A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Feira da Vandoma na Alameda das Fontainhas
© Laszlo DaroczyA antiga Feira da Vandoma, na Alameda das Fontainhas

Feiras da Vandoma e do Cerco regressam no fim-de-semana

Encerradas há um ano e meio, as feiras estão de volta nas manhãs deste fim-de-semana, 18 e 19 de Setembro: a da Vandoma no sábado e a do Cerco no domingo.

Escrito por
Ana Patrícia Silva
Publicidade

As feiras da Vandoma e do Cerco encerraram em Março de 2020, no âmbito das medidas de combate à pandemia. No início do desconfinamento, a autarquia começou a autorizar a reabertura das feiras e mercados municipais e urbanos, com a excepção destas feiras, que se mantiveram suspensas – a Feira da Vandoma pela sua "especificidade, dimensão e afluência de visitantes", e a Feira do Cerco "por estar integrada em zona residencial de grande aglomeração populacional".

Neste fim-de-semana, 18 e 19 de Setembro, já vão poder reabrir ao público: a da Vandoma na manhã de sábado, na Avenida 25 de Abril, e a do Cerco na manhã de domingo, na Alameda de Cartes. A decisão deve-se ao "actual contexto pandémico, que tem vindo progressivamente a melhorar", e ao "consequente desagravamento das medidas restritivas", lê-se no site da Câmara Municipal do Porto.

A Feira da Vandoma irá funcionar apenas com os 156 vendedores residentes e sem vendedores ocasionais. Na Feira do Cerco, só serão admitidos os 28 vendedores que, em período de pré-pandemia, "tinham a situação financeira (taxas) regularizada para com o Município do Porto". 

A Câmara do Porto alerta para que "sejam cumpridas todas as regras básicas enunciadas pela Direcção-Geral da Saúde, nomeadamente: o distanciamento físico, a higienização das mãos e o uso da máscara sempre que se justifique".

As melhores coisas para fazer no Porto esta semana

+ Casa Nanda volta a abrir as portas no Porto

Food Corner: há uma nova esplanada secreta no Porto

Há um novo terraço no Porto para comer, beber e ver o pôr-do-sol

Leia aqui a edição digital e gratuita da Time Out Portugal

Últimas notícias

    Publicidade