Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right 10 músicas para dançar sozinho
Boss
Capa de 'Born in the USA' de Bruce Springsteen

10 músicas para dançar sozinho

Para muitos, dançar em tempo de quarentena significa dançar sozinho. Ouça estas músicas bem alto e dance como se ninguém estivesse a ver.

Por Ana Patrícia Silva
Publicidade

Nesta época de isolamento social, não devemos deixar de fazer o que nos faz felizes. Se dançar o faz feliz, dance, mesmo que não tenha companhia. Há momentos em que nenhuma companhia do mundo é melhor do que a nossa. Faça como Bruce Springsteen, Billy Idol ou Robyn e dance sozinho, como se ninguém estivesse a ver. Se os vizinhos se queixarem do barulho, nós assumimos a culpa.

 

1. Bruce Springsteen - Dancing In the Dark

Bruce Springsteen descreve a sensação de isolamento e de procura de algum significado enquanto a vida à sua volta está a desmoronar. Escreveu esta canção sobre a dificuldade de fazer êxitos e a frustração de compor música para agradar às massas. Escreveu-a numa noite, sozinho num quarto de hotel. Uma música assomada pelo desalento e a solidão, mas mascarada de hino. Por ironia do destino, acabou por se tornar num dos seus maiores êxitos e valeu-lhe o primeiro Grammy da sua carreira, em 1985. No vídeo não dança sozinho. Uma jovem Courteney Cox, pré-Friends, sobe ao palco para dançar com o Boss.

2. Billy Idol - Dancing With Myself

Muitos acreditam que é uma música sobre masturbação, mas Billy Idol nunca o admitiu. Segundo o próprio, é um tema sobre isolamento e desumanização, inspirado por uma visita a uma discoteca em Tóquio, coberta de espelhos, onde as pessoas dançavam com o seu próprio reflexo.

Publicidade

3. Robyn - Dancing On My Own

A música pop adoptou a pista de dança como um lugar de euforia, hedonismo e utopia, mas aqui é apenas solidão e desalento. Robyn está num canto a observar o seu ex a beijar outra criatura. Enquanto isso, ela dança as suas mágoas, sozinha.

4. Bad Bunny - Yo Perreo Sola

Abanar o rabo também pode ser uma declaração política. Contra o assédio sexual, este é um hino para todas as mulheres que gostam de perrear em paz, sem ter que lidar com roça-roça não solicitada. A mensagem final do vídeo é clara: "Se ela não quer dançar contigo, respeita-a. Ela dança sozinha".

Publicidade

5. Sérgio Godinho - Dancemos no Mundo

Sérgio Godinho partilhou recentemente uma mensagem no Facebook onde alude à ameaça da Covid-19 com um novo sentido para esta música: "O sentido de uma letra de canção vai-se actualizando conforme os tempos. Quando compus o 'Dancemos no mundo', falava dos casais separados por barreiras rácicas, políticas, religiosas, ideológicas. E o seu desejo continuado de poderem simplesmente dançar juntos, neste mundo que é só um (diz-se…). Esse desejo está agora coartado por esta nova e tremenda ameaça. Mas continua a ser um desiderato actual, legítimo, e mais – premente. Que um destes dias (quando?) possamos dançar livremente neste muito mundo que, quer se queira quer não, continua a ser só um."

6. Indiana - Solo Dancing

Músicas sobre dançar sozinha costumam ser sinónimo de solidão e desespero, mas esta não. Uma base electrónica minimal e hipnótica levam Indiana a explorar o seu próprio corpo. É música de dança como puro prazer, para esvaziar a mente de tudo o que se passa à sua volta. Para quem consegue ser feliz sozinha e perder-se dentro de uma canção. 

Publicidade

7. GNR - Dançar Sós

A versão original da música tinha o rei Reininho a cantar sozinho, mas depois de convidarem Rita Redshoes para os concertos nos Coliseus em 2015, os GNR regravaram a canção e filmaram este vídeo. Menção honrosa para um clássico dos GNR, "Homens Temporariamente Sós"

8. Ashlee Simpson - Dancing Alone

Com o coração pisado, Ashlee Simpson vive sem pressa de voltar a apaixonar-se, à espera da pessoa certa. Enquanto isso, vai sonhando e dançando sozinha.

Publicidade

9. Um Zero Amarelo - Trist

"E se algum dia eu cantar e ninguém se puser a dançar, ainda bem, eu vou dormir, vou dançar sozinho", cantava António Cunha, a exorcizar o sofrimento. Nesta estranha espécie de solidão, os Um Zero Amarelo contavam com dois elementos dos Mão Morta: Carlos Fortes e António Rafael.

10. Taxi - Sozinho

"Abro a janela, saio para a rua, não vejo mais ninguém (...) Vou dançar sozinho", cantava João Grande, o vocalista dos Taxi, em 1985. Poderia ser um retrato do Porto de então, pré-turistificação, mas também é do Porto de hoje, pós-pandemia.

Mais músicas:

Rui Veloso
© Arlindo Camacho

13 músicas sobre o Porto para cantar à janela

Música Portuguesa

A vida como a conhecíamos está suspensa. Nesta altura estamos todos a sonhar com o mesmo: sair de casa, abraçar amigos e família, jantar fora, ir a concertos, rebolar na relva. Enquanto aguardamos por dias melhores, é importante lembrar as coisas bonitas. Das varandas e janelas à volta do mundo chegam relatos e vídeos de pessoas a cantar, a tocar ou simplesmente a ouvir. Para lembrar que o Porto é a melhor cidade do mundo, decore estas músicas e cante também, como se ninguém estivesse a ouvir.

Músicas para trabalhar em casa
©Glenn Carstens-Peters/Unsplash

As músicas para trabalhar em casa que fazem bem à produtividade

Música

Há já uns anos que a internet nos trouxe esta lindíssima possibilidade de não ter de sair da cama para despachar serviço. Mas nos últimos anos, por decisão ou obrigação, a tendência tornou-se bastante mais acentuada. Os freelancers foram os grandes pioneiros e, daí em diante, abriu-se a porta já dentro das empresas a fazer o mesmo com o posto remoto. Seja como for, não há nada mais entediante do que trabalhar sem uma banda sonora digna, que nos dê aquele empurrão necessário à criatividade, que nos relaxe ou que nos leve a viajar uns minutos para voltarmos ao trabalho. Na Time Out queremos que faça a sua jorna caseira com (algum) entusiasmo e, por isso, damos-lhe 13 músicas para trabalhar em casa. Recomendado: Veja concertos em directo a partir de casa

Publicidade
Aaliyah
©Dana Haughton

20 canções para celebrar a Primavera

Música

Uma viagem com início em 1977 por canções ordenadas cronologicamente e que cheiram a natureza e a espaços exteriores, a verde, sol e água, a dias de possibilidades em aberto e a noites insinuantes. Algumas mais optimistas, outras intimistas, várias festivas. A Primavera soa melhor assim. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade