Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Os melhores sítios de café de especialidade no Porto

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Café Progresso
© Cláudia Paiva

Os melhores sítios de café de especialidade no Porto

Se a sua vida pede mais cafeína, conheça os melhores sítios para beber café de especialidade no Porto

Por Teresa Castro Viana, Bárbara Baltarejo e Carla Alves
Publicidade

Curto, cheio, pingado, em chávena fria, em chávena escaldada. Hoje em dia, o café é muito mais do que isto e a prova está precisamente nesta lista, onde constam os melhores sítios para beber café de especialidade no Porto. Vindos de diferentes países da América Latina e de África, por exemplo, os grãos são tratados por diferentes empresas de torrefacção e vão parar à mesa sob diferentes formas, desde expressos a bebidas frias, passando por bolos ou sobremesas. Em alguns destes espaços também pode comprar grãos moídos para levar para casa. Se a sua vida pede mais cafeína, esta lista é para si.

Recomendado: Três sítios para beber Irish Coffee no Porto

Os melhores sítios de café de especialidade no Porto

Mesa 325
Mesa 325
© João Saramago

1. Mesa 325

Restaurantes Cafés Bonfim

Se o trabalho está atrasado e ponderou saltar o almoço, tire essa ideia da cabeça e vá até ao Mesa 325. Leve o computador consigo e peça a carta, cheia de sugestões saudáveis que lhe forram o estômago sem ficar de consciência pesada. Comece pela sopa, siga para as saladas (6€) e acompanhe com um smoothie de frutas (3,50€). Convém ainda salientar que na lista há bagels recheados com queijo creme ou Brie com compota e nozes (até 3€), e muitos brownies, muffins, scones e cookies (até 2,80€). Para terminar o almoço, o café, claro. A casa dispõe de várias filtragens de grãos de café de várias origens. Num dia pode provar um Quénia obtido através da V60 (2€), num outro pode saborear um grão colombiano filtrado pela chemex (2,50€).

BOP
BOP
© João Saramago

2. BOP

Restaurantes Cafés Baixa

O Porto está repleto de sítios de onde não queremos sair, equipados com bens essenciais à vida. O BOP, na Trindade, é um desses casos. Tem boa música (na verdade não basta dizer que tem boa música, tem centenas, senão milhares de vinis que abrangem todos os estilos musicais, com sons de todos os cantos do mundo); tem uma carta cheia de sugestões tentadoras para comer; e bom café para beber. Depois de se atirar às asinhas de frango picantes (4,90€), aos hambúrgueres gulosos feitos com 100% carne de novilho (entre 7,50€ e 9,90€), e aos smoothies de banana ou morango (3,50€), peça um expresso 100% arábica, cujos grãos foram torrados pela 7g Roaster (1€), em Gaia. Competem ainda pela sua atenção, o mazagran, os cappuccinos, os cafés de filtro, os lattes e os tão portugueses pingos (até 5€).

Publicidade
Spirito Cupcakes & Coffee
Spirito Cupcakes & Coffee
© João Saramago

3. Spirito Cupcakes & Coffee

Restaurantes Geladarias Galerias

Desde que se instalou no Porto, em 2016, a Spirito tem vindo a conquistar corações com os gelados artesanais que produz, resultado do afinco dos seus chefs, sempre à procura de lançar novas tendências e sabores. Na montra apetitosa sobressaem os famosos cupcakes (1,60€) de Milka, Oreo, Nutella, Red Velvet ou Maltesers, mas não só. O brownie (2€), por exemplo, é o acompanhamento ideal para qualquer um dos cafés da gama 100% brasileira que têm disponíveis.

 

Combi
Combi
©João Saramago

4. Combi

Restaurantes Cafés Bonfim

O café da Combi já não é novidade para os portuenses e ainda bem, graças à bonita food truck que, volta e meia, aparece em eventos na cidade. Desde 2017 existe um espaço físico onde se pode saborear o café com a calma que ele exige. Da espécie arábica, vindo de diferentes origens, como Quénia, Etiópia, Colômbia, Guatemala, Honduras, Indonésia e Brasil, aqui trabalham sobretudo com single origins ou seja, não misturam cafés. Todos os grãos são torrados, duas vezes por semana, neste espaço, que, em tempos, foi uma garagem. No menu encontra diferentes opções de café de filtro – pode pedir o cold brew (4€), o mocha (desde 2,50€) ou o latte (desde 2€). E nas prateleiras vendem-se as máquinas para os poder recriar em casa. Para confortar o estômago há batidos (desde 4€), taças de iogurte (desde 5€) e pastelaria variada (entre 1,20€ e 3€).

Publicidade
Época
Época
© João Saramago

5. Época Porto

Restaurantes Vegetariano Cedofeita

Este restaurante na Rua do Rosário tem a particularidade de fazer baixar o ritmo cardíaco (apesar de vender cafeína de grande qualidade). É bonito, é convidativo, tem boa comida (atire-se às malgas de arroz ou cevada, às tostas de hummus, aos ovos e às óptimas sobremesas caseiras) e bom café, feito de várias formas. Bons motivos para querer esquecer-se do tempo, por uma ou duas horas, enquanto folheia livros de gastronomia, sentado à janela, na mesa comunitária ou no sofá. Além dos clássicos expressos, lattes e cappuccinos (entre 1€ e 2,50€), por aqui encontra três possibilidades de beber café de filtro: french press, chemex e kalita (dos 3€ aos 6€).

Booínga - Oporto Coffee Roasters
Booínga - Oporto Coffee Roasters
© DR

6. Booínga Oporto Coffee Roasters

Restaurantes Matosinhos

As raízes africanas e a grande paixão pelo cultivo do café levaram os membros da equipa Booínga a abrir este espaço que, desde 2018, oferece aos portuenses experiências através dos aromas e dos sabores dos cafés verdes oriundos de países como o Brasil, as Honduras, a Etiópia e a Colômbia. Sempre que possível, optam pela utilização de cafés orgânicos, que respeitem uma agricultura sustentável, e que possibilitem melhores oportunidades para os agricultores e para o planeta. Agora, a escolha é sua. Pode beber um expresso (1,50€) no local ou levar café em pó para casa. À venda têm embalagens de 200 g que variam entre os 8,50€ e os 28€. Apesar de o conceito do espaço se focar, essencialmente, no acto de apreciar um café de qualidade, o Booínga vai aventurar-se nos acompanhamentos. Em breve irão acrescentar à carta panquecas biológicas com toppings naturais e isentas de glúten.

Publicidade
7groaster
7groaster
© WOW Agency - Brand Energizers

7. 7groaster

Restaurantes Cafés Vila Nova de Gaia

Café e dormir são duas coisas que, à priori, dificilmente se conjugam com naturalidade. Mas a 7 Gaia Roasters Apartments conseguiu essa simbiose com perfeição. O projecto surgiu em 2017, a dois passos do Douro, e combina alojamento local com torrefacção de café de especialidade. O grão 100% arábica chega em sacos de serapilheira ainda verde, vindo da Etiópia, da Colômbia, do Peru, de El Salvador, do Panamá e da Guatemala, e é torrado no local. Neste moderno e amplo espaço, com uma decoração industrial, mesas de madeira e vários acessórios de café à venda, há várias bebidas feitas com expresso, como macchiatos e americanos (a partir de 1,20€), e muitas outras com café de filtro (entre 2€ e 5,50€). V60, koar, chemex e kalita são algumas das que poderá experimentar. Se estiver com tempo e vontade de aprender, aventure-se na prova de cafés (6€) e acompanhe com as novidades da carta. Há panquecas de ricota com redução de vinho do Porto e nozes caramelizadas (6,90€), hummus de beterraba e burrata, ou salmão fumado com guacamole (ambas a 9,50€).

noshi coffee
noshi coffee
©Marco Duarte

8. Noshi Coffee

Restaurantes Cafeteria Clérigos

Neste espaço a saúde é o mais importante e isso promove-se não só através da comida saudável, como também do ambiente. O Noshi é um coffee garden e tem um bonito pátio interior, perfeito para trabalhar ou pôr a conversa em dia com os amigos. Se precisar de um boost de energia, peça uma chávena do café artesanal de marca própria, um blend de 70% arábica e 30% robusta, e uma das opções de “comida feliz”, como descrevem os proprietários. Panquecas de aveia (desde 3,60€), pudim de chia (4,70€), taça de pitaia (10€) ou ovos mexidos (6€) são algumas das hipóteses. Há ainda tostas, saladas e vários pratos para almoçar, como o Noshi (9€), que leva penne integral, frango assado, tomate cereja, queijo feta e parmesão, espinafres, nozes e molho pesto. Ao domingo há brunch.

Publicidade
C'Alma - Specialty Coffee Room
C'Alma - Specialty Coffee Room
© João Saramago

9. C'Alma - Specialty Coffee Room

Restaurantes Santa Catarina

Nesta sala de provas de café há opções para todos os gostos. Diferentes filtros, como o V60, o chemex ou o aeropress; diferentes origens, como Quénia, Uganda, Burundi ou Brasil, e, claro, diferentes bebidas. Há mocha, expressos com leite ou cold brew, perfeitos para acompanhar com pequenos petiscos, como os clássicos queques da Dona Odete, torradas com pão de fermentação lenta da Masseira ou pudim de chia. Se estiver com tempo (este é precisamente o objectivo do espaço, contrariando o ritmo acelerado associado ao café), peça uma das experiências (9€) que lhe permitem provar três origens de café filtradas com o mesmo método ou o mesmo lote com diferentes filtros. Saiba ainda que aqui também pode comprar café moído para levar para casa, ler livros especializados ou assistir a batalhas de latte arte.

EARLY Cedofeita
EARLY Cedofeita
© João Saramago

10. Early Cedofeita

4 /5 estrelas
Restaurantes Restaurantes Baixa

Encostados às paredes descansam cactos e plantas exóticas; espalhadas pelas mesas de mármore há bonitas revistas especializadas com muitas páginas para ler. Quem atravessa a ombreira da porta do Early, um éden para quem quer refugiar-se do bulício citadino, encontra um espaço desafogado com uma decoração vintage. O serviço é tranquilo, as pessoas falam a meia voz e o café bebe-se calmamente (1€). Um café torrado pela Vernazza, a torrefacção de café artesanal portuense que trabalha com lotes de café verde arábica, vindos de África e da América Latina. Mas antes de provar este café forte e de gosto aveludado, que fecha lindamente uma refeição, experimente pedir a carta. Há papas de arroz e pudins de chia para o pequeno-almoço (ambos a 4,50€), scones e banana bread (entre os 2€ e os 3,50€), e sopas, saladas e sanduíches (a partir de 5€) sempre que a fome apertar.

Publicidade
Fábrica Coffee Roasters
Fábrica Coffee Roasters
© João Saramago

11. Fábrica Coffee Roasters

Restaurantes Cafés Baixa

Depois do sucesso que o café artesanal da Fábrica Coffee Roasters fez na capital, onde abriu portas pela primeira vez em 2015, a marca chegou ao Porto em 2018 e fez as delícias dos que se movem a cafeína. A maior estrela deste espaço, com um bonito jardim do qual não vai querer sair, é o café de filtro. Proveniente de países como o Brasil, a Etiópia, o Quénia e a Colômbia, o café 100% arábica é moído na hora e pode ser apreciado sob a forma de expressos (1,50€), americanos (2€) e cappuccinos (2,80€). Para acompanhar, há pastelaria caseira – o banana bread (3,50€), as cookies (1,90€), os brownies (2,50€) e o bolo de limão (3,50€) devem sempre ser considerados na hora de fazer o pedido. O combinado de abacate (5,90€), que alia uma tosta de abacate a um iogurte com granola e fruta, é uma das mais recentes novidades da carta. Antes de ir embora, aproveite para comprar café lá para casa.

