Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Ach. Brito: 100 anos a espalhar charme

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Ach Brito
© DR

Ach. Brito: 100 anos a espalhar charme

A Ach. Brito celebra 100 anos e tem uma bela história para lhe contar. Revirámos o espólio desta marca de cosmética portuense para lhe mostrar, tintim por tintim, como tudo aconteceu até aos dias de hoje

Por Margarida Ribeiro
Publicidade

A história da Ach. Brito começa 15 anos antes da sua fundação, em 1903, ano em que Achilles de Brito se tornou o guarda-livros da Claus & Schweder, a empresa de sabonetes fundada pelos alemães Ferdinad Claus e Georges Schweder, que mais tarde viria a ficar conhecida como Claus Porto. Cinco anos depois, em 1908, Achilles torna-se sócio da marca e um funcionário experiente no mundo da cosmética. Mas quando esta foi nacionalizada, depois da I Guerra Mundial, Achilles, já familiarizado com a área dos produtos de beleza e de banho, arregaça as mangas e decide abrir a sua própria empresa: a Ach Brito. 

Recomendado: Couto celebra 100 anos com a abertura de uma loja

Ach. Brito: 100 anos a espalhar charme

Achilles de Brito
Achilles de Brito
© DR

1918

Achilles de Brito, braço direito
 de Ferdinad Claus e Georges Schweder, fundadores da Claus
 & Schweder, tornou-se em
1908 accionista desta empresa. Quando a I Guerra Mundial terminou, em 1918, a Claus, de origem alemã, foi nacionalizada. Achilles e o irmão Affonso de Brito decidiram, então, criar a sua própria empresa de produtos de beleza e de banho, a Ach. Brito.

Ach. Brito
Ach. Brito
© DR

1925

Mesmo com a Ach. Brito já a trabalhar a todo o gás, Achilles nunca esqueceu a Claus & Schweder. Neste ano, toma uma decisão e compra a empresa de sabonetes. Achilles torna-se o dono da fábrica, na altura sedeada na Rua Serpa Pinto, e de todos os seus equipamentos. Fundem-se assim as duas empresas que passam a partilhar este mesmo espaço.

Publicidade
Ach. Brito
Ach. Brito
© DR

1927

O primeiro sabonete da Ach. Brito a ser registado foi o Luxo-Banho, um produto que prometia proporcionar a quem o usasse um “banho de luxo”. Até aos dias de hoje, este mítico sabonete continua a ser comercializado no formato oval original (3,50€). Além disso, a embalagem mantém o mesmo design, ornamentada com flores azuis e com o mesmo tipo de letra.

Ach. Brito
Ach. Brito
© DR

1929

É no final dos loucos anos 20 que nascem duas das marcas mais icónicas da Ach. Brito: a Lavanda e a Patti. A água de colónia Lavanda é um dos produtos que mais ficou na memória dos portugueses (33€). Uma das razões foi a sua presença em todas as casas de banho dos aviões da TAP. O sabonete verde Patti foi buscar o nome à famosa cantora de ópera Adelina Patti (0,45€).

Publicidade
Ach. Brito
Ach. Brito
©DR

1936

Sobejamente conhecida pelos seus produtos de luxo, chegou a hora de se virar para o mercado masculino. É então que aparece nas prateleiras o Musgo, um sabonete para os “homens da alta sociedade” (2,80€). Para dar força à ideia, estamparam na embalagem uma coroa dourada, símbolo incontestável desta linha, que se mantém até hoje.

Ach. Brito
Ach. Brito
© DR

1953

Os rótulos pintados à mão são característicos da Ach. Brito. Mas nem sempre foi assim, já que até este ano eram produzidos fora da empresa. Em 1953 criaram um estúdio litográfico e uma unidade de impressão. Assim, a Ach. Brito ficou responsável por todas as fases: do cultivo de ervas aromáticas para óleos essenciais, ao fabrico dos produtos e até design das embalagens.

Publicidade
Ach. Brito
Ach. Brito
© DR

1968

A Ach. Brito celebra 50 anos
 e, para comemorar a data, o almirante Américo Tomás, chefe de Estado à época, visita a fábrica. Dias antes, Achilles José Alves de Brito, um dos filhos do fundador, “fez obras e deitou a mobília toda fora. Fez quase uma fábrica nova. Contam que foram lá uns camiões e levaram tudo embora”, ri Aquiles de Brito, actual dono e bisneto.

Aquiles de Brito
Aquiles de Brito
© DR

1994

É durante os anos 90, com a
 fábrica a atravessar um período conturbado, que os irmãos
 Aquiles e Sónia Brito, a 4ª geração, assumem a direcção. “Enfrentámos uma ou duas vezes a possibilidade de fechar. A empresa estava parada no tempo desde o 25 de Abril. O meu avô não se preparou para a entrada na União Europeia, nem para o início da distribuição moderna”, explica Aquiles.

Publicidade
Fábrica da Ach. Brito
Fábrica da Ach. Brito
© DR

2007

A fábrica muda-se para 
Vila do Conde. O número 22 da Rua de Castelões 
Sul começa a alojar a fábrica, a loja da fábrica
 e torna-se também a sua sede. É neste espaço que acontecem quase todos
 os processos. O design, a produção, o embalamento e o armazenamento são todos feitos aqui.

Ach. Brito
Ach. Brito
©DR

2008

A Ach. Brito adiciona mais uma marca à empresa. Desta vez, a bracarense Saboaria e Perfumaria Confiança S.A., a segunda fábrica de sabonetes mais antiga do país. Junta, assim, as duas empresas de sabonetes mais antigas da Península Ibérica: a Claus Porto, no segmento de luxo, e a Confiança, no segmento Premium, com os sabonetes Chipre (1,95€ e 2,10€).

Publicidade
Claus Porto Flagship Store
Claus Porto Flagship Store
© DR

2017

A primeira loja é inaugurada em 2016 sob a insígnia Claus Porto, em Lisboa. No ano seguinte, em 2017, abre a primeira loja no Porto. A Rua das Flores foi o local escolhido para a Flagship Store. Uma loja com três andares onde pode fazer compras, conhecer a história das duas empresas – através de desenhos feitos à mão, litografias e recortes de jornais –, e participar em workshops.

Centenário Ach. Brito
Centenário Ach. Brito
© DR

2018

A Ach. Brito continua a ser uma referência na Invicta. Este ano celebra um século de vida, 100 anos que viram passar quatro gerações de Aquiles, com muitos altos e baixos. Para assinalar a data foram lançados sete produtos comemorativos de edição limitada. Entre eles, estão os sabonetes Patti e Triple Alfazema e a água de colónia Lavanda.

Mais coisas para fazer e marcas para conhecer

Taipas Termal
©DR

25 sítios para cuidar de si no Porto (e arredores)

Saúde e beleza

Quando é que foi a última fez que fez uma exfoliação? Ou se enfiou durante cinco minutos dentro do banho turco lá do ginásio? Já não se lembra, não é? Não há problema. Nós estamos aqui para lhe recordar que a Invicta é uma cidade generosa quando é preciso tratar-lhe da saúde e da beleza. Spas, termas, lojas, barbearias e restaurantes de comida saudável. Aqui tem uma lista com 25 sítios para cuidar de si no Porto (e arredores).

Claus Porto
© João Saramago

Os melhores sabonetes do Porto

Compras

O sabão azul e branco já lá vai. Hoje não faltam sabonetes artesanais que cheiram bem, fazem milagres à pele, alegram a vista e apetecem trincar. Mostramos-lhe as marcas dos melhores sabonetes do Porto que nos enchem de orgulho... E bom cheiro.

Publicidade
Camisaria Porto
©Marco Duarte

10 lojas históricas no Porto

Compras

Num Porto cada vez mais virado para o turismo, em que vários estabelecimentos antigos fecham para dar lugar a hostels, apartamentos turísticos ou negócios turista-friendly, é preciso não esquecer quem cá esteve sempre a fazer a diferença, ao longo dos anos. Estas são as 10 lojas históricas no Porto que tem mesmo de conhecer. Por dentro e por fora. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade