Janeiro, a missão de curadoria ganhou um reforço de peso — não podíamos ser mais literais, já que pode ver chegar a sua casa uma embalagem com livros. O PACOTE da Prateleira de Baixo funciona como um “clube-de-leitura-livraria-online-personalizada” que faz chegar aos assinantes dois livros por mês (e um jogo a cada três meses), escolhidos especificamente para cada criança inscrita. Como funciona na prática? Ora atente nestes passos: 1. Vá a www.pratele

Elas mostram como os miúdos vêem o mundo
Miúdos

Elas mostram como os miúdos vêem o mundo

Quando eram mais novas, as irmãs Cláudia e Joana riam-se muito quando chegavam a casa depois de fazer babysitting e contavam as peripécias e saídas dos miúdos de quem tomavam conta. Já na altura, comentavam: "Quando tivermos filhos, temos de arranjar maneira de guardar estes momentos." Dito e feito. Quando Cláudia, psicóloga, ficou grávida, no início deste ano, desafiou Joana, designer, para criarem a The World by Them. "Os nossos produtos permitem aos pais congelar os melhores momentos da infância dos filhos. Começámos com os vídeos, depois as tiras de banda desenhada. São maneiras originais de representar a forma como os miúdos vêem o mundo", explica Cláudia. 

O carteiro toca sempre uma vez por mês
Miúdos

O carteiro toca sempre uma vez por mês

Brinquedos, alimentação, cremes, champôs, roupa, jogos... Em matéria de bebés e crianças, o mercado está cheio que nem um ovo. O problema é escolher. Sem tempo ou experiência no assunto, muitos pais vêm-se às aranhas para comprar com a certeza de que estão a fazer as melhores escolhas. A BubuBox foi criada precisamente para dar uma mãozinha aos progenitores mais indecisos ou desconhecedores das ofertas. Mãe de dois filhos, Inês Melo, de 35, identificou o nicho de mercado e concebeu uma caixa com cinco produtos personalizados e adequados à idade e ao desenvolvimento da criança. A oferta vai desde um mês até aos 3 anos e os produtos são sempre diferentes. A acompanhá-los, vem um postal com informação sobre o desenvolvimento do bebé naquele mês e a sugestão de uma actividade para os pais fazerem com a criança. Além de usar a sua experiência como mãe para escolher as marcas que quer ter no projecto, Inês conta com a ajuda de uma educadora de infância para validar os produtos escolhidos. “Como eu, há uns anos, existem muitos pais que não têm tempo para estar nas lojas e nos supermercados à procura dos produtos mais adequados para os filhos, a explorar marcas, e a ver quais as mais apropriadas consoante o seu desenvolvimento. Há excesso de informação e na BubuBox queremos ajudar a filtrá-la”, explica a mentora. A ideia de criar este serviço surgiu quando estava a ver um programa de televisão num canal francês. Grávida do segundo filho, não queria voltar a sentir-se sempre alert

No escurinho do cinema

Há um ciclo de cinema fresquinho para os miúdos no Monumental
Notícias

Há um ciclo de cinema fresquinho para os miúdos no Monumental

Está a ver aquela busca desesperada por programas para entreter os miúdos nas manhãs de fim-de-semana? Vai acabar. A partir deste sábado e até 1 de Outubro, o Cinema Monumental vai receber um ciclo de cinema dedicado às crianças O Monumental dos Miúdos tem uma programação que pode agradar a toda a família: corre entre os clássicos de Chaplin (quem não se lembra de Tempos Modernos?) aos êxitos mais recentes de animação.  As sessões, aos sábados e domingos às 11.30, custam 3€ (2€ para crianças até aos 12 anos). Agarre na agenda, marque os seus filmes preferidos e transforme a família numa cambada de cinéfilos de fim-de-semana. Eis a programação completa: 19 de Agosto- O Herói da Quinta de Gabriel Riva Palacio Alatriste e Rodolfo Riva-Palacio Alatriste 20 de Agosto- Minúsculos- o Vale das Formigas de Helene Giraud e Thomas Szabo 26 de Agosto- Astérix: o Domínio dos Deuses de Louis Clichy e Alexandre Astier 27 de Agosto- Tempos Modernos de Charlie Chaplin (Versão Original) 2 de Setembro- O Principezinho de Mark Osborne 3 de Setembro- Cegonhas de Nicholas Stoller e Doug Sweetland 9 de Setembro- Kubo e as Duas Cordas de Travis Knight 10 de Setembro- Bailarina de Eric Summer e Éric Warin 16 de Setembro- Há Festa na Aldeia de Jacques Tati (Versão Original) 17 de Setembro- Lego Batman: o filme de Chris Mckay 23 de Setembro- A Ovelha Choné de Mark Burton e Richard Starzak  24 de Setembro- Cantar! de Garth Jennings e Christophe Lourdelet 30 de Setembro- Tr

Disney prepara canal de streaming e termina acordo com a Netflix
Notícias

Disney prepara canal de streaming e termina acordo com a Netflix

Se ainda não viu os filmes da Disney disponíveis na Netflix, aproveite enquanto pode porque em breve todos os títulos disponíveis vão desaparecer. A gigante norte-americana anunciou nesta terça-feira que não renovará o seu contrato com a Netflix por estar a preparar o seu próprio serviço de streaming Na verdade, serão dois serviços de streaming, um dedicado ao desporto e outro às séries e filmes produzidos pelos seus estúdios, por forma a responder à mudança nos consumos. A notícia foi dada no relatório de contas da Disney. Não é novidade que o público está cada vez mais nas plataformas digitais, afastando-se da televisão tradicional e é para aí que os estúdios do Rato Mickey se querem virar. Este novo serviço de streaming chegará apenas em 2019 e o objectivo é que fique disponível no mundo inteiro, tal como está hoje a Netflix. Ao canal norte-americano CNBC, Bob Iger, o CEO da Disney, explicou que a decisão de não renovar com a Netflix é apenas estratégica e não se deve a uma má-relação com a empresa. Pelo contrário, o saldo da parceria é positivo, mas está na altura de apostar nos seus muitos conteúdos. As novas apostas da Disney como Toy Story 4, Frozen 2 e a adaptação “em imagem real” de O Rei Leão já só ficarão disponíveis aqui. Está ainda previsto “um investimento significativo” em filmes e séries exclusivas. Confrontada com esta decisão, a Netflix garantiu que todos os títulos Disney disponíveis no seu serviço ficarão até ao final de 2018. Aproveite então para ver

Os melhores filmes para toda a família
Miúdos

Os melhores filmes para toda a família

Estes filmes não são para crianças. São filmes para toda a família. Seja pequena ou numerosa, jovem ou envelhecida, toda a família tem de ver (ou rever) estes quinze clássicos obrigatórios para filhos, pais e até avós. 

A arte da continuação segundo a Pixar
Cinemas

A arte da continuação segundo a Pixar

A Pixar é a produtora de animação que apresenta o melhor e mais consistente registo crítico e comercial em termos das continuações das suas longas-metragens digitais, caso da série "Toy Story" ou de 'À Procura de Dory', e fomos revisitá-las.

Os piores e os melhores filmes da Disney
Filmes

Os piores e os melhores filmes da Disney

Será que os filmes da Disney são sensatos, divertidos e visualmente interessantes – perfeitos para toda a família? Ou são uma lamechice que só serve para fazer lavagem cerebral às crianças? Todas a gente tem uma opinião sobre os mais de 50 filmes de animação que foram lançados ao longo dos anos pela empresa de Walt Disney, a começar pela Branca de Neve, em 1937, até à galinha dos ovos de ouro que foi Frozen: O Reino do Gelo. Mas quais são afinal os que merecem um lugar de destaque na prateleira? E quais os que mais valia serem esquecidos? A Time Out Londres fez uma lista com os piores e os melhores filmes da Disney.

As sequelas e remakes mais aguardados da Disney
Filmes

As sequelas e remakes mais aguardados da Disney

No dia 25 de Abril, a Disney anunciou as datas de estreia de 14 filmes – muitos dos quais são sequelas ou remakes. Fãs de Elsa e Anna, Indiana Jones, Mary Poppins ou Mulan, preparem-se: eles estão de volta.