Bonina
Bonina
© Cláudio Simões

12. Bonina

Restaurantes Baixa

Este novo espaço dedicado à alimentação saudável serve café de especialidade, torrado pela Vernazza Coffee Roasters, mas não só. Também tem granola, compotas e bolachas caseiras, pão de massa azeda, húmus e opções vegan e vegetarianas.

Publicidade
Nola Kitchen
Nola Kitchen
© Marco Duarte

13. Nola Kitchen

Restaurantes Cafés Galerias

Nola significa no labels, sem rótulos. É um bonito espaço que respira saúde, tendo em conta que só trabalha com ingredientes biológicos e não processados. É bom para ficar à conversa com os amigos ou a trabalhar, enquanto se bebe o saboroso café de especialidade, torrado pela portuense Combi. Além de um menu de almoço bem composto (desde 8€), há tostas, bowls, saladas, panquecas e doces “livres de culpa”. A tosta Assinatura, com abacate, puré de batata doce assada e beterraba, e queijo feta em pão de fermentação lenta (10€); o hambúrguer de beterraba e feijão preto em pão de carvão com maionese de wasabi (12€), ou os petiscos para partilhar, como o hummus de pimento vermelho (4€) ou o guacamole da casa (5€), ambos servidos com palitos de vegetais e pão, são boas opções para ir petiscando ao longo do dia.

Zenith Brunch & Cocktails
Zenith Brunch & Cocktails
© João Saramago

14. Zenith Brunch & Cocktails Bar

4 /5 estrelas
Restaurantes Cafés Baixa

É um dos cafés mais requisitados da cidade à conta das várias opções de brunch, disponíveis todos os dias e a toda a hora. Há panquecas, como a de bacon e ovo, com queijo cheddar e xarope de ácer (6,50€); tapiocas (desde 6,50€); várias opções de ovos, como os Zenith, escalfados e panados servidos em tosta de pão de água com presunto crocante, abacate, tomate cereja e molho holandês (8,50€); smoothie bowls (6,50€), saladas (desde 10€) e tostas (desde 8€). Na categoria das bebidas, o destaque vai para o café de especialidade 100% arábica, para os sumos de fruta e para os cocktails (desde 5€), perfeitos para serem bebidos na esplanada ou nos confortáveis sofás.

Publicidade
Berry Trindade
Berry Trindade
© João Saramago

15. Berry Trindade

Restaurantes Restaurantes Baixa

Um espaço assim, confortável e harmonioso (tanto no interior, com uma decoração alicerçada em madeiras e plantas, como na esplanada), merece sempre uma visita. Sobretudo para provar o café que aqui servem, de origem biológica, 80% robusta e 20% arábica – muito típico do café português –, bem forte mas mais aromático. Pode pedir a versão mais curta (0,75€) ou a mais alargada (200 ml/1,50€; 300 ml/2€). Para não fugir à dieta, acompanhe o café com uns docinhos saudáveis. Os biscoitos vegan e sem glúten, de cacau cru ou de laranja e coco (0,75€), são uma boa aposta. À disposição tem ainda trufas energéticas, feitas à base de frutos secos e desidratados (1€), brownies (2,50€) e cupcakes de maracujá preparados sem produtos de origem animal (2€).

Moustache Coffee House
Moustache Coffee House
© João Saramago

16. Moustache Coffee House

Restaurantes Cafés Baixa

Antes de saber o que aqui se come e bebe, vamos aos factos: o Moustache existe desde 2012, sendo a coffee house mais antiga do Porto, e esteve recentemente fechada para obras e alterações na carta. As bebidas de café continuam a brilhar. “Temos um café 100% arábica, que é um blend próprio de várias origens, mas com maior percentagem do Vietname, e temos também café de especialidade torrado pelo Diogo Amorim [Senzu Coffee Roasters] cujas origens vão mudando de duas em duas semanas”, explica Noemie Cortey, gerente do espaço. Aos famosos bolos, como a tarte banoffee (2,80€), juntaram-se recentemente outras opções para devorar ao longo do dia. O brunch é servido entre as 09.00 e as 14.00 e inclui pratos como ovos Bénédict à portuguesa com bacalhau fumado, couve galega crocante e molho holandês, servidos com pão de fermentação natural (8€) e panquecas (2,80€). À hora de almoço, prove a sanduíche de pastrami caseiro de carne bovina arouquesa DOP (8,50€), ou a de lavagante, servida em pão brioche e acompanhada por um cappuccino de bisque (23€). Os petiscos, como os peixinhos da horta (a partir de 7€) e o fish & chips (a partir de 9,50€), estão disponíveis durante todo o dia.

Publicidade
Boavida
Boavida
© João Saramago

17. Boavida

Restaurantes Restaurantes Leça da Palmeira

A poucos metros da Praia de Leça da Palmeira fica o Boavida, onde não faltam opções saudáveis e vegan. Para começar o dia em grande, peça as panquecas (5,50€) com vários toppings à escolha ou então atire-se às tapiocas recheadas (5€) com, por exemplo, queijo ricota, compota de frutos silvestres e mirtilos. Também há torradas, ovos, iogurte e muito mais. Se procura uma refeição com mais sustento, também sairá daqui bem aviado. A bowl Power (8€), com frango ou tofu, grão de bico, ovo escalfado, tomate cereja, salsa e molho de amendoim, ou o hambúrguer Sipcy Tuna (7,50€), servido com dois pães de sabores diferentes, atum, guacamole, cebola caramelizada e spicy mayo, são de considerar. Acompanhe com um sumo natural, como o Yeah Low (3,40€), feito com abacaxi, água de coco e manga, e remate com um café da Combi Coffee Roasters.

Smothie bowl
Smothie bowl
© Cláudia Paiva

18. Negra Café Baixa

Restaurantes Cafés Baixa

É um spot obrigatório para pequenos-almoços, brunches, almoços e lanches. Só não recomendamos que apareça lá para jantar porque não abre à noite. Tem máquinas de costura antigas transformadas em mesas, cadeirões cheios de pinta, uma jukebox e outros pormenores que o tornam um dos sítios mais badalados da Baixa. Mas tem, principalmente, uma imensidão de coisas boas para comer e beber. Bolos à fatia, como o red velvet, o bolo de cenoura e canela, ou o de banana e aveia (3,20€), panquecas (a partir de 3,50€), bowls (a partir de 4,50€) e saladas (7,50€), que pode acompanhar com um copo de sangria de lambrusco (4,50€) ou, claro, bebidas de café. Usam um blend 100% arábica, torrado pela 7g Roaster, com origem no Brasil e na Guatemala. A que é que sabe? A um café intenso e cremoso com notas de chocolate negro e pralinê.

Publicidade
Mercador Café
Mercador Café
Fotografia: Cláudia Paiva

19. Mercador Café

Restaurantes Cafés Flores

Dentro de um antigo armazém de atoalhados fica, hoje, o Mercador Café, onde se servem pequenos-almoços e refeições ligeiras. Durante a sua visita pode escolher entre sentar-se no interior do café ou na esplanada de uma das ruas mais populares da Invicta. Apesar de não existir um menu fixo de brunch, há vários pratos que pode pedir para compor um. Pode optar, por exemplo, pelos ovos Royale, escalfados e servidos com salmão fumado e molho holandês num pão inglês tipo muffin (6,50€), ou os ovos no forno, com cogumelos, alheira e espinafres (5,50€). Se quiser algo mais doce, vá pelas panquecas com iogurte grego, fruta e mel (5,50€) ou pela granola caseira com iogurte e fruta (4,80€). O café disponível, desenvolvido em parceria com uma torrefacção portuguesa, é um blend entre arábica e robusta. Por isso, vale a pena provar algumas das bebidas de cafetaria, como o café latte ou o cappuccino (2,40€).

Camélia Brunch Garden
Camélia Brunch Garden
© DR

20. Camélia Brunch Garden

Restaurantes Foz

É um dos mais recentes cafés da cidade e a localização privilegiada (fica na Cantareira, mesmo em frente ao rio) tem ajudado a que seja um verdadeiro sucesso desde que abriu. Mas a responsabilidade do fenómeno é também do que sai da cozinha, como os ovos Benedict (a partir de 6€), a bowl de frango (5€) e a panqueca com Nutella e Oreo (6€). Para combinar com a comida, a bebida também não é deixada ao acaso. Pode optar pelos sumos naturais (desde 3€), atirar-se aos cocktails (desde 3,50€) ou provar o café de especialidade. É 100% arábica, de duas regiões do Brasil, e é torrado na 7g Roaster. “Tentámos encontrar um blend que se enquadrasse nas necessidades dos novos consumidores de café”, explica Pedro Vieira, o proprietário. Do macchiato (1,20€) ao cappuccino (2,50€), passando pelo mocaccino (3€) ou pelo café de filtro em chemex (5,50€ para duas pessoas), há muito por onde escolher.

Mais café

Combi
©João Saramago

30 cafés no Porto que tem de conhecer

Bares Cafés/bares

Se há coisa que fazemos bem é beber um cafezinho várias vezes ao dia. É vital. Se não ingerirmos uma dose de cafeína volta e meia, não somos os mesmos e ninguém nos atura. A pensar nisto, e neste hábito tão enraizado na cultura e sociedade portuguesas, é que lhe preparámos esta lista com os 30 melhores cafés no Porto que tem de conhecer. Uns mais clássicos e antigos, outros mais modernos e com cafés de especialidade, moídos na hora, vindos de vários cantos do mundo. Agora já não tem desculpa para adiar mais aquele café há muito planeado. Recomendado: 15 cafés para beber café de especialidade no Porto

A Brasileira - Braga
©DR

Os melhores cafés em Braga

Restaurantes

Somos um país de esplanadores, de indivíduos diletantes que não se preocupam com as horas quando sentam os quadris numa cadeira, com uma chávena de café ou um copo de vinho à frente. Se houver amigos à mistura, tanto melhor, se não, também não vem mal ao mundo. Somos suficientes e bastante eficientes no que toca a relaxar ao fim-de-semana ou depois de um árduo dia de trabalho. A pensar no seu bem-estar físico e mental — e já que a cidade dos Arcebispos, que foi considerada o segundo melhor destino europeu para 2019, fica aqui tão perto — preparámos-lhe esta lista com os melhores cafés em Braga. Bem bonitos. Recomendado: Do Minho para o Mundo: as cervejas artesanais

Publicidade

As melhores esplanadas no Porto

Restaurantes Cafés

Quando o sol começa a fazer sentir-se, não há nada melhor do que beber um copo enquanto se faz uma espécie de fotossíntese, até porque é importante não esquecer a vitamina D. Foi a pensar nessa necessidade vital que reunimos as melhores esplanadas no Porto: as que têm uma vista incrível, as que ficam a caminho de casa e até aquelas que juntam o melhor de dois mundos, a praia e os petiscos. Entre nesta lista, ligue aos amigos e combine o próximo encontro. O melhor da vida é isto, não diga que não. Recomendado: Os melhores bares de cerveja no Porto

chocolate quente equador
© Cláudia Paiva

Seis sítios para beber chocolate quente no Porto

Restaurantes Cafés

O frio, a chuva, o vento, a geada, os pés frios e as mãos geladas são apenas pretextos para se querer uma bebida quente, capaz de aquecer o corpo e a alma. A pensar nisso, preparámos-lhe esta lista onde encontra seis sítios para beber chocolate quente e umas quantas variações desta bebida. Quer chocolate quente espesso, daqueles mesmo indicados para comer à colher? Ou prefere mais líquido? Seja qual for a sua preferência, estes espaços na Invicta têm de tudo para o agradar e para o deixar bem quentinho. Bom apetite.  Recomendado: Três sítios para comer éclairs no Porto

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade