Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Sete restaurantes vegan no Porto

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Árvore do Mundo
© Marco Duarte Feijoada à base de vegetais da Árvore do Mundo

Sete restaurantes vegan no Porto

Comer uma refeição sem ingredientes de origem animal é cada vez mais fácil. Eis sete restaurantes vegan no Porto

Por Bárbara Baltarejo
Publicidade

Já lá vão os tempos em que as opções vegan não existiam na cidade e era preciso pedir uma salada para remediar. Hoje em dia, comer uma refeição livre de ingredientes de origem animal na Invicta é cada vez mais fácil. Basta ver, por exemplo, esta lista com sete restaurantes vegan no Porto. Nestes estabelecimentos não entram carne, peixe, ovos, leite ou derivados e tudo é confeccionado com ingredientes da terra, a pensar em quem segue esta filosofia de vida. Sob diferentes conceitos, desde bar a cat café ou loja de discos, todos têm um ponto em comum: o respeito pelos animais.

Recomendado: 10 doces vegan que tem de provar no Porto

Sete restaurantes vegan no Porto

Apuro - Vegan Bar
Apuro - Vegan Bar
© João Saramago

1. Apuro - Vegan Bar

Restaurantes Porto

O primeiro bar vegan da cidade nasceu em Outubro pelas mãos de Natacha Meunier, autora do blog Vegan Purista, e dois sócios. "Decidi arriscar e criar uma coisa um bocadinho diferente com que eu me identificasse", explica. Os hambúrgueres (desde 6€) são as estrelas da carta, feitos diariamente e aconchegados por pão de curcuma feito nO Macrobiótico. No lugar da carne, estão ingredientes como lentilhas, grão de bico, feijão preto e frango vegetal. Mas há outros petiscos como cachorros (5€), tábuas de queijos vegetais (8€), um wrap (4,50€) ou um cachorro (5€). Tratando-se de um bar, conte com cerveja artesanal – há três torneiras e muitas garrafas –, e com música ao vivo, entre outros eventos. Saiba ainda que o seu animal de estimação não tem de ficar à porta: este espaço é pet-friendly.

Trufas cruas da Tâmaras - Pastelaria Saudável
Trufas cruas da Tâmaras - Pastelaria Saudável
© Marco Duarte

2. Tâmaras - Pastelaria Saudável

Restaurantes Baixa

Este projecto já percorreu cerca de oito mil quilómetros. Tudo começou em 2014, no Brasil, quando Mariana Gritsas decidiu "tornar a alimentação mais inclusiva". Assim, faz "tudo vegan, sem glúten e, quase sempre, sem açúcar", explica. Em 2015, atravessou o Atlântico para se instalar em Portugal. A Tâmaras – Pastelaria Saudável não ficou para trás. Depois de três anos a trabalhar online e na cozinha de casa, o primeiro espaço físico nasceu em Outubro de 2018. Lá pode encontrar muitos doces, como brownies (2,50€), trufas cruas (1€), versões saudáveis de Twix, Ferrero Rocher e Snickers (1,80€) e bolos para levar para casa (desde 18€). Se quiser almoçar, peça uma sopa sem batata (1,80€) e uma tosta do dia (3,50€) – com hummus de beterraba e curgete, por exemplo. Como snack também há empadas de jaca (2,20€) e pastéis.

Publicidade
O Macrobiótico
O Macrobiótico
© Marco Duarte

3. O Macrobiótico

Restaurantes Restaurantes Bonfim

Este espaço no Bonfim, o único da cidade que se dedica à macrobiótica vegan, é um três-em-um. Além de restaurante –todos os dias há uma sugestão de almoço diferente, sopa e snacks, também funciona como cafetaria – com pão de fermentação lenta e doces vegan sem açúcar, e ainda como mercearia, o que significa que depois das refeições pode abastecer a despensa com produtos biológicos. Lasanha de cogumelos Paris, Shitake e Pleurotos, arroz de feijão azuki com grelos ou aboborinha recheada de feijão preto com ricotta vegan são alguns exemplos do que pode encontrar como refeição principal.

Árvore Do Mundo
Árvore Do Mundo
© João Saramago

4. Árvore do Mundo

Restaurantes Santa Catarina

Abriram em 2016 como um restaurante vegetariano, mas os poucos ingredientes de origem animal que utilizavam ficaram pelo caminho. "É a minha forma de activismo", explica Joana Esteves, a responsável. Diariamente serve-se um menu de almoço, com entrada, sopa, prato e bebida (10€) e muitos petiscos, como chamuças (1,50€), tábuas de queijos vegetais caseiros (desde 13€), hambúrgueres e alheiras (desde 6€).

Publicidade
Black Mamba
Black Mamba
© ACPinho

5. Black Mamba

Restaurantes Baixa

Nesta hamburgueria, que também é uma loja de discos, os hambúrgueres (todos com nomes de estilos musicais) são feitos com ingredientes como soja, grão-de-bico, tofu, cogumelos ou alho francês, entre outros (6€ com batata frita ou 7,50€ também com bebida). Para sobremesa, conte com cupcakes (3€), cheesecakes (2,20€) e bolos à fatia (3,50€). Tudo vegan e sem glúten. No fim da refeição, atire-se aos discos, que vão do punk hardcore ao metal.

O Porto dos Gatos
O Porto dos Gatos
© Marco Duarte

6. O Porto dos Gatos

Restaurantes Vegetariano Bonfim

Os gatos são o centro das atenções deste sítio – ou não fosse um cat café – mas a comida não fica atrás. Além de dois espaços para felinos, existe uma sala onde se servem refeições e há sempre um prato do dia, doces e petiscos exclusivamente vegetarianos para humanos. Exemplos? Estufado de pleurotos com cuscuz (5,50€) ou cogumelos à Bulhão Gato (4,50€), sem esquecer as francesinhas (desde 10€), com ingredientes como enchidos vegetais e beringela ou cogumelos. A pastelaria também é um bom pretexto para fazer uma visita a este espaço.

Publicidade
daTerra Baixa
daTerra Baixa
© DR

7. daTerra Baixa

4 /5 estrelas
Restaurantes Vegetariano Flores

Se acha que a comida vegetariana não enche o estômago, experimente um buffet do daTerra. Seja ao pequeno-almoço, onde encontra, por exemplo, vários tipos de pão, panquecas ou taças com açaí, granola e fruta (5,90€) ou numa das refeições principais, com pratos como polenta, batata doce e abóbora assados, seitan e tofu preparados de variadas formas ou caril de legumes (7,50€ ao almoço e 9,90€ ao jantar). Pode repetir as vezes que quiser. Ah, e também pode comer descansado: a cadeia daTerra começou como vegetariana, mas veganizou todos os seus produtos ao longo do tempo.

Mais opções vegan no Porto

Compras, Marita Moreno, Sapatos Vegan
©DR

Quatro lojas vegan no Porto que tem de conhecer

Compras

A palavra vegan é mais do que um sinónimo de não comer carne, peixe, leite ou derivados. Ultrapassa a alimentação e estende-se também ao estilo de vida e isso implica, por exemplo, deixar de fora a pele animal no que toca ao calçado, ao vestuário e aos acessórios, e procurar marcas mais amigas do ambiente. Isto é, marcas que dispensam químicos, que apostam em tecidos naturais e que têm um impacto ambiental reduzido. Ao contrário do que possa pensar, estas lojas não vendem peças aborrecidas. Mas continue a ler e confirme com os seus próprios olhos.  Recomendado: As melhores lojas alternativas no Porto

Fava Tonka
© DR

Os 12 melhores restaurantes vegetarianos no Porto

Restaurantes Vegetariano

Não, no Porto não existe só comida pesada, e os espaços que dão primazia ao reino vegetal têm-se multiplicado e têm clientes cada vez mais fiéis. Há pratos vegetarianos, opções vegan e menus que respeitam a sazonalidade dos ingredientes, muitas vezes de origem biológica ou de pequenos produtores locais. Em suma, há boa comida para provar à mesa nos melhores restaurantes vegetarianos no Porto. Exemplos? Caril de grão-de-bico e legumes, strogonoff de seitan, estufado de tofu e legumes, hambúrgueres de leguminosas e também muitas sobremesas, como banoffee pie, cinnamon rolls ou tarte de frutos vermelhos. Recomendado: Os melhores restaurantes saudáveis no Porto

Publicidade
Sopa de Miso, O Macrobiótico
© João Saramago

Três sítios para comer sopa de miso no Porto

Restaurantes

É com o miso, um ingrediente da culinária japonesa, obtido a partir da fermentação de arroz, cevada e soja, que se prepara uma das sopas mais conhecidas do mundo. Habitualmente, a soja, as algas e os cogumelos são os ingredientes-chave, mas a cebola, a cenoura e a abóbora ajudam a dar mais consistência a este caldo leve mas bem composto. Com pedaços de tofu, com carne de galinha ou com um caldo dashi, as versões variam de restaurante para restaurante e de chef para chef. Se ainda não a provou, aqui tem três sítios para comer sopa de miso no Porto. Recomendado: Três novos restaurantes japoneses para conhecer no Porto

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade