Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Quatro projectos de literatura de emergência
Álvaro Filho está a escever 'Delito, Amor e Pandemia'
© DR Uma obra escrita ao vivo, em live stream, é o projecto de Álvaro Filho

Quatro projectos de literatura de emergência

A pandemia não pára a comunidade literária. Conheça estes quatro projectos de literatura de emergência.

Por Bárbara Baltarejo e Renata Lima Lobo
Publicidade

A pandemia não pára a comunidade literária. Conheça estes quatro projectos de literatura de emergência, que incluem um folhetim à moda antiga com a participação de muitos escritores nacionais, uma obra escrita ao vivo através de live stream, um festival dedicado à arte da palavra e um projecto de um casal de poetas que recita poemas sob a forma de vídeo. Isto é para que possa ocupar bem o tempo, presumindo que já esteve no sofá a ver séries, experimentou novas receitas ou fez os seus próprios cosméticos, por exemplo. Como vê, há sempre algo mais para fazer dentro de portas.

Recomendado: Três livros sobre outras pandemias

 

Quatro projectos de literatura de emergência

Literatura, Bode Inspiratório, Ana Margarida de Carvalho
© Nuno Cera

Bode Inspiratório

Em estado de emergência, acciona-se a literatura de emergência, como o Bode Inspiratório, um projecto idealizado e coordenado pela escritora Ana Margarida de Carvalho: um folhetim à moda antiga, em que um escritor começa uma história e os seguintes têm de a continuar. Cada escritor tem 24 horas para escrever a sua parte e todos os dias é publicado um novo capítulo na página de Facebook do projecto. Por lá vai encontrar nomes da literatura portuguesa como Mário de Carvalho, Afonso Reis Cabral ou Inês Pedrosa. Este projecto dá também a mão a alguns artistas plásticos que exibem uma obra de arte inédita em conjunto com um capítulo do folhetim. O objectivo é que no final do projecto, que se estende até ao final de Abril, possa surgir um livro e uma exposição.

Adolfo Luxúria Canibal
© DR

Manifestum Em Casa

O festival Manifestum Arte de Dizer transformou-se em Manifestum Em Casa. Todas as quartas-feiras e sábados, até ao final de Maio, há encontro marcado com a palavra. A iniciativa é da associação cultural Exemplo Extremo, em parceria com a Câmara Municipal de Valongo, e conta com diferentes convidados que irão declamar poesia e outros textos durante 15 minutos. Adolfo Luxúria Canibal, Ana Deus, Mário Moutinho, Rui Spranger e Tó Trips são algumas das vozes que vai ouvir. Os episódios vão estar disponíveis no canal de YouTube do município e na página de Facebook da instituição cultural.

Publicidade
Álvaro Filho está a escever 'Delito, Amor e Pandemia'
© DR

Livro Ao Vivo

“Durante a quarentena criativa na web, cada um colabora com o que sabe fazer: os chefs cozinham, os músicos tocam, os personal trainers dão treino e parece-me lógico que o escritor escreva.” As palavras são de Álvaro Filho, premiado escritor brasileiro radicado em Portugal, que aproveitou a sua página de Facebook para uma iniciativa inédita: escrever um livro ao vivo. A obra em curso chama-se Delito, Amor e Pandemia e está a ser escrita à vista de todos em tempo real, uma história de ficção inspirada na situação actual. Para assistir ao vivo, ligue-se ao final da manhã e ao princípio da noite, alturas em que ocorrem as sessões, nas quais o escritor vai explicando a estrutura do romance, editando o texto ou mesmo respondendo a perguntas dos leitores/espectadores.

A preto e branco e em médio plano: assim são todos os vídeos
© DR

Poesia Em Médio Plano

Francisca Camelo e João Coles são um casal de poetas. Nesta quarentena, João filma e Francisca recita poemas escolhidos pelos dois, de outros autores, como Maria Teresa Horta, Bertolt Brecht ou Pier Paolo Pasolini. Os vídeos vão ficando disponíveis nas páginas de Facebook e Instagram do projecto, são todos a preto e branco e filmados num plano médio.

Mais literatura para estes dias de isolamento

Flâneur
© Flanêur

As livrarias do Porto que entregam livros em casa

Compras Livrarias

O Porto é um paraíso para os amantes de livros, mas nesta altura as ruas estão vazias, as portas estão fechadas e as pessoas estão em casa. Com um bom livro, é mais fácil escapar à realidade que agora que nos prende entre quatro paredes. O prazer de ler – de desaparecer e de mergulhar num mundo melhor – é uma solidão bem acompanhada. Fique em casa, mas não fique sem livros. Apoie as livrarias independentes do Porto. Siga esta lista para saber onde pode continuar a encomendar as suas leituras. Recomendado: As melhores livrarias no Porto  

Plasticus Maritimus
© DR

Seis livros para ler sobre sustentabilidade

Coisas para fazer

Agora que a propagação da Covid-19 exige que as pessoas evitem sair à rua e a grande maioria dos eventos estão cancelados, há que pensar em programas dentro de portas. Se gosta de temas que envolvam o meio ambiente, aproveite esta lista, onde damos a conhecer seis livros sobre sustentabilidade que podem ser encomendados online. De resto, saiba que já há livrarias da cidade a oferecer os portes de envio para promover a leitura por estes dias.   Recomendado: Sete séries a não perder este mês

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade