0 Gostar
Guardar

Os melhores discos de Natal

Faltam semanas para o Natal e já não aguenta ouvir a voz de Bing Crosby? Sugerimos-lhe meia dúzia de discos festivos para desenjoar

©DR
O Natal, segundo Sufjan Stevens

O Coro de Santo Amaro de Oeiras, a Mariah Carey, o Michael Bublé e o Bing Crosby não têm lugar nesta lista de discos de Natal. Mas pode contar ouvir clássicos como "Silent Night" ou "Joy to the World". 

Os melhores discos de Natal

Vários - A Christmas Gift for You from Phil Spector (1962)

Duas coisas importantes aconteceram a 22 de Novembro de 1963: John F. Kennedy morreu e A Christmas Gift for You from Philles Records chegou às lojas. Produzido por Phil Spector e interpretado por Darlene Love, The Ronettes, The Crystals e Bob B. Soxx & The Blue Jeans, o álbum é um clássico natalício absoluto, um épico r&b em que populares canções de Natal compostas sobretudo entre as décadas de 30 e 50 são endeusadas pela produção de Spector.

John Fahley - The New Possibility: John Fahley's Guitar Soli Christmas Album (1968)

É difícil fazer um disco de Natal melhor. John Fahey empresta a sua guitarra a uma série de canções tradicionais, na sua maioria religiosas – “Auld Lang Syne” é uma das raras excepções – e limita-se a fazer magia instrumental e acústica. Apesar de não ter o pathos e a inventividade dos melhores trabalhos de Fahey, The New Possibility disputa um campeonato à parte dos restantes álbuns da quadra, com uma amplitude emocional raramente ouvida neste contexto.

Low - Christmas (1999)

Os Low nunca soaram tão pop como em “Just Like Christmas”, a primeira faixa do disco de Natal da banda de indie rock americana. É sol de pouca dura. Christmas é um registo fúnebre, que junta composições originais a clássicos da quadra como “Little Drummer Boy” ou “Silent Night” e a secular “Blue Christmas”. Algumas das faixas mais despudoradamente religiosas – como “If You Were Born Today (Song for Little Baby Jesus)” – podem afastar os ateus, mas vale a pena ouvi-las.

Sufjan Stevens - Songs For Christmas (2006) & Silver and Gold (2012)

Sufjan Stevens é um cristão devoto – apesar de não gostar de discutir o assunto publicamente. Isso nota-se nas cantigas de Natal que tem vindo a gravar desde 2001. Até ao momento foram editadas 100 canções, distribuídas por dez discos e reunidas nas caixas Songs For Christmas (2006) e Silver and Gold (2012). Apesar de se encontrarem várias canções seculares de matriz tradicional e êxitos pop no alinhamento, bem como um número considerável de inéditos compostos pelo próprio Sufjan Stevens, o repertório é sobretudo religioso. É, em grande parte, por isso que Songs For Christmas e Silver and Gold não são apenas discos de Natal descartáveis e desinteressantes, mas antes verdadeiros projectos de preservação musical. São portas de entrada num grande museu folk, onde hinos religiosos e cânticos populares se eternizam, transformados em canções despidas de artifícios e com um charme artesanal.



Cassie Ramone - Christmas In Reno (2015)

O segundo álbum a solo de Cassie Ramone (ex-Vivian Girls) é um disco de indie rock desnutrido e desconsolado, erguido sobre êxitos pop que se tornaram hinos pagãos de Natal. Oiça-se “A Wonderful Christmastime”, a trazer à tona a tristeza que o original de Paul McCartney escondia. Ou "Little Saint Nick", numa versão contida, sem a euforia do original de Brian Wilson.



Comentários

0 comments