0 Gostar
Guardar

A humanidade não merecia isto, muito menos no Natal

Prepare-se para chafurdar nestes clássicos pop – perfeitos para partir a pista toda na festa de Natal da empresa. Eis as piores 10 músicas de Natal de sempre

Chegou a época do consumismo desenfreado e das estrelas pop desesperadas. Haverá melhor maneira de festejar do que com uma dezena de canções simplesmente horríveis? Há grandes canções de Natal, é verdade, mas estes terrores reunidos pela Time Out Londres são um reflexo muito mais honesto das semanas que se aproximam em filas de centros comerciais, jantares temáticos e encontros de família. Divirta-se com a pior playlist de Natal de todos os tempos.

As 10 piores músicas de Natal de sempre

All I Want for Christmas is You (SuperFestive!)

Vamos viajar no passado até ao Natal de 2011. Um Justin Bieber de 17 aninhos topa uma Mariah Carey de 41 num centro comercial. Ele está com os brincos da mãe e um casaco de cabedal vermelho. Ela está vestida de mãe Natal para maiores de 18. Quando damos por nós, estão os dois espremidos dentro de um trenó. 
Pegar numa das mais populares músicas de Natal de sempre e juntar-lhe Justin Bieber já era má ideia. Juntar-lhe um videoclip assustador torna tudo ainda pior.

Merry Christmas, Happy Holidays

Esta canção dos N Sync de 1998 podia ser de qualquer boy band. Foi cozinhada para servir de música de fundo numa loja apinhada de gente ou para ir direitinha para a banda sonora de um filme natalício. Então porque entrou para esta lista? Por causa do cabelo de Justin Timberlake. 

Spin Me a Christmas

Sabia que em 2009 os Aqua ainda existiam? Mais conhecidos pela canção "Barbie Girl", de 1997, o trio escandinavo voltou a fazer sucesso no mundo inteiro com a música natalícia "Spin Me a Christmas". É mentira: só chegaram ao número 43 do top dinamarquês.

Drummer Boy

Pobre Justin, outra vez nesta lista – mas isso é só porque o seu segundo álbum Under the Mistletoe, está cheio de músicas de Natal... horríveis. "Drummer Boy" junta partes de uma canção natalícia tradicional a tiradas de rap como "Surpreende-me que não tenhas ouvido isto na Bíblia". Podemos tentar perdoar Bieber (tinha apenas 17 anos na altura), mas Busta devia ter mais juízo.  

Santa Baby

Tudo neste cover podia ser tão, tão perfeito. A abertura dá uma falsa sensação de segurança. Estamos prestes a ouvir a rainha do pop no auge da sua glória dos anos 80 a cantar um clássico de Natal – o que pode correr mal? Simples: o sotaque estranho de Betty Boop que Madonna resolve adoptar.


Christmas Conga

A única pessoa que acha que o Natal precisava de mais conga é aquele colega esquisito que sabe a coreografia da música "Agadoo" dos Black Lace de cor e salteado. E nem ele fica convencido com esta canção natalícia de Cyndi Lauper.

Millennium Prayer

Acorda, Cliff. Não é preciso continuar a discorrer sobre o verdadeiro significado do Natal. Principalmente se nem fizeste um esforço por aí além para espalhar a tua mensagem – quer dizer, nem sequer escreveste a letra. Estás apenas a recitar Lord's Prayer uma vez, e outra e outra (excepto durante um intervalo de dois minutos e quarenta segundos em que bates palmas apaixonadamente).

Christmas Tree

Oh, meu Deus! É 2008 outra vez e Lady Gaga canta coisas como "acorda-me, põe-me no topo, vamos fa-la-la-la-la" e "o único lugar onde quero estar é debaixo da tua árvore de Natal." Será que ela não tem medo dos picos?

Christmas Wrapping

Entre os anos de 1996 e 1998, as Spice Girls lançaram três canções de Natal que chegaram ao número um: "2 Become 1", "Too Much" e "Goodbye". Podíamos pensar que este cover de "Christmas Wrapping" da banda norte-americana The Waitresses seria um sucesso. Nã..

 

Do They Know It's Christmas? - Band Aid 20

Se é para celebrar o aniversário de uma música de caridade – uma que não foi assim tão brilhante quando foi interpretada por óptimos cantores em 1984 – então é melhor não contar com bandas que ninguém conhece de lado nenhum como Busted ou Lemar & Jamelia... 

Comentários

0 comments