Já tratou das actividades para as férias de Verão das crianças?

São três longos meses, estão mesmo aí e as inscrições das actividades para as férias de Verão das crianças têm data de validade. Damos-lhe ferramentas para lutar pelas últimas vagas.
Férias no Oceanário de Lisboa
PEDRO PINA Férias de Verão das crianças no Oceanário
Por Editores da Time Out Lisboa |
Publicidade

Pode mandá-las passear (o que não falta em Lisboa são passeios para fazer com crianças), ou deixá-las em casa a fazer uma maratona pelos piores e melhores filmes da Disney. Mas não deve. A partir do momento em que entram na escola, as férias deles são pelo menos o triplo das suas. Eis uma dúzia de sugestões de actividades para as ferias de Verão das crianças que vão fazer com que a estação quente passe a voar. Mas olhe que o que também costuma voar são as vagas, por isso não deixe a inscrição para a última da hora.

Recomendado: 101 coisas para fazer em Lisboa com crianças

 

Já tratou das actividades para as férias de Verão das crianças?

Férias no Oceanário
Joao Pedro Correia
Atracções

Verão azul

icon-location-pin Parque das Nações

No OCEANÁRIO, as férias são passadas debaixo de água e este Verão não escapa à tradição: de 24 de Junho a 4 de Setembro, os miúdos entre os 4 aos 12 anos estão convidados a usar os super-poderes para procurar aves escondidas no meio das ilhas do Atlântico, deslizar no gelo da Antártida na companhia dos pinguins, deixar-se guiar pelas lontras-marinhas ou descobrir os mistérios das florestas de kelp.

O programa “Férias Debaixo de Água” apresenta 10 dias temáticos e há tempo para actividades hands-on, observação  de animais, artes plásticas, drama ou investigação. Os mais novos, dos 4 aos 9 anos, podem fazer um passeio de barco
e os mais velhos, dos 10 aos 12 anos, vão ter aulas de canoagem.

Estão incluídas actividades outdoor, no Parque das Nações, tais como expedições aos Jardins da Água, piquenique ou passeio de teleférico. Se depois de tanta agitação, eles ainda tiverem energia, o programa pode estender-se pela noite dentro, na companhia dos tubarões. Há surpresas ao jantar e eles poderão até dar uma mãozinha na preparação da ceia destes simpáticos predadores. A experiência radical está reservada a maiores de 6, acompanhados de saco-cama e roupa confortável (50€/criança).

O grau de compromisso é variável: podem optar por um dia ou vários, já que os programas nunca são repetidos.

08.30-18.30. 40€/dia, 150€/quatro dias, 180€/cinco dias. 218917000. reservas@oceanario.pt.

Miúdos, Workshops e aulas

Nunca foi tão cool ser geek

icon-location-pin Campo de Ourique

Se sonhava ser a nova Dona Dolores mas parece que o miúdo tem mais jeito para os computadores do que para dar chutos numa bola, não desespere: quem sabe se não tem em casa um futuro Bill Gates ou Mark Zuckerberg?

Para tirar as teimas, nada como inscrevê-lo num dos cursos de férias da HAPPY CODE, onde ele se diverte ao mesmo tempo que adquire competências que podem vir a revelar-se muito úteis, como ciência computacional, jogos, robótica e programação.

Estes bootcamps de programação podem ter a duração de uma a três semanas, entre 25 de Junho e 3 de Setembro, e há duas modalidades: a primeira é o programa de meio dia (manhã ou tarde), em que os alunos participam nos cursos Happy Code e as aulas têm duração de três horas diárias, com intervalo. A segunda é o programa de dia completo, que inclui curso de manhã, actividades lúdicas e desportivas durante a tarde, alimentação e transporte.

Há muitos cursos por onde escolher: desde como fazer a primeira app, aprender como funciona um drone ou conhecer todas as ferramentas necessárias para ser um youtuber de sucesso. A localização também não deverá ser um problema: na zona de Lisboa, a Happy Code tem escolas em  Campo de Ourique, no Lumiar, Parque das Nações, Cascais e Oeiras.

Happy Code, Rua Tenente Ferreira Durão, 39 A. 93 8602572. www.happycode.pt.

Preços: 125€ do bootcamp de uma semana em regime de meio dia; 225€ uma semana em regime de dia completo; 230€ duas semanas em regime de meio dia; 430€ duas semanas em regime de dia completo; 320€ três semanas em regime de meio dia ou 620€ no bootcamp de três semanas em regime de dia completo.

+ Mini-roteiro geek de Lisboa

Publicidade
Centro de Arte Moderna, Fundação Calouste Gulbenkian
©Cam/Paulo Castanheira
Museus

Pequenos grandes pensadores

icon-location-pin São Sebastião

Durante os meses de Verão, o serviço educativo da FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN convida as crianças dos 0 aos 7 e dos 8 aos 16 para várias oficinas.

Dentro das propostas para os mais pequenos, podemos encontrar temas tão curiosos como este: “Cartazes audazes para miúdos sagazes”. A ideia é que descubram o poder da comunicação visual e, utilizando técnicas variadas de impressão, construção e muita criatividade, criem eles próprios manifestos sobre temas que lhes importam. Outra sugestão é uma reflexão sobre a identidade, porque nunca é cedo demais para combater o preconceito e a xenofobia. Nesta oficina serão desafiados a responder a perguntas tão simples e simultaneamente tão complexas como: quem somos? E como sabemos quem somos? Somos a língua que falamos? O país onde nascemos? As pessoas que conhecemos?

Para os mais velhos, os pontos de partida não são menos interessantes: por exemplo, questionar se um museu pode ser uma zona de risco. Todos nos movemos de forma diferente num espaço consoante tenha (ou não) obras de arte. Todos adoptamos uma postura diferente, um tom de voz mais ou menos contido. Esta oficina é sobre isto e sobre coisa nenhuma.

Uma outra proposta radical responde à pergunta como fazer um manual para reinventar o mundo? Inspirados pelo livro Como Ser um Explorador do 23 Mundo, de Keri Smith, e pela colecção de livros da Biblioteca de Arte, durante uma semana o desafio é criar um manual que incentive os mais novos a explorar, reflectir, experimentar e propor novas maneiras de ver e viver o mundo à nossa volta, de forma sustentável.

As oficinas duram o dia inteiro, mas não têm almoço incluído, pelo que se aconselha trazer um almoço-piquenique, lanche para o meio da manhã/tarde, água e chapéu.

Fundação Calouste Gulbenkian. Avenida de Berna, 45A. 217 823 000. info@gulbenkian.pt.

95€/semana, com a possibilidade de acompanhamento à hora do almoço por mais 15€.

Jardim Zoológico de Lisboa
© Arlindo Camacho
Atracções, Zoológicos e aquários

Fungagá da Bicharada

icon-location-pin Sete Rios/Praça de Espanha

Nos campos de férias do JARDIM ZOOLÓGICO DE LISBOA, as crianças tomam consciência de questões como a biodiversidade e a conservação das espécies e desenvolvem um conjunto de valores e atitudes favoráveis ao respeito pela natureza. Tudo através de jogos, expressão plástica e corporal.

Os ateliês para os participantes de palmo e meio (dos 3 aos 5 anos) organizam-se sob o lema “Toca e Descobre”. Os animais dos contos infantis saltam dos livros para a realidade e fazem as delícias dos mais pequenos num jardim cheio de cor. O objectivo é promover o respeito pelo ambiente e pelos outros em geral, sejam pessoas, animais ou plantas.

Nos ateliês para os mais velhos (dos 6 aos 16) têm oportunidade de investigar os mistérios do reino animal de uma forma divertida, num campo de férias “selvagem”. Com recurso a jogos de pista e de exploração, caças ao tesouro e peddy-papers, as crianças e jovens aprofundam conhecimentos e consolidam- nos, através da expressão plástica, da construção, de debates e quizzes e ainda recorrendo ao uso de tecnologia educativa.

O prémio é que no final todos se transformem em “Embaixadores da Natureza”, fazendo novos amigos e guardando na recordação dias inesquecíveis. Há ainda a opção de participarem num único dia. Os temas diferem: se na segunda se explora o universo dos animais marinhos, às quartas é a vez de experimentar dar de comer às várias espécies que vivem no Zoo e às sextas é tempo para dar a volta ao mundo na companhia de animais que vivem em diferentes habitats.

217 232 960. pedagogico@ zoo.pt.

ATL semanais, 25 Jun-14 Set 09.00-18.00. 190€ (inclui a entrada no parque, o programa educativo e de animação, acompanhamento técnico permanente, alimentação, material necessário às diversas actividades previstas em cada programa, reportagem fotográfica e seguro de acidentes pessoais.

Publicidade
praia grande de sintra
Fotografia: Inês Calado Rosa
Miúdos

Férias dos Pais

icon-location-pin Belém

A ideia de ficar uma semana longe dos filhos provoca arrepios em alguns pais e suspiros de alívio noutros. Mas aqui não há motivo para preocupações: a RODA VIVA existe desde 1997 para ajudar os pais na formação das crianças e jovens, através de actividades que ocupem de forma segura, saudável e divertida os seus tempos livres.

Os campos de férias destinam-se a miúdos dos 7 aos 18 anos e são uma forma de estimular o espírito de aventura e a descoberta, enquanto contribuem para o desenvolvimento social, intelectual e físico. Realizam-se na Casa da Praia Grande, em Sintra, o que permite a realização de actividades ao ar livre, sempre acompanhadas por monitores especializados.

Além das camaratas, balneários, refeitório, salão multiusos e sala de formação, as instalações incluem espaços destinados à diversão: mesa de matraquilhos e pingue-pongue, campo de futebol, piscina, espaço relvado e pinhal. Ou seja, não lhes faltará com que se entreter. As actividades vão de visitas a museus, participar numa espécie de Master Chef, num workshop de artes circenses, resolver enigmas, praticar body board, surf ou até fazer arborismo e escalada.

Os grupos são organizados por faixas etárias: dos 7 aos 9 (Rodinhas), dos 10 aos 13 (Vivacinhos) e dos 14 aos 17 anos (Vivaços).

Mas se acha que uma semana ou 15 dias são uma eternidade longe dos seus pequenos infantes, a Roda Viva propõe também colónias de férias abertas, com ida e volta diárias (08.30-17.30).

Colónias de férias abertas: a partir de 150€ por semana/ participante. A alimentação pode ser trazida de casa ou ser fornecida internamente por mais 5€ por dia (almoço e lanches da manhã e da tarde).

Campos de férias fechados (residenciais): turnos semanais ou quinzenais de sábado a sábado, a partir de 30 de Junho até 18 de Agosto. Preços: 325€ por semana; 635€ quinzena (à excepção do Vivaços).

Roda Viva. Rua de Pedrouços, 109 A-1o. mcaguiar@rodaviva.web.pt. 965 040 374/ 965 087 675.

frederico morais
Fotografia: Arlindo Camacho
Coisas para fazer, Eventos desportivos

Cavalgar as ondas

icon-location-pin Cascais

Num país com mais de 300 km de costa, a escola de surf THE BLUE ROOM quer ensinar os mais novos não apenas a aguentarem-se de pé em cima de uma prancha, mas a essência daquilo que os três donos (um é o surfista Frederico Morais, representante de Portugal no circuito mundial de surf) entendem que é o mundo do surf: o respeito pela natureza, pelas ondas e pelos outros. O nome Blue Room nasceu daqui: ser um espaço de aprendizagem contínua, quer na escola, quer na praia.

Há várias opções de aulas: de grupo, privadas, experiência famílias e clínicas de férias. A receita destas clínicas é permitir às crianças relaxarem, viverem novas experiências, fazerem novos amigos e desenvolverem competências, tanto a nível pedagógico como físico. Procuram conciliar a prática do surf com outras actividades e hábitos de vida saudáveis, que possam depois ser aplicadas nas vidas dos mais novos. E porque é de pequenino que se começa, a idade mínima aconselhada para frequentar estas clínicas de férias é de 6 anos.

The Blue Room. Avenida Marginal, 6240, São João do Estoril. www.theblueroom.pt. geral@theblueroom.pt. 92 748 8112.

09.30-18.00. 170€/semana (material incluído).

+ As melhores praias da linha de Cascais

Publicidade
Culturgest
©João Carvalho
Atracções

Criar um espectáculo de teatro

icon-location-pin Avenidas Novas

Nas férias de Verão, a CULTURGEST propõe às crianças que contactem directamente com os artistas que vão conceber e apresentar um dos espectáculos para famílias da programação da próxima temporada: no caso, a nova criação de Ricardo Neves-Neves, que será apresentada em Novembro de 2018, em oficinas conduzidas pelo próprio e por Vítor Oliveira.

De 25 a 29 de Junho, os miúdos são desafiados a construir uma história sonora. Através de instrumentos próprios do jogo teatral, da comunicação verbal e não verbal, os formandos são desafiados a criar universos sonoros e a contar uma história por meios não convencionais.

Entre 9 e 13 de Julho, as suas experiências pessoais, as suas histórias e os seus pontos de vista são o ponto de partida para um trabalho a fazer com base na linguagem teatral.

Nas semanas de 2 a 6 de Julho e de 3 a 7 de Setembro, é dada carta branca aos artistas que fazem regularmente as oficinas e visitas da Culturgest: Irina Raimundo, Joana Barros, Leonor Cabral, Nuno Bernardo, Patrícia Freire e Susana Pires. Cada um, a partir da sua identidade artística, criará uma proposta a partir dos melhores momentos que ali viveram nos últimos tempos.

Destinadas a crianças dos 6 aos 8 e dos 9 aos 12 anos, as manhãs e as tardes terão conteúdos distintos, mas sempre com os mesmos artistas. Os horários são das 10.00 às 13.00 e das 14.30 às 17.30 (com possibilidade de prolongamento das 09.00 às 18.30, com o custo de 2€ por prolongamento e por dia). O preço para cinco manhãs ou cinco tardes é de 50€, com acréscimo de 2€ para acompanhar as crianças ao almoço (não inclui a refeição).

Culturgest. Edifício Sede da Caixa Geral de Depósitos. Rua Arco do Cego 50. 21 761 90 78. culturgest.servicoeducativo@ cgd.pt

Atracções

Arquitectos em potência

icon-location-pin Belém

No Verão, a GARAGEM SUL DO CENTRO CULTURAL DE BELÉM sugere dois ateliês para crianças dos 7 aos 13 anos em que se prova que a arquitectura não é matéria exclusiva para adultos.

De 16 a 20 de Julho, a proposta da oficina Playtime é ambiciosa: explorar a relação entre o cinema e a arquitectura, mostrando os cenários cinematográficos como locais onde tudo é possível: desde recriar ambientes futuristas, históricos, fantásticos até construir imitações de cidades reais. A Garagem Sul transforma-se durante uma semana num estúdio de cinema, onde são criados cenários e realizados filmes (a referência a Jacques Tati não é coincidência: ficou para a história o grandioso set que o realizador francês construiu propositadamente para o filme Playtime, apelidado inclusivamente de Tativille).

Em Setembro (de 3 a 7), o espaço do serviço educativo será contagiado pela exposição “Histórias Construídas” e tornar-se-á num ateliê de arquitectura e estaleiro de obras, onde os participantes terão oportunidade de conhecer a forma como a arquitetura é produzida, construída e utilizada. 

Centro Cultural de Belém, Sala Ribeiro da Fonte (Jardim das Oliveiras) www.ccb.pt/ garagemsul@ccb.pt . 213 612 614/5.

10.00-17.00 (com possibilidade de acolhimento a partir das 09.30). 110€, com almoço incluído.

Publicidade
Coisas para fazer, Aulas e workshops

Sempre a dançar

icon-location-pin Lumiar

Se o sonho do seu filho é participar no Got Talent e não há festa de família em que ele não faça uma actuação para os avós, tios e primos, este é o ateliê de férias ideal para ele. A escola de dança DANCE SPOT proporciona diversas actividades para as crianças entre os 3 e os 12 anos (Musical Kids) e para jovens dos 13 aos 16 anos (Musical Teens).

Ao longo de uma semana é preparado um espectáculo digno de artistas de verdade. Cada dia é preenchido com aulas de dança contemporânea, sapateado, hip-hop, canto, criação de cenário e de figurino.

Além de desenvolverem novas aptidões e talentos, está garantida uma semana onde música e dança não faltarão ao seu pequeno animal de palco.

Nas instalações do Campo Grande, há ATLs de Musical Kids todo o Verão, só tem de escolher a semana em que lhe dá mais jeito (entre 25 de Junho e 7 de Setembro). Na escola das Amoreiras, a oferta é mais limitada: de 2 de Julho a 31 de Agosto.

Ateliês a 137€ por semana – por mais 7€ diários, incluem lanche da manhã, almoço e lanche da tarde. Se preferir, podem levar comida de casa. Há turmas dos 3 aos 5, dos 6 aos 9 e dos 10 aos 12. Horário das 09.15 às 16.30, mas flexível, com possibilidade de receber os miúdos às 08.30 e de ficar com eles até às 19.30. Os ATL Musical Teens realizam-se de 3 a 7 de Julho e de 28 de Agosto a 1 de Setembro. Os preços e condições são iguais. Espectáculos apresentados no último dia de cada curso, às 17.00.

Rua Fernando Vaz, n.10B Lisboa/ Rua Marquês da Fronteira, 76 A Lisboa. geral@dancespot.pt. 91 577 3155/ 21 400 3877.

Vitamimos
©Vitamimos
Coisas para fazer, Aulas e workshops

Trocar o fato-de-banho pelo avental

icon-location-pin Cascais

A informação que só costuma aparecer no fim, desta vez chega já: esta semana de férias inclui refeições. Feitas pelos próprios miúdos. Afinal, estamos a falar da VITAMIMOS, uma escola de cozinha que é muito mais do que isso: é um centro de educação alimentar e uma resposta à obesidade infantil. 

De 2 a 6 e de 9 a 13 de Julho, os mais novos podem trocar os mergulhos na piscina pelos tachos e colheres de pau para aprender a cozinhar de forma saudável e divertida. 

Seg-Sex 09.00-17.30. Preço: dia 30€/ semana 125€. Inscrições: info@vitamimos.pt

Mostrar mais

Lisboa em família

Friendly Flamingo
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

12 brunches para toda a família

O brunch está entre os programas preferidos dos lisboetas, mas nem todos são children-friendly. Se não quer abrir mão da refeição mais cool do fim-de-semana, opte antes por um destes brunches, perfeitos para toda a família.   

Publicidade
Filmes

Os filmes de animação mais esperados até ao fim do ano

As segundas partes de 'The Incredibles-Os Super Heróis' ou de 'Força Ralph', um novo 'Grinch', 'Christopher Robin' ou 'O Vale Encantado' são algumas das longas-metragens animadas que fazem a variedade desta selecção de títulos para ver do Verão até às festas natalícias. 

Miúdos

15 livros infantis da colheita de 2018

Crianças inconformadas e destemidas, com espírito de explorador e queda para a música. Cada miúdo é como cada qual, e ao longo desta lista encontra sugestões para diferentes idades e personalidades. A melhor parte é que os mais novos não serão os únicos a perder-se de amores por estas páginas cheias de cores, com histórias e ilustrações de encher o olho.

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com