Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Oito sugestões para comemorar o 25 de Abril no Porto

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

A Baixa do Porto no dia 25 de Abril de 1974
©DR A Baixa do Porto no dia 25 de Abril de 1974

Oito sugestões para comemorar o 25 de Abril no Porto

Viva a Revolução dos Cravos! Aqui tem oito sugestões, que incluem concertos, uma exposição e uma peça de teatro, para comemorar o 25 de Abril no Porto

Por Patrícia Santos
Publicidade

Há 45 anos, os Capitães de Abril devolveram a liberdade a Portugal. Preste-lhes homenagem aproveitando o feriado da melhor forma. Se anda sem ideias, esta lista com oito sugestões para comemorar o 25 de Abril no Porto pode ajudá-lo. E tem de tudo um pouco, pelo que será difícil não encontrar pelo menos uma coisa que lhe agrade. Uma exposição com imagens inéditas da revolução, concertos — há um solidário na Casa da Música —, espectáculos de fogo-de-artifício e workshops para os miúdos são apenas alguns exemplos do que encontra por aqui.

Recomendado: Os melhores museus no Porto

Oito sugestões para comemorar o 25 de Abril no Porto

Câmara Municipal do Porto
Câmara Municipal do Porto
© João Saramago

1. Comemore na Avenida dos Aliados

As celebrações na Avenida dos Aliados começam na véspera do feriado, às 22.00, com um concerto da Kumpania Algazarrafanfarra com 15 anos de carreira que mistura sons balcânicos, árabes, latinos e africanos com o ska ou o funk. Segue-se uma apresentação do Coral da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (a anteceder o lançamento do fogo-de-artifício), pouco antes da meia-noite. O rapper Piruka, nome emergente do hip hop nacional, é o último a subir ao palco da maior sala de espectáculos da cidade.

No dia 25, às 15.30, actua a Chulada da Ponte Velha e, meia hora depois, a Ronda dos Quatro Caminhos. As duas em representação da música tradicional portuguesa.

Fórum da Maia
Fórum da Maia
© DR

2. Veja uma peça de teatro no Fórum da Maia

Coisas para fazer Espaços para eventos Grande Porto

Os Anos que Abalaram o (Nosso) Mundo funciona como um "diário" dos acontecimentos que a cidade e o país experienciaram nos primeiros dias da revolução. Resulta da "súmula de um conjunto de pessoas reais e ficcionais que viveram intensa e vertiginosamente os dias iniciais que abalaram e transformaram indelevelmente o nosso mundo". A primeira sessão do espectáculo, desenvolvido pelo Teatro Art'Imagem, é esta quarta-feira, às 21.30, e a segunda, dia 25, às 16.00. Saiba que os bilhetes para assistir à representação são gratuitos, mas de levantamento obrigatório no Fórum da Maia.

Publicidade
praça d joão I
praça d joão I
© DR

4. Leve os miúdos à Praça D. João I

Atracções Edifícios e locais históricos Santa Catarina

A manhã de dia 25, quinta-feira, na Praça de D. João I, é dedicada aos mais pequenos, que lá vão encontrar vários jogos tradicionais com os quais se entreter, a partir das 10.00.

Publicidade
Museu Militar do Porto
Museu Militar do Porto
© DR

5. Passe pelo Museu Militar do Porto

Museus Militar e marítimo Bonfim

Na tarde do feriado, as celebrações vão até ao Museu Militar do Porto, onde, às 14.00, se presta homenagem aos resistentes antifascistas. A cerimónia dá o mote para o início do Desfile da Liberdade, às 14.30, que arranca no Largo de Soares dos Reis, junto à antiga PIDE, em direcção à Avenida dos Aliados.

Casa da Música
Casa da Música
© Cláudia Paiva

6. Assista a um concerto solidário na Casa da Música

Música Música ao vivo Boavista

No dia em que se celebra o 45º aniversário da Revolução dos Cravos, a Sala Suggia da Casa da Música vai servir de palco a um concerto solidário inédito - Liberdade para Crescer - organizado pelo Ensemble Vocal Pro Musica (EVPM), em conjunto com a West Windsor Plainsboro North High School (HSN) e o Lions Clube Boavista. A propósito desta iniciativa, 200 músicos, portugueses e americanos, vão interpretar temas emblemáticos do 25 de Abril, como Grândola Vila Morena, de Zeca Afonso, e Acordai, de Fernando Lopes Graça, a partir das 19.00. As receitas do espectáculo, que levará crianças e jovens em situações socioculturais desfavorecidas à Casa da Música, pela primeira vez, revertem, na totalidade, para a renovação de estruturas da Associação A Casa do Caminho, e para o IPATIMUP utilizar na investigação do cancro infantil. A entrada tem um custo de 10€.

Publicidade
Vieira Power Trio
Vieira Power Trio
© Rita Carmo

7. Cante na Associação de Moradores do Bairro da Bouça

Coisas para fazer Baixa

Em jeito de comemoração do dia da Liberdade, a Associação de Moradores do Bairro da Bouça recebe esta quinta-feira Vieira Power Trio, banda do artista multidisciplinar Manuel João Vieira, conhecido pelos seus projectos musicais, que incluem Ena Pá 2000, Irmãos Catita ou Corações de AtumNeste concerto, apresenta o trio que resulta da actuação concentrada das suas bandas, com Gimba, membro fundador dos Afonsinhos do Condado, e Luís Desirat, baterista dos Ena Pá 2000. Os músicos vão interpretar temas clássicos e recentes, neste espectáculo marcado para as 17.00 de dia 25. O melhor? Pode assistir de forma gratuita.

Paços do Concelho
Paços do Concelho
© DR

8. Aprecie fotografias inéditas da revolução de Abril nos Paços do Conselho

Coisas para fazer Aliados

Inaugura às 12.00 do feriado, no átrio da Câmara Municipal do Porto, a exposição A Substância do Tempo - 25 fotografias de Sérgio Valente, 45 anos depois do 25 de Abril, composta por imagens inéditas da revolução. Sendo Sérgio Valente um fotógrafo da resistência e da revolução, que resistiu ao regime e fotografou manifestações contra a ditadura, para que não fossem esquecidas, as suas imagens retratam os dias seguintes. Numa das fotografias, que vão estar expostas durante duas semanas, é possível ver Vital Moreira e Pacheco Pereira ainda jovens. Noutra, estão Eugénio de Andrade, José Régio, Júlio Resende, Vergílio Ferreira, Cruz Santos e Armando Alves. Há retratos com Álvaro Cunhal, António Macedo, Ângelo Veloso e Cal Brandão, e uma fotografia especialmente importante, que mostra Miguel Veiga a falar aos microfones da Emissora Nacional, da Rádio Renascença e dos Emissores do Norte Reunidos. A entrada é livre.

Mais coisas para fazer no Porto

Teleférico Gaia
Fotografia de Marco Duarte

As melhores coisas para fazer sozinho no Porto

Coisas para fazer

Já diz o ditado: mais vale só que mal acompanhado. De facto, às vezes não há como uma tarde, ou mesmo um dia inteiro, sem ninguém por perto. É para esses dias que esta lista das melhores coisas para fazer sozinho no Porto dá jeito. E acredite: com tanta coisa para ocupar o tempo e a mente não vai sentir falta de companhia nenhuma. Calçar as sapatilhas e tratar da saúde com uma boa caminhada, entregar-se aos mistérios dos livros sobre uma bonita paisagem, visitar uma galeria com novas exposições ou sentar-se numa mesa comunitária. Estas são algumas das ideias. Mas há mais.

Plano B
© DR

Cinco sítios para dançar no Porto

Coisas para fazer

Nada melhor para descontrair do stress do dia-a-dia que abanar o capacete ao som de uma boa música, sozinho ou com amigos. Nesta lista encontra cinco sítios para dançar no Porto, com estilos vão do merengue ao rock.

Publicidade
Café Progresso
© Cláudia Paiva

15 sítios para beber café de especialidade no Porto

Restaurantes Cafés

Curto, cheio, pingado, em chávena fria, em chávena escaldada. Hoje em dia, o café é muito mais do que isto e a prova está precisamente nesta lista, onde constam 15 sítios para beber café de especialidade no Porto. Vindos de diferentes países da América Latina e de África, por exemplo, os grãos são tratados por diferentes empresas de torrefacção e vão parar à mesa sob diferentes formas, desde expressos a bebidas frias, passando por bolos ou sobremesas. Em alguns destes espaços também pode comprar grãos moídos para levar para casa. Se a sua vida pede mais cafeína, esta lista é para si.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade