Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Oito ideias para assinalar o Dia Internacional dos Museus

Oito ideias para assinalar o Dia Internacional dos Museus

A 18 de Maio, os museus e monumentos são celebrados em todo o mundo. Este ano, embora com algumas limitações, a festa continua. Damos-lhe oito ideias para assinalar o Dia Internacional dos Museus.

Serralves
© Marco Introini Serralves
Por Maria Monteiro |
Publicidade

Em circunstâncias normais, por esta altura, estaríamos a analisar freneticamente a abundante programação dos museus e monumentos da cidade, na tentativa de conjugar locais e horários para celebrar o Dia Internacional dos Museus, a 18 de Maio, com uma rota o mais completa possível. Em tempo de pandemia, não veremos multidões que tomam a efeméride como um pretexto para, finalmente, ver a obra que lhes desperta curiosidade ou famílias a fazer fila para as actividades pensadas para miúdos e graúdos. 

Contudo, apesar de não se realizar nos mesmos moldes, a festa não foi cancelada. Pelo contrário, a data torna-se, aliás, uma celebração dupla, já que marca a reabertura de vários museus que estiveram encerrados durante cerca de dois meses. Mas, mesmo em desconfinamento, é no espaço digital que continua boa parte da sua actividade, incluindo o programa de festas para esta ocasião. Reunimos oito ideias para assinalar o Dia Internacional dos Museus.

Recomendado: 12 museus internacionais para visitar sem sair do sofá

 

Oito ideias para assinalar o Dia Internacional dos Museus:

Há espectáculos até Junho
© Pedro Sardinha

Embarque numa visita virtual pelo Museu das Marionetas do Porto

O Teatro das Marionetas do Porto, que desde o mês passado tem apresentado várias peças do seu repertório numa temporada online, convida-o a mergulhar no mundo encantado de João Paulo Seara Cardoso (1956-2010), fundador, encenador e director artístico, através de uma visita virtual ao seu museu. Comece por espreitar o auditório onde as peças ganham vida e, logo de seguida, deambule pelos dois pisos onde se expõem marionetas, adereços e outros objectos da história da companhia.

Mundo de Máscaras, exposição do Museu da Farmácia
Máscara veneziana por © Vlad Hilitanu

Veja a exposição online sobre máscaras do Museu da Farmácia

Cirúrgica ou em tecido, a máscara é, indubitavelmente, o objecto que está a marcar o ano de 2020. Agora, vai ter direito a uma exposição própria organizada pelo Museu da Farmácia em parceria com o Museu da Ciência da Universidade de Coimbra, o Museu da Marioneta, o Museu do Oriente e o Museu Nacional de Etnologia. Um Mundo de Máscaras inaugura esta terça-feira e, como o nome deixa antever, vai mostrar “mais de 30 máscaras provenientes de diferentes culturas”, revela o Museu da Farmácia em comunicado. Entre elas, estão máscaras de rituais, máscaras de ópera e de teatro, máscaras de xamãs e muitas outras, cujas imagens serão acompanhadas de textos e vídeos sobre o seu contexto e importância histórica. A exposição deverá ser apresentada também presencialmente, ainda este ano.

Publicidade
Un Hôtel de Voyageurs (1895), Marques da Silva
'Un Hôtel de Voyageurs' (1895), Marques da Silva

Conheça o restauro de desenhos do arquitecto Marques da Silva na FIMS

Antes de moldar a fisionomia do Porto do século XX, José Marques da Silva viveu em Paris, onde frequentou a Escola de Belas Artes e foi aprendiz de arquitecto no ateliê de Victor Laloux. São os desenhos e trabalhos académicos deste período que a Fundação Instituto Marques da Silva (FIMS) apresenta numa iniciativa digital para assinalar o Dia dos Museus.  Entre 2004 e 2015, a instituição levou a cabo o restauro destes documentos, em boa parte realizado por Ana Freitas, da Oficina de Conservação e Restauro de Documentos Gráficos da Universidade do Porto. Agora, aproveita a ocasião e o ano em que se assinalam os 150 anos do nascimento do célebre arquitecto portuense para desvendar os bastidores do processo.

MMIPO - Igreja e Museu da Misercórdia do Porto
© DR

Participe nas actividades nas redes sociais do MMIPO

Presença habitual na programação da cidade para este dia, o MMIPO — Igreja e Museu da Misericórdia do Porto vai assinalar a efeméride exclusivamente através das suas redes sociais, a que se junta também a comemoração dos 130 anos da Galeria dos Benfeitores da Misericórdia do Porto. Entre 18 e 22 de Maio, serão reveladas curiosidades históricas e artísticas sobre este espaço, sobre o qual haverá também um quiz. Além disso, o MMIPO vai dar a conhecer ao público o Misarte, serviço de conservação e restauro das obras e objectos culturais da instituição. Convida-se ainda o público a partilhar imagens de visitas, exposições ou outras actividades em que tenha participado nas salas do museu.

Publicidade
CPF mostra acervo sobre Hospital de Joaquim Urbano
© CPF

Veja o acervo do Centro Português de Fotografia sobre o Hospital Joaquim Urbano

A actual pandemia tornou evidente o “carácter absolutamente igualitário e não discriminatório das doenças”, reconhece o Centro Português de Fotografia (CPF). A pretexto do Dia dos Museus, vai dar a conhecer uma colecção de fotografias do seu acervo que mostram o Hospital de Joaquim Urbano, “estrutura intencionalmente desenhada para o tratamento de doentes contaminados por doenças infecto-contagiosas”. As imagens pertencem ao Fundo Fotografia Alvão, Lda. e serão divulgadas online através de um pequeno filme, que será colocado no Facebook e no YouTube da instituição.

Museu da Quinta de Santiago tem programa para miúdos e graúdos
© DR

Explore o programa para miúdos e graúdos do Museu Quinta de Santiago

Também Matosinhos se junta às celebrações mundiais com um programa voltado para o tema “Museus para a Igualdade: Diversidade e Inclusão”, definido para este ano pelo Conselho Internacional de Museus. O Museu da Quinta de Santiago convida-nos celebrar “a diferença que nos caracteriza na semelhança de sermos seres humanos” através de um programa para miúdos e graúdos. O alinhamento inclui Paisagens (des)Humanas, exposição virtual que quer reflectir sobre o papel do Homem em sociedade com base nas obras da autarquia; Museu de Papel, iniciativa que desafia instituições amigas do Museu a intervirem artisticamente na maquete do edifício; Colour_IN, trabalhos manuais e experiências na cozinha para crianças com as cores do arco-íris; e Família com Sentidos, experiência sensorial a partir da obra da colecção [A Família], do pintor Augusto Gomes.

Publicidade
Arthur Jafa em 'Monster' (1988)
Arthur Jafa em 'Monster' (1988)

Vá ao reencontro de arte e natureza com o dia preenchido de Serralves

Depois de semanas a fio a olhar a Primavera pela janela, é tempo de voltar a contemplá-la pessoalmente (com cautela, é claro). A Fundação de Serralves preparou um programa vasto para assinalar, simultaneamente, a efeméride e a sua reabertura, com acesso gratuito. Entre as 10.00 e as 17.30, os visitantes são convidados a deambular entre o Parque, o Museu, a Casa de Serralves e a Casa do Cinema Manoel de Oliveira, onde decorrerão conversas, sessões de plantação ou encontros com elementos da equipa de Serralves a propósito das diferentes exposições. Às 18.30, inaugura a exposição Lourdes Castro: A vida como ela é, que será transmitida em directo no Instagram, à semelhança de toda a programação para este dia. Além das iniciativas que marcam a data, pode ver as exposições que já estavam patentes pré-pandemia, de nomes como Olafur Eliasson, Arthur Jafa ou Paula Rego.

 O esqueleto de baleia na Sala das Coleções Gerais do Museu de História Natural da Universidade do Porto (atualmente MHNC-UP), em 2015.
© U.Porto / MHNC-UP

Saiba tudo sobre a enorme baleia que decora o átrio da Galeria da Biodiversidade

É impossível não reparar no gigantesco esqueleto que pende do tecto da Galeria da Biodiversidade, uma das peças mais importantes da colecção do Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto (MHNC-UP). A partir desta segunda-feira, e antecipando a reabertura da Galeria a 2 de Junho, o MHNC-UP apresenta um documentário que mostra “o processo que permitiu transferir a ‘Balaenoptera da Praia do Paraíso’” do seu pólo central, na Reitoria da U.Porto, para o espaço onde está actualmente, no Jardim Botânico do Porto. O filme, que dá a conhecer “um dos mais emocionantes episódios” da história do museu, poderá ser visto até 1 de Junho no Facebook. Também hoje é lançada a iniciativa “Objectos de companhia”, que desafia o público a reunir objectos que tenham relevância para si (como um amuleto ou memória, por exemplo) e que enviem uma fotografia e uma reflexão sobre eles até 31 de Maio. Posteriormente, os objectos seleccionados integrarão uma exposição online aquando da reabertura.

Mais museus:

Museu de Farmácia do Porto
© João Saramago
Coisas para fazer, Exposições

Os melhores museus no Porto

A oferta cultural portuense é vasta, apesar de, por vezes, escapar ao radar dos mais distraídos. Não nos faltam livrarias, nem galerias de arte e, no que aos museus diz respeito, também não podíamos estar melhor servidos, já que a quantidade e a qualidade falam por si só. Estão espalhados por todos os recantos da Invicta e há para todos os gostos e épocas, da escultura à imprensa, e do futebol à pintura, pelo que visitá-los devia ser instituído como uma disciplina obrigatória nas escolas do país ou como programa não-facultativo aos fins-de-semana. Para lhe facilitar a vida, preparámos-lhe o roteiro dos melhores museus no Porto, para (re)descobrir a História e as estórias que conservam. Recomendado: Os melhores museus para crianças no Porto

Museu FC Porto miudos
© DR
Museus

Os melhores museus para crianças no Porto

Levar os miúdos a um museu pode ser mais difícil do que obrigá-los a comer a sopa. Mas não a todos. Nos melhores museus para crianças no Porto há História e arte contemporânea, máquinas e carros antigos, brincadeiras e experiências para sujar as mãos e desafiar a imaginação dentro e fora de portas. São muitas as actividades e atracções feitas a pensar nos mais pequenos e esta lista pode ser um bom ponto de partida para organizar um programa diferente em família. Passe os olhos por aqui, porque com estas recomendações o difícil vai ser tirá-los de lá. Recomendado: Os melhores museus no Porto

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade