Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Música

Música

O seu guia para os melhores concertos em Lisboa, festivais e últimas notícias de música

As melhores canções para ouvir a caminho do MEO Marés Vivas
Música

As melhores canções para ouvir a caminho do MEO Marés Vivas

Visitar o norte do país é sempre bom. Muito bom. E o MEO Marés Vivas, que regressa à Antiga Seca do Bacalhau, em Vila Nova de Gaia, entre os dias 19 e 21 de Julho, é uma desculpa tão válida como outra qualquer para nos fazermos à estrada. A poucos dias do início do festival, escolhemos a banda sonora perfeita para a viagem, com clássicos de estrada, como "Born To Run", de Bruce Springsteen, e canções de alguns dos artistas confirmados para esta edição, dos Keane aos Morcheeba, passando por Sting e os Ornatos Violeta. Recomendado: MEO Marés Vivas 2019: seis concertos a não perder

A road trip perfeita até ao MEO Marés Vivas
Viagens

A road trip perfeita até ao MEO Marés Vivas

De Lisboa a Vila Nova de Gaia é um tirinho. Mas porque não saborear a viagem? Vá mais cedo, explore tudo num dia só em jeito de maratona e descubra Portugal pelo caminho, enquanto vai decorando as letras ou recordando as músicas de Kodaline, Keane, Ornatos Violeta, Mando Diao, HMB ou Sting, os cabeças de cartaz de mais uma edição MEO Marés Vivas (19 a 21 de Julho) para animar a viagem. Sugerimos 10 paragens de sul a norte (ou de norte a sul, como preferir), numa aventura do asfalto que inclui animais gigantes de cerâmica, grutas calcárias, ruínas romanas, tripas de ovos moles, chapéus de chuva coloridos ou um mercado medieval. Recomendado: As melhores canções para ouvir a caminho do MEO Marés Vivas

Guia completo dos festivais de Verão
Música

Guia completo dos festivais de Verão

Os festivais de música estão para o Verão como a chuva está para o Inverno: sabe bem de vez em quando, e mesmo quem não gosta reconhece que faz falta. Ao contrário da chuva, no entanto, há cada vez mais e maiores festivais. E há para todos os gostos. Desde megaproduções, como o NOS Alive, a festivais um pouco mais pequenos mas ainda assim grandes, como o Super Bock Super Rock e o Vodafone Paredes de Coura, e eventos mais especializados como o Jazz em Agosto, o Festival Forte ou o FMM Sines. É só escolher. Recomendado: Concertos em Lisboa

Concertos gratuitos de Jazz e Clássica em Junho
Música

Concertos gratuitos de Jazz e Clássica em Junho

“Os dias de verão vastos como um reino/ Cintilantes de areia e maré lisa/ Os quartos apuram seu fresco de penumbra/ Irmão do lírio e da concha é nosso corpo// Tempo é de repouso e festa/ O instante é completo como um fruto/ Irmão do universo é nosso corpo// O destino torna-se próximo e legível/ Enquanto no terraço fitamos o alto enigma familiar dos astros/ Que em sua imóvel mobilidade nos conduzem”. É assim o poema Dias de Verão, de Sophia de Mello Breyner Andresen, cujo centenário de nascimento é assinalado com um concerto no CCB pela Orquestra Sinfónica Juvenil, que estreará uma obra de Christoper Bochmann, sobre o poema de Sophia Um Leve Tremor. O início do Verão será marcado por dois eventos internacionais protagonizados por jovens músicos: o Festival Kids Can, no Hot Clube, e a 5.ª edição do Lisbon International Youth Music Festival, que traz a Lisboa coros, orquestras e ensembles juvenis de todo o mundo e cujo concerto inaugural tem lugar dia 24 no Museu do Oriente. E também pela estreia de um festival de jazz no Barreiro, o Jazz no Parque, que alia um program de alto coturno com entradas gratuitas. Recomendado: Os concertos em Lisboa em Junho

Concertos em Lisboa em Junho
Música

Concertos em Lisboa em Junho

Junho costuma ser um mês de grandes concertos em Lisboa e arredores, quase como uma antecâmara dos festivais de Verão que estão ao virar da esquina.

Jazz & Clássica

Concertos gratuitos de Jazz e Clássica em Junho
Música

Concertos gratuitos de Jazz e Clássica em Junho

“Os dias de verão vastos como um reino/ Cintilantes de areia e maré lisa/ Os quartos apuram seu fresco de penumbra/ Irmão do lírio e da concha é nosso corpo// Tempo é de repouso e festa/ O instante é completo como um fruto/ Irmão do universo é nosso corpo// O destino torna-se próximo e legível/ Enquanto no terraço fitamos o alto enigma familiar dos astros/ Que em sua imóvel mobilidade nos conduzem”. É assim o poema Dias de Verão, de Sophia de Mello Breyner Andresen, cujo centenário de nascimento é assinalado com um concerto no CCB pela Orquestra Sinfónica Juvenil, que estreará uma obra de Christoper Bochmann, sobre o poema de Sophia Um Leve Tremor. O início do Verão será marcado por dois eventos internacionais protagonizados por jovens músicos: o Festival Kids Can, no Hot Clube, e a 5.ª edição do Lisbon International Youth Music Festival, que traz a Lisboa coros, orquestras e ensembles juvenis de todo o mundo e cujo concerto inaugural tem lugar dia 24 no Museu do Oriente. E também pela estreia de um festival de jazz no Barreiro, o Jazz no Parque, que alia um program de alto coturno com entradas gratuitas. Recomendado: Os concertos em Lisboa em Junho

Os melhores concertos de jazz e clássica em Lisboa esta semana
Música

Os melhores concertos de jazz e clássica em Lisboa esta semana

Há concertos de jazz e música clássica em Lisboa para todos os gostos e circunstâncias e esta selecção reflecte essa variedade. 

Os melhores discos de jazz de 2018
Música

Os melhores discos de jazz de 2018

A angústia em relação ao pós-Brexit adensa-se, mas o jazz britânico nunca esteve tão pujante.

Os oito melhores sítios para ouvir jazz em Lisboa
Bares

Os oito melhores sítios para ouvir jazz em Lisboa

Todas as cidades têm o seu culto de bares de jazz, lugares calmos, onde se querem bebidas longas.

As nossas escolhas

10 melhores salas de concertos de Lisboa
Música

10 melhores salas de concertos de Lisboa

Rock, jazz, metal, hip-hop, música indie, electrónica... Há muita música para ouvir na capital e muitos sítios onde ouvi-la. É só escolher.

Oito videoclips que fizeram história
Música

Oito videoclips que fizeram história

Só com a MTV, nos anos 80, emergiu uma nova cultura visual e o videoclip ganhou a sofisticação que hoje conhecemos. Até lá o percurso foi longo.

Uma história do grunge em 10 canções
Música

Uma história do grunge em 10 canções

Nos finais da década de 70, nasceu na Grã-Bretanha uma corrente musical que substituiu a revolta do punk por melancolia.

Whole lotta love: as músicas para sexo que lhe vão dar uma mãozinha
Música

Whole lotta love: as músicas para sexo que lhe vão dar uma mãozinha

Os tabus ficam à porta. Como a gravata suspensa na maçaneta, por exemplo. Mas faça o favor de deixar as canções entrar.

As melhores músicas de Tyler, the Creator
Música

As melhores músicas de Tyler, the Creator

Desde o primeiro disco de Tyler, the Creator que percebemos que este homem era um daqueles talentos que vinha para ficar.

Entrevistas Time Out

Lena d’Água: “Não podia morrer sem fazer novas canções”
Música

Lena d’Água: “Não podia morrer sem fazer novas canções”

A voz meiga é quase Património Imaterial do nosso país. Sentámo-nos à conversa com a cantora que está de regresso com um novo álbum.

“A música, a poesia e a filosofia sempre me salvaram. Até de mim próprio”
Música

“A música, a poesia e a filosofia sempre me salvaram. Até de mim próprio”

Ricardo Ribeiro apresentou “Respeitosa Mente” no CCB, a 1 de Junho. É um disco mediterrânico, com influências do Alentejo à Síria.

Bad Religion: “As pessoas estão assustadas e isso leva-as a agir mal”
Música

Bad Religion: “As pessoas estão assustadas e isso leva-as a agir mal”

Entrevista a Jay Bentley, dos Bad Religion. Os punks californianos acabam de lançar Age of Unreason e vieram a Lisboa.

Salvador Sobral: “É à minha irmã e à malta do jazz que quero agradar”
Música

Salvador Sobral: “É à minha irmã e à malta do jazz que quero agradar”

“Paris, Lisboa” é um álbum doméstico. O intensíssimo ano de 2017 – a Eurovisão, o transplante – levaram Salvador Sobral a encontrar música em quem lhe é mais próximo.

Martinho da Vila: “A música tem poder transformador”
Música

Martinho da Vila: “A música tem poder transformador”

Em 50 anos de carreira e 81 anos de vida, ninguém conseguiu roubar-lhe o sorriso. É uma das referências da cultura brasileira, rico em sabedoria, resistência e festa.