A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Filme, Cinema, Pinóquio
©DRPinóquio de Matteo Garrone

Fim-de-semana perfeito em família

Chegou o fim-de-semana e não sabe o que fazer com as crianças? Temos várias sugestões de coisas para fazer em família.

Raquel Dias da Silva
Escrito por
Vera Moura
e
Raquel Dias da Silva
Publicidade

Já se pode voltar ao teatro e até levar os miúdos às oficinas de que eles tanto gostam. O mérito é do desconfinamento em curso, que permite encontrar cada vez mais pessoas nas ruas e nos jardins. Não nos faltam boas ideias para entreter os miúdos dentro de casa, mas não há razão para desistir de ter um fim-de-semana perfeito em família lá fora. Explore estas sugestões para encher o sábado e o domingo, até as crianças ficarem sem pilha e ser hora de voltar para a cama outra vez.

Recomendado: As melhores coisas para fazer este fim-de-semana em Lisboa

Fim-de-semana perfeito em família

  • Miúdos
  • Belém

Pode o graffiti servir de ponto de partida para um espectáculo que quer ser não só uma reflexão sobre a arte urbana, mas também sobre os dias de hoje? Em Válvula, António Jorge Gonçalves dá forma às palavras e à música do MC e activista Flávio Almada aka LBC Soldjah, através da sua especialidade, o desenho digital. Tudo acontece ao vivo, no LU.CA: um desenha ao mesmo tempo que o outro canta. Uma performance, meio palestra, meio concerto de hip-hop, para garotos mais crescidos (a partir dos 14 anos) que gostam de perceber o mundo. No fim de cada apresentação há uma conversa com os artistas para trocar ideias e fazer perguntas.

Publicidade
  • Teatro
  • Parque das Nações

Com direcção, escrita e coreografia de Sónia Baptista, eis o 4.º capítulo de um programa que revisita com grande originalidade não apenas a História da dança como a própria ideia de dança. Em palco, Carla Pereira, Maria João Pinto, Mariana Paz, Marina Figueiredo e Mário Franco mostram como, no século XIX, a dança clássica conquista os palcos e evolui, cada vez mais complexa, criando bailados inspirados nas tradições, contos e costumes vindos do mundo inteiro. A pensar nas famílias e nos públicos infanto-juvenis, o espectáculo inclui ainda, à semelhança dos capítulos anteriores, um atelier com bailarinos da Companhia.

  • Teatro
  • Infantil
  • Santa Maria Maior

Depois de Aladino, Rapunzel, Peter Pan, Pinóquio ou o Principezinho, Filipe La Féria pega em mais uma personagem muito querida do universo infantil para o seu novo espectáculo: Ariel. Com base no conto de 1837 de Hans Christian Andersen, o encenador e dramaturgo português criou uma produção de alta sofisticação tecnológica, em que se cria um efeito 3D, e juntou-lhe cenários, guarda-roupa e figurinos inesquecíveis, como é costume no Teatro Politeama. A ele juntou-se um elenco de jovens actores, cantores, bailarinos, acrobatas e músicos como Inês Branco, Jonas Cardoso e Marta Alves.

Publicidade
  • Arte
  • Parque das Nações

Na instalação artística ONE | O mar como nunca o sentiu”, patente no Oceanário, vai poder conhecer mais a fundo grande parte do território nacional, que fica debaixo de água. O desafio foi apresentado pelo Oceanário à cineasta e fotógrafa Maya de Almeida Araújo, especialista em fotografia subaquática em movimento, que criou uma obra com imagens recolhidas no mar português entre os Açores, Algarve, Costa Alentejana, Cascais, Sintra, Nazaré e Aveiro.

  • Teatro
  • Grande Lisboa

A 62.ª produção da Cassefaz é uma adaptação de As Aventuras de Pinóquio, de Carlo Collodi, sobre um menino construído por Gepeto a partir de um tronco com vida. Nesta versão de Claudio Hochman, que reutiliza desperdícios de madeira para o cenário e adereços, o único personagem de carne e osso é o Mestre Cereja, interpretado pelo actor-carpinteiro F. Pedro Oliveira. É ele quem conta a história a partir da sua casa-oficina, onde vai descobrindo múltiplas personagens, envolto num mundo mágico de manipulação de objectos, marionetas e sombras.

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Exposições
  • Belém

A história é universal. Uma menina com resposta sempre pronta vê-se de repente, por culpa da sua insaciável curiosidade, rodeada de maravilhas que nunca viu, com um rol de novas perguntas por fazer. Quantos relógios tem o tempo? É possível jogar às cartas com o futuro? E, o grande quebra-cabeças, quem somos de pernas para o ar? A partir das célebres obras de Lewis Carroll, As Aventuras de Alice no País das Maravilhas e Alice do Outro Lado do Espelho, a instalação imersiva da Fábrica das Artes convida-nos a viver o absurdo conto de fadas, onde tudo se transforma à mercê da nossa imaginação. Do Outro Lado da Toca, no CCB, é possível espreitar por gavetas, sentar-se à mesa com o Chapeleiro e até conviver com flores gigantes.

  • Coisas para fazer
  • Exposições
  • Parque das Nações

O direito humano à água e ao saneamento foi reconhecido pela ONU em 2010. Mas, para cerca de um terço do planeta, um gesto tão banal como abrir uma torneira e ter água potável continua a ser um sonho impossível. É urgente torná-lo realidade: eis o que diz a exposição do Pavilhão do Conhecimento, que convida as famílias a experimentar e a descobrir as múltiplas facetas da disponibilidade e uso deste bem essencial. Do “Ciclo Desequilibrado”, que desafia a rever o impacto da acção humana no ciclo da água, até à “Mercearia da D. Rosalia”, onde a factura, que podemos mesmo imprimir e levar para casa, apresenta o nosso perfil de consumidor hídrico, há muito para descobrir sobre a regalia que é viver num “Presente com acesso a água”.

Coisas para fazer com crianças em casa

  • Miúdos

Ver televisão o dia inteiro está fora de questão – mas também não seja intransigente, um episódio por dia nem sabe o bem que lhes fazia (a eles e aos pais). Entre leituras, pinturas, cozinhados e trabalhos manuais, o que não falta são coisas para fazer com os miúdos dentro de casa. Boa sorte!

  • Miúdos

Num período de incertezas o conforto e a segurança de casa nunca falham. Sobretudo se for capaz de entreter os miúdos sem perder a paciência nem revirar a sala de estar ou a cozinha do avesso. Para o ajudar, fomos à procura de actividades online para miúdos irrequietos, desde aulas de tecnologia para os mais cromos até sessões de yoga para os mais ágeis, sem esquecer histórias para os adormecer a todos, claro.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade