A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
livros
© Dan Dumitriu/ Unsplash

Dez livros para este Verão

Estas são as novidades literárias para este Verão. Ponha-se à sombra e aproveite para pôr a leitura em dia.

Raquel Dias da Silva
Escrito por
Raquel Dias da Silva
Publicidade

Está na hora de pôr as leituras em dia ou aumentar o monte que se está a acumular algures entre a sala de estar e o quarto. Não, não vale a pena sentir-se mal: livros nunca são demais. E – com ou sem ilustrações, em prosa ou em verso, para os pais, para os filhos ou até para a família inteira – são várias as novidades literárias para este Verão. Basta pensar no que precisa que lhe receitem. Uma boa dose de romance, de suspense ou de vida real? Há, mas não só. Entre thrillers, poesia, testemunhos reais e as pérolas de auto-ajuda de Bruce Lee, escolher não será tarefa fácil. Espreite e comece a preparar a lista de compras.

Recomendado: As melhores livrarias no Porto

Livros para este Verão:

De Johanna Mo

Este é o primeiro título de Os crimes de Öland, série policial que atingiu imediatamente o estatuto de bestseller após a sua publicação na Suécia e na Alemanha. Esta história, que assinala a estreia em Portugal de uma autora sensação do policial nórdico, acompanha Hanna Duncker, uma detective na Unidade de Crimes Graves de Kalmar, que regressa à sua terra natal, a ilha de Öland, e acaba a investigar a morte de um rapaz de 15 anos.

Porto Editora. 408 pp. 18,80€.

De vários

Volvidos mais de 20 anos desde o último esforço para dar a conhecer uma antologia de poesia catalã aos leitores portugueses, esta obra é um novo fôlego na promoção desse território prenhe de vozes singulares, desde o pioneiro Ramon Llull (1232–1316) aos contemporâneos Manuel Forcano e Gemma Gorga. Desenhado pela mão dos organizadores e tradutores Àlex Tarradellas, Rita Custódio e Sion Serra Lopes, esta antologia bilingue entrega-nos uma Catalunha por descobrir.

Assírio & Alvim. 616 pp. 24€.

Publicidade

De Margarida Vale de Gato

Este livro promete revelar uma poesia de circunstância que, mais do que questionar a circunstância, a vira do avesso. É por metáfora / que me comovo e tanto do que vivo / é material de imagens que recolho, diz Margarida, por entre amantes e amigos, Lisboa e o litoral alentejano, as querelas ocidentais e a emergência climática, os enfrentamentos e afrontamentos da meia‑idade, mas também as viagens de comboio, os cigarros e outros vícios, os cravos esmaecidos, a América sombria, a infância televisiva e tantos outros pedaços da vida.

Tinta-da-China. 126 pp. 14,90€.

De Paulo Dentinho

Numa escrita rápida, directa e eficaz, própria do jornalismo, o repórter Paulo Dentinho conta não só como mas onde se construiu jornalista, nesse ir em busca da notícia, dê por onde der, seja onde for. Correspondente em Maputo, Díli e Paris, entrevistou personalidades de relevo internacional, como Muammar Gaddafi, Emmanuel Macron, Recep Tayyip Erdogan e Lula da Silva, mas não só. Passou também pelas ruelas sujas de tantos locais insalubres, teve acesso a palácios reais e presidenciais, cruzou-se com histórias simples de gente simples e com as dos sonhadores de todo o tipo. E contou sempre o que viu.

Editorial Caminho. 416 pp. 15,90€.

Publicidade

De Rui Miguel Tovar

Os heróis portugueses do desporto estão agora reunidos neste livro bem-humorado de Rui Miguel Tovar, que inclui as histórias de sucesso e superação de meia centena de desportistas. Rosa Mota, Cristiano Ronaldo, Alexandre Yokochi, Telma Monteiro, Nelson Évora, Luciana Diniz ou Tiago Pires são alguns dos biografados. A acompanhar, as ilustrações de Andrea Ebert prometem fazer as delícias de grandes e pequenos.

Nuvem de Tinta. 128 pp. 16,90€.

De Rosa Montero

A génese deste livro não podia ser mais fiel às primeiras linhas: tal como o protagonista se sente impressionado com uma cidade-subúrbio ferroviária ao ponto de ali se apear e inventar uma nova vida, também Rosa Montero, viajando de comboio, se sentiu inspirada a escrever-nos esta nova história, o seu 17.º romance. Nele, a autora espanhola defende que nós somos — devemos ser — os construtores da nossa própria narrativa. Mas, afinal, o que leva um homem a descer de um comboio antes do fim da viagem e ir esconder-se numa cidadezinha decadente?

Porto Editora. 232 pp. 16,60€.

Publicidade

De Kate Spicer

Num testemunho real e cinematográfico, a autora, jornalista especializada em lifestyle, conta-nos como um cão desgrenhado a salvou de uma rotina de festas intermináveis e maus hábitos. E como, durante o seu desaparecimento temporário, foi capaz de mover meio mundo, desde anónimos até celebridades, para o encontrar. Enquanto relata a sua relação com o seu amigo de quatro patas, Kate expõe também as suas fragilidades e o quão difícil é corresponder ao conceito de mulher contemporânea que lhe é imposto.

Porto Editora. 304 pp. 17,70€.

De Mara Timon

Nesta estreia auspiciosa, Mara Timon, a nova promessa dos thrillers de espionagem, leva-nos até à Lisboa de 1943, território neutro durante a Segunda Guerra Mundial. A protagonista é Elisabeth de Mornay, uma agente especial que, perseguida pela Gestapo, se refugia na capital portuguesa, um território neutro onde a elite europeia convive lado a lado com diplomatas, homens de negócios, ladrões e espiões. Mas haverá alguém em quem possa confiar, numa Lisboa em que ninguém é quem diz ser?

Presença. 400 pp. 19,90€.

Publicidade

De Matt Haig

Finalista dos British Book Awards para Melhor Livro de Ficção e vencedor do prémio Goodreads para Melhor Livro de Ficção do Ano, este bestseller internacional conta-nos como, depois de uma vida cheia de desgostos e carregada de remorsos, Nora Seed dá por si numa biblioteca onde o relógio marca sempre a meia-noite e as estantes estão repletas de livros que se estendem até perder de vista. Cada um desses livros oferece-lhe a hipótese de experimentar uma outra vida, de fazer novas escolhas, de corrigir erros, de perceber o que teria acontecido se tivesse escolhido um caminho diferente. Mas será que algum desses caminhos lhe proporciona uma vida mais perfeita do que aquela que conheceu?

Topseller. 336 pp. 18,79€.

De Shannon Lee

Além de ser um dos maiores ícones do século XX, mundialmente reconhecido nas artes marciais e no cinema, Bruce Lee era um pensador profundamente filosófico. O actor e mestre de artes marciais morreu quando a filha Shannon tinha apenas quatro anos, mas os seus ensinamentos acompanharam-na durante toda a vida. A autora, que mantém um podcast sobre o pai, partilha agora o seu legado, mostrando como as artes marciais são uma metáfora perfeita para o crescimento pessoal e encorajando-nos a aplicar as lições de Bruce à vida quotidiana.

Nascente. 288 pp. 17,69€.

Mais para ler:

  • Coisas para fazer

Tal como o viajante informado e atento convive com massas ignaras e indiferentes à cultura e história das regiões por onde passam em tropel apressado, enquanto fazem selfies frente a todos os monumentos e paisagens que integram o cânone turístico mundial, também os livros de viagens, que proporcionam uma visão reveladora do mundo e de nós mesmos, disputam hoje o espaço nas livrarias. Convivem com uma massa anódina de livros de prosa titubeante e infestada de lugares comuns e que, amiúde, mais não são do que uma soporífera compilação de episódios comezinhos sucedidos ao seu narcísico autor durante uma viagem (tantas vezes veloz e superficial) por paragens exóticas, polvilhada por meditações de filosofia de ervanária. Os seis títulos que se seguem fazem parte da primeira categoria e, na sua maioria, fogem ao padrão do livro de viagens. Recomendado: O que ler durante a quarentena?

  • Coisas para fazer

Duas obras são de ficção, é certo, e catapultaram os seus autores rumo ao estrelato na cena literária mundial (cada um recebeu o Prémio Nobel da Literatura); mas uma delas é um retrato fiel do último surto de peste negra em Inglaterra, durante o século XVII. Aqui tem três livros sobre outras pandemias, que não a Covid-19, para ler durante esta quarentena. De tão trágicas, pode ser que estas publicações o ajudem a pôr as coisas em perspectiva e a perceber que, afinal, não estamos assim tão mal e que podia ser bem pior. Fique em casa a ler. Proteja-se. A si e aos outros.  Recomendado: O que ler durante a quarentena?

Publicidade
  • Coisas para fazer

Agora que a propagação da Covid-19 exige que as pessoas evitem sair à rua e a grande maioria dos eventos estão cancelados, há que pensar em programas dentro de portas. Se gosta de temas que envolvam o meio ambiente, aproveite esta lista, onde damos a conhecer seis livros sobre sustentabilidade que podem ser encomendados online. De resto, saiba que já há livrarias da cidade a oferecer os portes de envio para promover a leitura por estes dias.   Recomendado: Sete séries a não perder este mês

  • Restaurantes

Ler, cozinhar, comer. A santíssima trindade por estes dias. Mas o que anda a comer é mesmo bom? E se em vez de se dedicar ao pão, começasse a produzir os seus próprios leites veganos ou a fazer umas quantas receitas dos Açores? Juntámos aqui sete livros de cozinha da fornada 2020 que pode comprar online. Têm histórias para aumentar a sua sabedoria gastronómica, dicas para mudar de regime alimentar ou simplesmente ideias para dar asas à criatividade, que por estes dias é capaz de já ser escassa. Bons cozinhados. Recomendado: 70 restaurantes do Porto com entregas e take-away

Publicidade
  • Compras
  • Livrarias

O Porto é um paraíso para os amantes de livros, mas nesta altura as ruas estão vazias, as portas estão fechadas e as pessoas estão em casa. Com um bom livro, é mais fácil escapar à realidade que agora que nos prende entre quatro paredes. O prazer de ler – de desaparecer e de mergulhar num mundo melhor – é uma solidão bem acompanhada. Fique em casa, mas não fique sem livros. Apoie as livrarias independentes do Porto. Siga esta lista para saber onde pode continuar a encomendar as suas leituras. Recomendado: As melhores livrarias no Porto  

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade