A Vila

Teatro, Drama
A Vila
©DR

A partir de Húmus, de Raúl Brandão, esta criação e interpretação de Eduardo Breda e Maria Leite, que o actor dirige, é, como disse o autor, um drama que “não tem personagens nem gestos, nem regras, nem leis. Não tem acção. Passa-se no silêncio, despercebido.” Mas despercebida não passa esta Vila, onde “não se aplicam leis, nem de espaço nem de tempo”, apesar de os seus habitantes não terem cara e estarem em permanente “mutação, tal como a sua paisagem.”

Por Rui Monteiro

Publicado:

LiveReviews|0
1 person listening